Brasil

Planejamento, uma marca de Guarani e ABC na Série B

Na antepenúltima rodada, o time potiguar perdeu em casa por 4 a 1 para o Bragantino, resultado que decretou a demissão de Guto Ferreira. Guto havia chegado há 15 dias no ABC para substituir Leandro Campos.

O tempo que esteve sob o comando do Alvinegro, Guto Ferreira não conseguiu vencer. Há apenas quatro partidas, o treinador obteve duas derrotas e dois empates.

Sem Guto Ferreira, a diretoria do ABC saiu no ‘mercado’ para achar seu novo treinador e surpreendendo a todos anunciou o retorno de Leandro Campos, que reassumiu o ABC 20 dias depois de ser demitido. Até o próprio Leandro Campos foi pego de surpresa.

“Sei que volto em uma situação difícil, e eu não imaginava que meu retorno se desse de forma tão rápida, mas não podemos deixar o grupo cair e vamos chegar para ver se com a minha volta e com o engajamento de todos a gente consiga tirar o ABC desta situação”, disse à imprensa local.

E na sua volta ficou sabendo da dispensa do volante Marcus Vinícius, atleta que ele gostaria de contar para a sequência da Série B. Leandro Campos que não servia há 20 dias, chegou para salvar o time. Na sua reestreia, o ABC venceu o Salgueiro por 1 a 0, fora de casa.

Já a diretoria do Guarani, disputou o jogo com o Sport no sábado com um jogador a menos no banco, fruto da estratégia adotada por seus dirigentes. O clube levou na viagem para Recife 18 atletas sem ter a certeza de que o meia Renato Ribeiro tivesse condições de jogo.

A diretoria do Bugre apostava que o nome do atleta sairia no BID (Boletim Informativo Diário) da CBF, mas o registro não foi confirmado pela entidade. Clubes organizados, em situações parecidas, levam 19 jogadores e cortam um antes da partida. Mas a diretoria do Guarani quis economizar, sendo que cada equipe recebe 23 passagens aéreas da CBF. Assim, o técnico Giba ficou sem uma opção na reserva e o Bugre perdeu por 3 a 1 dentro de campo.

ABC e Guarani provam que seus problemas vão muito além do medíocre futebol apresentado dentro de campo.

Curtas

– O técnico Marcio Goiano não resistiu a derrota para o Náutico e foi demitido pela diretoria do Goiás. O time goiano agiu rápido e anuncio Ademir Fonseca

– O volante Éverton assustou aos torcedores do Timbu que assistiam à partida contra o Goiás. O marcador se chocou com a cabeça contra o meia esmeraldino Elivelton.

– Éverton foi levado ao Hospital Santa Mônica e realizou uma tomografia computadorizada. Os exames não apontaram algo grave e o jogador não terá maiores complicações

– Os zagueiros Igor e Alex Bruno rescindiram contrato com o Sport

– Alegando problemas pessoais, o volante Lucas deixou o Guarani

– Dispensado pelo Guarani, o meia Mário Lúcio vai defender o Red Bull, que disputa a Copa Paulista

– O Americana liberou o meia Moacir para Gazovik Orenburg, da Grécia

– O ASA confirmou a contratação do atacante Robson, que disputou a Série A2 Paulista pelo União São João.

– o Volante Amaral, que estava no Cuibá, é o novo reforço do Salgueiro

– O Vila Nova-GO contratou o ala e meia Marquinhos, que esyava no Paulista de Jundiaí

Série C

– Com a saída do técnico Ademir Fonseca para o Goiás, o Forteza acertou com Júlio Araújo, que foi vice campeão cearense de 2011 dirigindo o time do Guarani de Juazeiro

– O time cearense também acertou a contratação do meia Márcio Goiano, que estava no Bonsucesso/RJ, clube pelo qual marcou 19 gols na atual temporada.

Série D

– A diretoria do Oeste definiu a troca de técnicos. Saiu Moacir Júnior e entrou João Martins. O time de Itápolis disputa a Série D e a Copa Paulista
 
– O Juventude-RS recebeu e venceu o Cianorte-PR, no sábado, por 3 a 0 e se classificou para a segunda fase da Série D do Campeonato Brasileiro
 

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo