Brasil

Abel repete lógica que já deu certo no Palmeiras e, sem Endrick e reforços, acha dupla de ataque

Palmeiras encontra nova formação ofensiva, já que não pode contar com seus principais atacantes - Endrick e Dudu

O confronto com o Red Bull Bragantino, pelo Campeonato Paulista, será apenas o quarto jogo oficial do Palmeiras em 2024. Mas, ao que parece, os três compromissos anteriores bastaram para o técnico solucionar um problema que, apesar de pontual, não é pequeno: perder Endrick.

Flaco López e Rony são o novo ataque titular do time. Pode até ser que outra dupla entre em campo diante da equipe austro-brasileira nesta quarta-feira (31). Mas, no domingo (4), contra o São Paulo, a chance de o argentino e o baiano formarem o ataque titular na Supercopa é grande.

Contra o Santos, ambos fizeram boas partidas. Flaco fez um dos gols. E Rony, mesmo sem balançar as redes, fez um bom jogo, readaptado à velha/nova função.

– Que ninguém espere que ele (Rony) vá dominar, segurar, ligar o jogo. O Rony é isso, nunca me enganou e não pode enganar os torcedores. Ele é um jogador de atacar a profundidade, de chegar na área. Mesmo baixinho, muito bom de cabeça. Já o López faz isso muito bem, jogador que se aproxima, liga o jogo. Por isso se complementam – já tinha dado a dica Abel Ferreira, no último dia 25, quando o Palmeiras bateu a Inter de Limeira.

Como em 2020

Começar o ano sem Endrick foi um golpe duro para Abel, que só conseguiu conquistar o Campeonato Brasileiro do ano passado quando lançou mão do atacante de 17 anos – diante da lesão que tirou Dudu de combate.

Com Endrick e Breno Lopes no ataque, Abel repetiu a lógica que aplicou em 2020, logo que chegou ao clube: um centroavante que sai da área, ajuda na armação, prende a bola e faz tabelas (Luiz Adriano). E um segundo, rápido, para atacar espaços vazios em velocidade: Rony.

No Palmeiras de 2024, Rony repete o que fez no passado, e Flaco sai da área na maioria dos lances para encostar nos meias e auxiliar na armação. Por também ser canhoto, ele se encaixa exatamente no mesmo corredor em que Endrick se encaixava.

Tanto Rony quanto Flaco já fizeram um gol cada na temporada: ambos dentro do posicionamento que o técnico espera deles. Rony foi lançado no espaço vazio no costado da zaga, ganhou na velocidade e bateu na saída do goleiro da Inter de Limeira para dar a vitória ao Verdão.

Já Flaco, contra o Santos, fechou na segunda trave, pela direita do ataque, quando Rony recebeu no bico da área pelo lado esquerdo e ajeitou para cruzar.

Busca por centroavante

Mas o Palmeiras sabe que precisa se reforçar. Na entrevista coletiva, após a vitória sobre o Santos, Abel foi bem claro: quer um centroavante experiente e que conheça o futebol brasileiro.

– Moleques, já temos muitos e bons – disse o português.

Nessa linha, Abel chegou a ter Diego Costa em mente. Mas a diretoria fez uma avaliação e decidiu descartar o jogador, por entender que ele não tinha o perfil comportamental adequado.

O nome da vez na terça-feira (31) foi o de Willian José. O clube conversou com o estafe do jogador para sondar a situação do atleta, adquirido pelo Betis junto à Real Sociedad há pouco tempo, por vultuosos 10 milhões de euros.

Foto de Diego Iwata Lima

Diego Iwata Lima

Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero, cursou também psicologia, além de extensões em cinema, economia e marketing. Iniciou sua carreira na Gazeta Mercantil, em 2000, depois passou a comandar parte do departamento de comunicação da Warner Bros, no Brasil, em 2003. Passou por Diário de S. Paulo, Folha de S. Paulo, ESPN, UOL e agências de comunicação. Cobriu as Copas de 2010, 2014 e 2018, além do Super Bowl 50. Está na Trivela desde 2023
Botão Voltar ao topo