Brasil

Palmeiras teve 18 escalações em 20 jogos: Qual foi o único time repetido?

Abel Ferreira montou 18 times diferentes para o Palmeiras, e time que fez final do Paulista só jogou junto uma vez

Contra o Vitória, no domingo (14), o Palmeiras chegou ao seu jogo de número 20 na temporada, por quatro competições diferentes. Do total, 16 partidas foram pelo Campeonato Paulista, competição na qual o Palmeiras se sagrou tricampeão. Uma foi pela Supercopa Rei, na qual a equipe foi derrotada nos pênaltis.

Dois jogos foram pela Copa Libertadores, contra San Lorenzo e Liverpool. E no Campeonato Brasileiro, que vai demandar 38 datas do Palmeiras, uma já foi.

Mas engana-se quem pensa que as variações demonstram indecisão ou falta de coerência de Abel. Ao contrário. Abel Ferreira é um técnico que gosta muito de testar formações e trabalhar com todo grupo. E isso não é mero discurso. Prova disso é que, nesses 20 jogos disputados, o português testou 18 formações distintas.

Algumas mudanças aconteceram por questões médicas e/ou físicas. Mas a maioria delas se deu mesmo por conta de escolhas baseadas em adaptações táticas necessárias, de acordo com o adversário, bem como oportunidades concedidas a alguns jogadores.

Para decidir

O único time escalado três vezes pelo técnico alviverde jogou junto em três partidas decisivas: quartas de final (Ponte Preta), semifinal (Novorizontino) e primeiro jogo da final do Estadual (Santos).

Portanto, essa equipe repetida obteve duas vitórias e classificações. Mas também esteve em campo na única derrota do time nesta temporada:

Weverton; Marcos Rocha, Luan e Murilo; Mayke, Aníbal Moreno, Zé Rafael, Raphael Veiga e Piquerez; Endrick e Flaco López

Partida entre SE Palmeiras e Santos, válida pela final (ida) do Campeonato Paulista, Série A1, na Vila Belmiro, em Santos-SP. (Foto: Fabio Menotti/Palmeiras/by Canon)

Repetido, mas não preferido

Embora tenha sido escalada três vezes, a formação não reúne os 11, digamos, titulares de Abel. Não conta, por exemplo, com Gustavo Gómez, o 1º capitão e intocável na equipe.

O esquema com três zagueiros também não é, necessariamente, o preferido do treinador. Na segunda final contra o Santos, Abel foi num 4-3-3, com Lázaro titular e Gómez de volta.

Contra o Internacional, na próxima quarta-feira, a chance de uma 19ª escalação diferente aparecer é grande. Isso porque o Palmeiras tem uma sequência muito pesada, e é esperado que alguns jogadores sejam preservados.

Depois do Inter, o Palmeiras terá Flamengo, Independiente del Valle, no Equador, e São Paulo, no Morumbi.

Todas as escalações do Palmeiras em 2024

Novorizontino 1 x 1 Palmeiras

Weverton, Marcos Rocha, Gustavo Gómez e Murilo; Mayke, Zé Rafael, Richard Ríos, Raphael Veiga e Vanderlan; Breno Lopes e Rony

Palmeiras 3 x 2 Inter de Limeira

Weverton, Marcos Rocha, Luan, Gustavo Gómez e  Piquerez; Aníbal Moreno, Zé Rafael e Raphael Veiga; Luis Guilherme, Bruno Rodrigues e Flaco López

Palmeiras 2 x 1 Santos

Weverton, Luan, Gustavo Gómez e Murilo; Mayke, Zé Rafael, Richard Ríos, Raphael Veiga e Piquerez; Rony e Flaco López

Red Bull Bragantino 0 x 1 Palmeiras

Marcelo Lomba, Gustavo Garcia, Luan, Kaiky Naves e Vanderlan; Aníbal Moreno, Fabinho e Jhon Jhon; Luis Guilherme, Caio Paulista e Breno Lopes

Palmeiras 0 x 0 São Paulo

Weverton, Marcos Rocha, Gustavo Gómez, Murilo e Piquerez; Zé Rafael, Richard Ríos e Raphael Veiga; Mayke, Rony e Flaco López

