Brasil

Palmeiras não fez proposta por Willian José, que pode trocar de time dentro da Espanha

Abel Ferreira quer um centroavante com características que batem com a de Willian, mas o Palmeiras não fez oferta

Ao menos por enquanto, o centroavante Willian José está longe do Palmeiras. O atacante foi sondado pelo Alviverde, mas nenhuma proposta foi feita até o momento.

Conforme a Trivela apurou com fontes do clube alviverde,  o que houve foi um contato com o empresário do atleta e só. Nenhuma oferta financeira por sua contratação foi feita até o momento.

Desse modo, a tendência é que o jogador, caso troque de clube, acabe ficando mesmo no futebol espanhol. De acordo com o jornal Marca, o Las Palmas, clube onde Willian José já atuou, está em conversa com o Betis para tentar a recontratação do brasileiro.

Willian José, em parte, se encaixaria com o perfil de atacante desejado pelo técnico Abel Ferreira. É experiente e conhece o futebol brasileiro. Vale, contudo, lembrar que Willian está no futebol europeu desde 2014. De modo que tem conhecimento do futebol daqui, mas não o disputa há muito tempo.

Opções não são muitas

Antes de sondar Willian, o Palmeiras também avaliou a contratação de Diego Costa, ex-Botafogo e Atlético-MG, que está sem clube. Embora Abel desejasse contar com o atacante, a diretoria reprovou sua contratação.

Sem Diego nem Willian, a situação do Palmeiras tende a ficar mais complicada, caso a diretoria queira cumprir os requisitos solicitados por Abel.

Não são muitos, os centroavantes disponíveis no mercado, que tenham experiência e conhecimento do futebol brasileiro. Em outras palavras, que cheguem prontos para jogar.

Na entrevista coletiva após bater o Santos, Abel citou, além de Diego Costa, Tiquinho Soares e Luis Suárez. Tiquinho segue no Botafogo. E Luisito está no Inter Miami, onde é companheiro de Lionel Messi.

Soluções de casa

No momento, considerando que Endrick vive uma contagem regressiva para se transferir para o Real Madrid, as duas opções de Abel para a posição de camisa 9 são Flaco López e Rony.

Ambos têm características muito diiferentes entre si, de modo que devem formar o ataque titular do time na final da Supercopa, depois de amanhã, no Mineirão, contra o São Paulo.

Flaco fez gols nas vitórias sobre o Santos e sobre o Red Bull Bragantino no Campeonato Paulista e vem crescendo de produção. Rony balançou a rede contra a Inter de Limeira e ainda está se adaptando a uma função um pouco diferente da que o consagrou no clube.

No ataque com dois homens do 3-5-2, em vez do que faz no 4-3-3 usual do time, o camisa 10 também cai um pouco mais pelos lados do campo. Já Flaco acaba saindo mais da área para auxiliar na preparação das jogadas.

Estruturalmente, o Palmeiras de certo modo retoma a dupla que tinha quando contava com Luiz Adriano, que era quem saía para tabelas e auxílio na armação.

Na base, o nome do atacante Luighi é muito elogiado, mas o jogador ainda é visto como imaturo para os profissionais – em especial para assumir um papel de protagonismo.

Além dele, Thalys e Kauan Santos são nomes que disputaram a úktima edição da Copinha. Meia de origem, Thalys alternava de posição com Kauã, que surgiu como um 9, mas vinha atuando na armação.

Foto de Diego Iwata Lima

Diego Iwata Lima

Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero, cursou também psicologia, além de extensões em cinema, economia e marketing. Iniciou sua carreira na Gazeta Mercantil, em 2000, depois passou a comandar parte do departamento de comunicação da Warner Bros, no Brasil, em 2003. Passou por Diário de S. Paulo, Folha de S. Paulo, ESPN, UOL e agências de comunicação. Cobriu as Copas de 2010, 2014 e 2018, além do Super Bowl 50. Está na Trivela desde 2023
Botão Voltar ao topo