Brasil

Luís Fabiano brilha e Brasil faz 6 a 2 em Portugal

Foi muito melhor do que se imaginava. Com um meio-campo criativo e um ataque inspirado, o Brasil convenceu. Em jogo marcado por forte clima político, a reabertura do estádio Bezerrão, no Gama-DF, teve uma goleada de 6 a 2 do Brasil sobre uma seleção portuguesa dispersa defensivamente e excessivamente tensa em alguns momentos.

Alguns dos principais movimentos da partida não ocorreram no gramado. Antes do jogo, vários políticos, cartolas e personalidades importantes estiveram no estádio. Em pauta, a disputa por espaço no plano da CBF para a organização da Copa 2014. (Obs.: para entender o clima político desse amistoso, clique aqui e aqui).

Em campo, os primeiros minutos de jogo davam a impressão de que o resultado seria bem diferente. Logo aos 4 minutos do primeiro tempo, Bruno Alves recebeu a bola em cruzamento e chutou para o meio da pequena área brasileira. Danny desviou e abriu o marcador.

Foi um raro suspiro português. Sem imaginação, com sua principal estrela – Cristiano Ronaldo – perdida entre o excesso de individualismo e a falta de inspiração, a equipe de Carlos Queiroz foi facilmente superada pelo Brasil. Kaká e Robinho estavam em grande noite e criaram diversos lances de perigo. Para a sorte de ambos, a Seleção tinha um atacante oportunista para finalizar as jogadas.

O empate surgiu logo aos 8 minutos do primeiro tempo. Robinho roubou a bola de Pepe e avançou pela esquerda. Depois, tocou rasteiro para Luís Fabiano, que entrou no meio sem marcação para tocar na saída do goleiro português Quim. A virada veio aos 25 minutos de jogo. Kaká driblou pela direita e tocou para Luís Fabiano, que chutou forte para colocar o Brasil em vantagem.

No segundo tempo, a Seleção rapidamente resolveu a partida. Aos 10 minutos, Maicon recebeu pela direita e, quando parecia que cruzaria na área, o lateral chuteou direto para o gol, pegando Quim no contra-pé. Dois minutos depois, Maicon cruzou da direita para a finalização de Robinho. O goleiro português espalmou e Luiz Fabiano aproveitou o rebote para marcar seu terceiro gol na noite.

Simão Sabrosa fez o segundo gol lusitano aos 17 minutos, recebendo livre em falha de marcação da defesa brasileira. Mas, três minutos depois, Elano fez o quinto gol brasileiro em chute forte da direita.

O jogo perdeu intensidade e as duas equipes fizeram algumas substituições. O duelo chegou a ficar tenso com algumas entradas mais ríspidas das duas equipes. O único lance de perigo até o final foi o sexto gol brasileiro, aos 46 minutos. Marcelo cruzou da intermediária e Adriano, livre, cabeceou por cima de Quim.

Outros jogos

Em outros amistosos disputados na América do Sul, gol foi coisa rara. Em Barinas, Venezuela e Angola não conseguiram superar as limitações impostas pela forte chuva. Em um jogo fraco tecnicamente, as duas equipes ficaram no 0 a 0.

Em Cáli, Colômbia e Nigéria também fizeram um jogo sem emoções. Os colombianos venceram por 1 a 0 e encerraram uma série de 704 minutos sem fazer gol. O único tento da partida foi marcado por Radamel Falcao García aos 36 minutos do segundo tempo.

Mostrar mais

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo