Brasil

Lúcio Barbosa pede demissão e Vasco vai para terceiro CEO em dois anos de SAF; veja os motivos

Após perder força com a chegada de Pedrinho ao controle da SAF, o CEO Lúcio Barbosa e a diretora financeira Kátia dos Santos pediram demissão dos cargos

A crise do Vasco e imbróglio envolvendo o controle da SAF teve mais um capítulo. Nesta terça-feira, o CEO Lúcio Barbosa e a diretora financeira (CFO) Kátia dos Santos entregaram o cargo e não fazem mais parte da empresa que controla o futebol vascaíno.

O presidente Pedrinho, que passou a controlar a SAF em maio, foi comunicado da decisão. A informação foi dada inicialmente pelo ge e confirmada pela Trivela. O Vasco vai oficializar a saída dos dois em breve.

Lúcio Barbosa perdeu força na SAF do Vasco após Pedrinho, presidente da associação, assumir o controle da empresa através de uma liminar na Justiça. Barbosa, que era o cara da 777 Partners no clube, passou a se reportar a Pedrinho.

O novo controlador da SAF logo fez mudanças no futebol do clube, como a contratação de Felipe como diretor técnico.

Lúcio Barbosa e Pedrinho tinha uma relação fria mesmo antes do imbróglio judicial entre a Associação e a 777 Partners. O presidente, então dono de 30% das ações da SAF, cobrava mais participação no futebol do clube, mas Lúcio Barbosa não se reportava ao Associativo.

Com Pedrinho no comando da SAF, a situação mudou. E o presidente deixou isso claro em vídeo divulgado nas redes sociais na última semana, quando disse que Pedro Martins, diretor de futebol, e Felipe, diretor técnico, se reportariam a ele, e não a Lúcio Barbosa.

O vídeo não caiu bem com o então CEO. Recentemente, Pedrinho também passou a frequentar o CT Moacyr Barbosa e ter mais contato com os jogadores e comissão técnica.

Lúcio e Kátia estavam no Vasco desde 2022

Lúcio Barbosa e Kátia dos Santos estavam no Vasco desde a transformação em SAF e a venda para a 777 Partners.

Lúcio começou como diretor financeiro e, após a saída de Luiz Mello em julho do último ano, assumiu, inicialmente de forma interina, o cargo de CEO. Ele só foi efetivado no posto após o fim da temporada de 2023.

Já Kátia dos Santos era do departamento financeiro, liderando as áreas contábil, fiscal, financeira e de planejamento financeiro, e assumiu o cargo de CFO após Lúcio Barbosa deixar o posto para ser CEO da SAF do Vasco. Na época, ela foi muito elogiado por representantes da 777 Partners.

Vasco vai para o terceiro CEO em menos de dois anos

Com a saída de Lúcio Barbosa, o Vasco vai para o terceiro CEO da SAF em menos depois ano de empresa.

A SAF do clube foi constituída a passou a comandar o futebol vascaíno em outubro de 2022, durante a disputa da Série B. Luiz Mello, que antes era CEO do clube associativo, passou a ser CEO da SAF, em um movimento polêmico e que causou controvérsia na época.

Com a crise vivida pelo Vasco no primeiro semestre de 2023, com queda precoce da Copa do Brasil, péssimo início do Campeonato Brasileiro, protestos da torcida e interdição de São Januário, Luiz Mello deixou o cargo em julho.

Lúcio Barbosa assumiu interinamente e, no fim de 2023, passou a comandar a SAF de forma efetiva. Agora, Pedrinho vai precisar procurar um novo CEO para controlar a SAF vascaína.

Foto de Gabriel Rodrigues

Gabriel Rodrigues

Jornalista formado pela UFF e com passagens, como repórter e editor, pelo LANCE!, Esporte News Mundo e Jogada10. Já trabalhou na cobertura de duas finais de Libertadores in loco. Na Trivela, é setorista do Vasco e do Botafogo.
Botão Voltar ao topo