Brasil

Boa funcionalidade de novo meio-campo abre leque de opções para Coudet no Internacional

Com Alan Patrick como meia centralizado e Bruno Henrique pela direita, Internacional teve boa atuação em vitória tranquila sobre o Santa Cruz

Com uma nova e ofensiva formação sendo utilizada desde o início, o Internacional foi amplamente superior ao Santa Cruz e venceu com facilidade, por 2 a 0, na noite de quarta-feira, no Estádio dos Plátanos, pela sexta rodada do Campeonato Gaúcho. Dado o desconto à fragilidade do adversário, lanterna da competição, a boa funcionalidade do novo meio de campo que Eduardo Coudet escalou abre leque de opções para o treinador colorado na temporada que recém está começando.

Assim como aconteceu no segundo tempo dos jogos contra Ypiranga, Guarany e Caxias, Alan Patrick iniciou a partida contra o Santa Cruz como meia centralizado, atrás de uma dupla de ataque — neste caso, Enner Valencia e Lucca. Com isso, Bruno Henrique foi deslocado para o lado direito, com Wanderson no lado esquerdo e Aránguiz como primeiro volante, tal qual na etapa final da vitória sobre o Grená.

Escalação do Internacional contra o Santa Cruz. Foto: Reprodução/Homecrowd

— Trocamos um pouco na parte tática. Trocamos posicionamento de Alan, com dois centroavantes. Já estávamos trabalhando isso, não troca muito — explicou Coudet na entrevista coletiva após a vitória sobre o Santa Cruz.

Alan Patrick jogou ao natural. No primeiro tempo, finalizou, de fora da área, na trave, e pifou Enner Valencia. No segundo tempo, entrou forte em Amaral e recebeu o terceiro cartão amarelo que vem a calhar, já que na próxima rodada Coudet preservará os titulares contra o São José, no gramado sintético do Passo D'Areia.

Bruno Henrique se destacou na função em que Maurício é o titular

Mas foi Bruno Henrique o grande nome do jogo. Plenamente adaptado à nova função, ele abriu o placar para o Inter após receber passe de Robert Renan e, justamente pelo lado direito, bater cruzado para vencer Marcelo Pitol. O camisa 8 também deu bela assistência em lançamento em profundidade para Enner Valencia, que ampliou. BH ainda teve duas conclusões defendidas por Pitol, e no segundo tempo voltou a pifar o equatoriano, que desperdiçou.

O bom desempenho de Bruno Henrique na nova posição cai como uma luva para Coudet. Em primeiro lugar, porque o técnico argentino estava com dificuldade para encontrar o substituto de Maurício, o titular da meia direita, que está servindo a Seleção Brasileira no Pré-Olímpico. Hyoran e De Pena foram utilizados por ali, mas o primeiro carece de ritmo de jogo após ficar longo tempo sem atuar, e o segundo vive crise técnica.

Internacional não sofreu defensivamente, mesmo com maior exigência para Alan Patrick sem a bola

Além disso, com Bruno Henrique na equipe, o meio-campo colorado perde menos na marcação, mesmo com Alan Patrick recuado. Na fase defensiva, o camisa 10 vira praticamente um volante. Isso também exige que os atacantes marquem mais na saída de bola. Isso não foi problema contra o frágil Santa Cruz. Resta saber como será contra times mais fortes. Coudet tem convicção de que é possível jogar assim.

— Claro que dá para jogar assim. Dá para jogar de qualquer forma, porque os jogadores vão definindo o sistema. Hoje iniciamos assim, o sistema se modifica um pouco, porque Alan é um enganche mais clássico. Os dois atacantes que tínhamos colaboraram muito hoje, fazendo um time curto. Isso facilita muito — destacou o treinador.

Internacional no Campeonato Gaúcho 2024

  • 2º lugar com 13 pontos
  • 6 jogos, 4 vitórias, 1 empate e 1 derrota
  • 9 gols feitos, 2 gols sofridos
  • 72% de aproveitamento

Próximos jogos do Internacional

  • São José x Internacional – Campeonato Gaúcho 2024 – domingo, 11 de fevereiro de 2024, às 19h, no Passo D'Areia, em Porto Alegre/RS;
  • Internacional x Brasil de Pelotas – Campeonato Gaúcho 2024 – quarta-feira, 14 de fevereiro de 2024, às 21h30min, no Beira-Rio, em Porto Alegre/RS;
  • Novo Hamburgo x Internacional – Campeonato Gaúcho 2024 – sábado, 17 de fevereiro de 2024, às 19h, no Estádio do Vale, em Novo Hamburgo/RS.
Foto de Nícolas Wagner

Nícolas Wagner

Gaúcho. Formado em Jornalismo pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Antes de escrever pela Trivela, esteve na Rádio Grenal e na RDC TV. Também é coordenador de conteúdo da Rádio Índio Capilé.
Botão Voltar ao topo