Brasil

Vai repôr? Como Palmeiras vai administrar saídas de Luan, Endrick e Luis Guilherme

Na Academia de Futebol, existe um plano para lidar com as lacunas criadas no elenco

Após a vitória sobre o Vasco (2 a 0), na quinta-feira (13), Abel Ferreira falou em grupo fechado no Palmeiras.

— [Chegaram] muitas ofertas. Veio para o Luan e foi vendido. Veio para o Murilo, mas não posso deixar sair. Veio para o Veiga, mas não posso deixar sair. Veio para o Zé, mas não posso deixar sair. Veio para o Piquerez, mas não posso deixar sair. Veio para o Rony, mas não posso deixar sair — disse o português.

Mas a história não é exatamente assim. A Trivela apurou com algumas fontes do Palmeiras que o elenco pode ainda sofrer alterações, com novas chegadas e partidas. Mas tudo está sendo encarado de modo muito natural no clube, embora existam desejos e preferências.

Quando Abel fala que, pelo valor da multa, jogadores podem sair, é porque sabe que há atletas com o mesmo pensamento de Luan no grupo. O camisa 13 era muito feliz no Palmeiras, mas entendia, com razão, ter ainda muita lenha para queimar aos 31 anos, para ficar somente à sombra de Gómez e Murilo.

O Palmeiras, contudo, não está ativamente engajado em uma ofensiva para negociar seus jogadores de maior peso como parte de um processo de renovação. Não existe a ideia de abertura de espaço para novos nomes.

Podem vir, podem não vir

A falta de ímpeto para negociar não é o sentimento quando o assunto é contratar. A diretoria religou o clássico modo “o Palmeiras está sempre atento às oportunidades de mercado”, que pautou o clube no fim da década passado. Mas com mais foco e sem urgência.

Para levar o time aos seus objetivos até o fim da temporada, a comissão técnica e a cúpula do futebol entendem que o grupo oferece opções — ainda mais com a chegada de Felipe Ânderson e a volta de Dudu.

O clube aposta também nas evoluções de Rômulo, Lázaro, Naves e Vitor Reis. E nas voltas dos melhores momentos de Veiga e Rony.

O Palmeiras já sabe o que quer e precisa. E sim, em especial para a zaga e o ataque, podem surgir contratações — além da do lateral/meia Agustín Giay, que só precisa ser anunciada.

É nesse sentido que o nome do uruguaio Bruno Méndez, do Granada, circula no clube. O ex-Internacional e Corinthians não é necessariamente um alvo do Palmeiras. Mas tem características que agradam Abel.

Maurício, do Internacional, embora não seja centroavante, também está nesse grupo. As conversas sobre ele são antigas, e chegaram a ser reveladas por Endrick em janeiro, durante o pré-olímpico, em que ambos naufragaram com seleção brasileira por uma vaga na Olimpíada de Paris.

Foto de Diego Iwata Lima

Diego Iwata LimaSetorista

Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero, Diego cursou também psicologia, além de extensões em cinema, economia e marketing. Iniciou sua carreira na Gazeta Mercantil, em 2000, depois passou a comandar parte do departamento de comunicação da Warner Bros, no Brasil, em 2003. Passou por Diário de S. Paulo, Folha de S. Paulo, ESPN, UOL e agências de comunicação. Cobriu as Copas de 2010, 2014 e 2018, além do Super Bowl 50. Está na Trivela desde 2023.
Botão Voltar ao topo