Brasil

Hulk e Paulinho fecham o ano como a melhor dupla da história do Atlético-MG, mas vão seguir em 2024?

Com desempenhos invejáveis, Hulk e Paulinho entraram para a história do Atlético, mas não estão 100% certos para o próximo ano

Ter um jogador no time que faz 30 gols é raro hoje em dia. Ter dois, parece até impossível, mas não para o Atlético-MG, que fez de Hulk e Paulinho a melhor dupla da sua história em números de bolas na rede, que contribuiu com mais de 70% dos gols do clube no ano. Mas, em 2024, será que eles estarão de volta?

O ano de Hulk e Paulinho é completamente fora de série. Do camisa 7, já era algo esperado, já que todos os anos dele pelo Atlético foram assim. Já o camisa 10 chegou como a principal contratação, mas ninguém esperava que ele fosse se tornar um grande artilheiro, superando o próprio companheiro de ataque.

Hulk foi o artilheiro do Mineiro (11), mas Paulinho levou a melhor na Libertadores (7) e na Copa do Brasil (2), além do Campeonato Brasileiro, que ele terminou não só como o goleador do Galo como também de todo o campeonato, marcando 20 tentos. Ao todo, a dupla soma 61 gols na temporada, sendo 31 de Paulinho e 30 de Hulk, se tornando assim a dupla atleticana com mais gols na história do clube, ao lado de Nunes e Éverton, de 1986.

As duplas mais goleadoras da história do Atlético

  • Nunes 31 e Éverton 30 – 61 gols (1986)
  • Hulk 30 e Paulinho 31 – 61 gols (2023)
  • Tardelli 39 e Éder Luis 21 – 60 gols (2009)
  • Guilherme 32 e Marques 23 – 55 gols (2001)
  • Dadá Maravilha 42 e Romeu Cambalhota 13 – 55 gols (1972)

Vale destacar que esses números envolvem gols oficiais. Em 2009, Tardelli e Éder Luis somaram 64 ao todo, mas contando os quatro gols que marcaram no Torneio de Verão, um campeonato amistoso que aconteceu no Uruguai.

Conexão da dupla e mais de 70% dos gols do Atlético

Os 61 gols de Hulk e Paulinho mostram também uma conexão absurda entre os jogadores. Hulk acionou seu companheiro em 11 das 15 assistências que deu na temporada. Já Paulinho fez o mesmo em seis das oito assistências que deu. Ou seja, se encontraram em campo muitas vezes.

Se excluirmos essas assistências que eles deram um para o outro, Hulk e Paulinho somam 66 dos 92 gols que o Atlético marcou no ano, o que dá uma porcentagem incrível de 71,7% de gols com o envolvimento da dupla na temporada.

Hulk e Paulinho ficam no Atlético em 2024?

Com contratos com o Atlético e uma temporada espetacular, o torcedor espera que a dupla seja mantida para 2024, até pela promessa da diretoria e da SAF de seguir lutando nas cabeças. No entanto, nenhum dos dois está 100% garantido para o próximo ano. Por motivos diferentes, há uma possibilidade deles saírem.

Paulinho é jovem, tem apenas 23 anos, e atrai olhares de inúmeros times. Depois dessa temporada avassaladora dele, é bem provável que ele receba consultas de diversos times do exterior. Após não conseguir ir bem no Bayer Leverkusen, o camisa 10 atleticano pode receber uma nova chance nos principais palcos do mundo. O jogador tem grande carinho e sabe da importância do Galo na sua carreira. Do lado do Atlético, uma negociação pelo valor correto pode encher os olhos (e os bolsos) do clube, que já admitiu que precisa negociar jogadores para equilibrar a balança financeira.

Em resumo, Paulinho é um jogador jovem e que pode render ótimo valor ao Atlético, que precisa de altas quantias. Apesar disso, não há ainda nenhuma menção de saída do artilheiro atleticano para o próximo ano, como garantiu o diretor Rodrigo Caetano.

– Como diretor de futebol, eu adoraria que não saísse ninguém e que chegasse mais. Mas essa conta não fecha. Não tem nenhuma proposta por atleta nosso. Se surgir, vai ser levado para o comitê da SAF — disse Caetano ao ser questionado se há algum jogador inegociável no Galo.

Até o início da semana, se Hulk saísse do Atlético seria uma surpresa enorme para todos. Houve até um indício disso, quando ele foi expulso no clássico contra o América-MG e falou que deixaria o Brasil. No entanto, horas depois ele mesmo se desculpou e disse que falou tudo “de cabeça quente”. Mas as coisas mudaram a partir da coletiva que o atacante concedeu na última terça-feira (5), se esquivando de responder várias perguntas sobre o seu futuro. Ninguém no Galo aguarda uma saída do jogador, que se demonstra feliz no clube e o clube com ele.

– Na minha opinião, ele não vai sair. Ele não teve proposta. Ele tem contrato de um ano com mais um. O que posso dizer é que ele tem contrato e o clube quer que ele continue. Mas o mercado se movimenta. Pela relação que temos com o Hulk, se ele tivesse proposta, já teria nos procurado. Ele é extremamente identificado, sofre quando não ganha e se dedica 200% para o clube. Em momento nenhum ele demonstrou desejo de sair. Espero que ele esteja no próximo ano como esteve nesse: decisivo, líder e sendo a grande estrela da companhia — disse Rodrigo Caetano.

Hulk tem reclamações constantes contra a arbitragem e contra o calendário do futebol no Brasil, que é sempre muito cansativo para os atletas. Em 2024, ele completa 38 anos, mas parece ainda em forma para jogar quatro ou cinco anos. Segundo o clube e o estafe do jogador, não há nenhuma menção de uma possível saída dele, mesmo que isso tenha ficado no ar com a coletiva na última terça.

A ideia do Atlético é manter seus dois principais jogadores para o próximo. No entanto, o clube entende que, no caso de Paulinho, pode ser que tenha que vender se chegar uma proposta irrecusável. Já no caso de Hulk, a ideia é convencê-lo (se necessário) a permanecer chegando até o limite do Galo.

Foto de Alecsander Heinrick

Alecsander Heinrick

Alecsander Heinrick se formou em Jornalismo na PUC Minas em 2021. Antes da Trivela, passou por Esporte News Mundo, EstrelaBet e Hoje em Dia.
Botão Voltar ao topo