Brasil

Palmeiras se aproxima de Giay em movimento mais ousado de sua reformulação

Lateral-direita era posição pacificada desde a chegada de Abel Ferreira ao clube, que pagará R$ 40 milhões ao San Lorenzo

A negociação do Palmeiras por Agústin Giay avançou bastante nesta terça-feira (11). Palmeiras e San Lorenzo se aproximam de um acerto que deve levar o lateral-direito para o Alviverde por US$ 7,5 milhões (R$ 40 milhões) — por 75% dos seus direitos federativos.

A transformação é tratada com certa na Argentina, de acordo com Santiago Sourigues, repórter do Top Mercato, site argentino do mesmo grupo ao qual pertence a Trivela.

Por R$ 40 milhões, o jogador de 20 anos vai entrar no top 5 de negociações mais altas da história do clube. E, desse modo, diferentemente de Rômulo e Caio Paulista, não chegará ao Palmeiras para subir morro.

Pode não ser logo de cara, mas o argentino vem para roubar a vaga de Mayke e, possivelmente, encerrar o ciclo de Marcos Rocha com o clube.

Com contrato até o fim do ano, talvez Rocha não recebe uma extensão para seguir jogando, por mais que Abel o adore. Até por isso, muitos não receberiam com surpresa seu apontamento para uma função na comissão técnica.

O fato é que a chegada de Giay é uma primeira ruptura grande numa reformulação que, já é possível afirmar, está em curso num ritmo até certo ponto acelerado.

Terreno pacificado no Palmeiras

Mayke é um dos jogadores mais utilizados por Abel Ferreira em outra posição (Foto: Icon Sport)

A lateral-direita é o setor do Palmeiras com menos sobressaltos desde a chegada de Abel Ferreira. Depois de devolver o improvisado Gabriel Menino ao meio-campo, o técnico manteve o revezamento na posição entre Mayke e Rocha.

A chegada do argentino, portanto, mexe com um dos dogmas mais arraigados do elenco. A ponto de Garcia, por exemplo, nunca ter conseguido muito espaço, mesmo já tendo se mostrado bom jogador.

A lateral direita também é a única posição da zaga que não teve mudanças na Era Abel. Hoje na direita do miolo de zaga, Gómez atuava pela esquerda. Luan, que jogava pela direita, perdeu o lugar para a entrada de Murilo. E Viña ainda estava no clube quando o português chegou.

Pensando no primeiro time ideal de Abel, os únicos que ainda seguem na equipe, além de Rocha, co-proprietário do espaço, são Zé Rafael e Raphael Veiga.

Giay pode ajudar Abel a destravar jogos

O Palmeiras viu na força de ataque o principal atributo para o interesse em Agustín Giay. O jogador de 20 anos, do San Lorenzo, reúne as características que Abel sempre quis de um lateral.

De certo modo, Giay pode perfeitamente fazer o mesmo que Mayke, principalmente em um esquema com três zagueiros. Em especial, se o beque da direita for alguém como Marcos Rocha.

Mas o argentino tem um elemento a mais que o atual camisa 12 do Verdão: o drible. Mayke vai bem quando espetado na direita. Faz jogadas de ultrapassagem — tanto se deslocando quanto fazendo a parede. Mas não dribla tanto.

Hoje, o que o Palmeiras precisa é de dribles. Contra defesas muito recuadas e com até seis defensores na última linha, todo time precisa de jogadores que saibam romper as linhas com menos tática do que técnica.

Esse é o tipo de jogador que Abel chama de “saca-rolhas”. Desde 2021, o treinador lança mão da expressão para se referir aos atletas capazes de definir ou facilitar o jogo em lances individuais.

Giay também é um atleta com boa visão de jogo. Em um esquema com uma linha de cinco jogadores pelo meio, pode também fazer o corredor interno da direita, para um ponta jogar mais avançado. Até como volante, é possível imaginá-lo se encaixando.

Foto de Diego Iwata Lima

Diego Iwata Lima

Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero, Diego cursou também psicologia, além de extensões em cinema, economia e marketing. Iniciou sua carreira na Gazeta Mercantil, em 2000, depois passou a comandar parte do departamento de comunicação da Warner Bros, no Brasil, em 2003. Passou por Diário de S. Paulo, Folha de S. Paulo, ESPN, UOL e agências de comunicação. Cobriu as Copas de 2010, 2014 e 2018, além do Super Bowl 50. Está na Trivela desde 2023.
Botão Voltar ao topo