Palmeiras 2 x 0 Ituano

Weverton, Luan, Gustavo Gómez e Murilo; Marcos Rocha, Aníbal Moreno, Ríos, Zé Rafael, Raphael Veiga e Piquerez; Flaco López

Santo André 1 x 1 Palmeiras

Weverton; Gustavo Garcia, Luan, Gustavo Gómez e Piquerez; Fabinho, Zé Rafael, Richard Ríos e Caio Paulista; Breno Lopes e Flaco López

São Bernardo 0 x 1 Palmeiras

Marcelo Lomba; Marcos Rocha, Murilo, Kaiky Naves e Vanderlan; Aníbal Moreno, Gabriel Menino e Luis Guilherme; Jhon Jhon, Endrick e Rony

Palmeiras 2 x 2 Corinthians

Weverton; Luan, Gustavo Gómez e Murilo; Marcos Rocha, Aníbal Moreno, Zé Rafael, Richard Ríos e Piquerez; Endrick e Flaco López

Palmeiras 3 x 1 Mirassol

Weverton, Marcos Rocha, Luan, Murilo e Piquerez; Aníbal Moreno, Zé Rafael, Richard Ríos e Raphael Veiga; Endrick Flaco López

Portuguesa 0 x 2 Palmeiras

Weverton; Marcos Rocha, Luan, Murilo e Piquerez; Aníbal Moreno, Zé Rafael e Raphael Veiga; Flaco López, Endrick e Caio Paulista

São Paulo 1 x 1 Palmeiras

Weverton; Marcos Rocha, Luan, Murilo e Piquerez; Aníbal Moreno, Zé Rafael, Richard Ríos e Raphael Veiga; Endrick e Flaco López

Palmeiras 1 x 0 Botafogo-SP

Weverton; Mayke, Murilo, Luan e Piquerez; Aníbal Moreno, Richard Ríos e Raphael Veiga; Flaco López, Rony e Lázaro

Palmeiras 5 x 1 Ponte Preta

Weverton; Marcos Rocha, Luan e Murilo; Mayke, Aníbal Moreno, Zé Rafael, Raphael Veiga e Piquerez; Endrick e Flaco López

Palmeiras 1 x 0 Novorizontino

Weverton; Marcos Rocha, Luan e Murilo; Mayke, Aníbal Moreno, Zé Rafael, Raphael Veiga e Piquerez; Endrick e Flaco López

Santos 1 x 0 Palmeiras

Weverton; Marcos Rocha, Luan e Murilo; Mayke, Aníbal Moreno, Zé Rafael, Raphael Veiga e Piquerez; Endrick e Flaco López

San Lorenzo 1 x 1 Palmeiras

Marcelo Lomba; Gustavo Garcia, Gustavo Gómez, Kaiky Naves e Vanderlan; Gabriel Menino, Richard Ríos e Lázaro; Caio Paulista, Rony e Breno Lopes

Palmeiras 2 x 0 Santos

Weverton, Mayke, Murilo, Gustavo Gómez e Joaquín Piquerez; Aníbal Moreno, Zé Rafael e Raphael Veiga; Lázaro, Flaco López e Endrick

Palmeiras 3 x 1 Liverpool

Weverton; Marcos Rocha, Gustavo Gómez, Murilo e Piquerez; Aníbal Moreno, Richard Ríos e Raphael Veiga; Estêvão, Flaco López e Luis Guilherme

Vitória 0 x 1 Palmeiras

Weverton; Mayke, Luan, Murilo e Vanderlan; Gabriel Menino, Richard Ríos e Raphael Veiga; Estevão, Endrick e Rony

Foto de Diego Iwata Lima

Diego Iwata Lima

Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero, Diego cursou também psicologia, além de extensões em cinema, economia e marketing. Iniciou sua carreira na Gazeta Mercantil, em 2000, depois passou a comandar parte do departamento de comunicação da Warner Bros, no Brasil, em 2003. Passou por Diário de S. Paulo, Folha de S. Paulo, ESPN, UOL e agências de comunicação. Cobriu as Copas de 2010, 2014 e 2018, além do Super Bowl 50. Está na Trivela desde 2023.
Botão Voltar ao topo