Brasil

Gabriel renovou com Internacional, mas parece que Coudet se esqueceu disso

Depois de renovar contrato por dois anos com o Internacional, volante Gabriel ainda não foi utilizado pelo técnico Eduardo Coudet neste início de 2024

Destaque do Internacional na campanha do vice-campeonato brasileiro, em 2022, Gabriel se vê hoje em cenário completamente diferente no clube. Após se recuperar de grave lesão no joelho, o volante de 31 anos perdeu espaço no elenco colorado, mesmo que tenha renovado contrato, em outubro do ano passado, até o final de 2025.

Neste início de 2024, Gabriel ainda não foi utilizado pelo técnico Eduardo Coudet nas seis primeiras partidas do Campeonato Gaúcho. Isso que o treinador argentino tem rodado bastante o grupo. Nos jogos contra São Luiz, em Ijuí, e Guarany, em Bagé, a escalação inicial foi praticamente toda composta por jogadores reservas.

Após a venda de Johnny para o Real Bétis, da Espanha, Aránguiz tem sido o primeiro volante titular do Inter. Seu reserva imediato é Rômulo, que iniciou os jogos em Ijuí e Bagé e já soma 192 minutos em campo no Gauchão. A direção colorada ainda busca a contratação de outro primeiro volante — a novela que virou a negociação com o Flamengo por Thiago Maia continua.

‘Estou aqui para tomar decisões', diz Coudet sobre não utilizar Gabriel

Diante disso, parece claro que Gabriel não está nos planos de Coudet, que gosta de volantes construtores, com características distintas às do ‘Ruf Ruf'. Após a vitória sobre o Santa Cruz, na última quarta-feira (7), o treinador novamente foi questionado sobre o camisa 23, que apesar de subaproveitado goza do prestígio de boa parte da torcida colorada.

— Eu também tenho muito carinho por ele. Depois, estou aqui para tomar decisões. É um grande jogador, uma grande pessoa, um grande profissional. Não quero um jogador que esteja contente por não jogar. Para mim é uma situação normal — afirmou Coudet.

‘Se não tivéssemos renovado estariam nos criticando', afirma Barcellos

Antes do jogo em Santa Cruz do Sul, o presidente Alessandro Barcellos também foi questionado sobre a situação de Gabriel. Principalmente quanto ao porquê do Inter ter renovado o contrato do volante.

— Tenho certeza que se não tivéssemos renovado com o Gabriel estariam nos criticando hoje, porque o Gabriel voltava de uma lesão, e o Internacional o teria deixado na mão. Não é esse o perfil do Internacional. É um jogador que tem mercado e também tem espaço no grupo. O treinador é que escala. Aí é outra condição, que ao longo do tempo, ele busca o espaço. É um profissional sensacional, tem trabalhado e se dedicado muito ao clube. Ele sabe do apreço que o clube tem, e essa relação é muita boa, e continua sendo. À medida que ele tenha sua chance, tenho certeza que vai agarrar com as duas mãos, e tendo oportunidades de proposta, a gente também vai analisar. Ele sabe muito bem disso, a gente já conversou sobre isso. Tenho certeza que o Gabriel à disposição sempre vai nos ajudar — disse Barcellos.

Se o estilo de jogo de Gabriel não agrada Coudet, chama atenção que o treinador já estava no clube quando o contrato do volante foi renovado, em outubro do ano passado. Perguntado sobre a participação do argentino nessa decisão, o presidente ressaltou que o comandante é só mais um nesse processo.

— O clube tem sua forma de contratação, não é só o treinador que dá o ok. Eu sempre expliquei isso para vocês. As contratações do Internacional são baseadas em condições técnicas e na opinião do treinador. E o treinador algumas vezes vai concordar, outras vezes não. E o clube tem sua autonomia para contratar e descontratar quem quiser — explicou.

Gabriel pelo Internacional

  • 2022: 43 jogos (38 como titular)
  • 2023: 17 jogos (9 como titular)
  • 2024: nenhum jogo
Foto de Nícolas Wagner

Nícolas Wagner

Gaúcho e formado em Jornalismo pela PUC-RS, já passou pela Rádio Grenal e pela RDC TV. É, também, coordenador de conteúdo da Rádio Índio Capilé.
Botão Voltar ao topo