Brasil

Gabigol, Flamengo e Corinthians: o que pode (ou não) acontecer para 2024

Interesse do Corinthians e empolgação da torcida podem ajudar na renovação de Gabigol com o Flamengo

Gabigol é um dos nomes mais comentados deste início de janela de transferências. Mesmo que tenha contrato com o Flamengo até dezembro de 2024, e multa rescisória superior a R$ 185 milhões, o atacante apareceu na lista do Corinthians para a próxima temporada. Como a situação da renovação está congelada, o burburinho sobre o futuro do camisa 10 só cresce.

O Corinthians dificilmente poderia arcar com o atual salário de Gabi no Flamengo, que, inclusive, seria aumentado com a renovação, mas o ato de sonhar não é proibido. Quando passa para o campo da ilusão, a quebra de expectativa pode ser grande. É melhor se segurar, porque a situação vai se arrastar até, pelo menos, julho de 2024.

O que a Trivela sabe sobre a renovação de Gabigol

A renovação entre Flamengo e Gabigol não esteve tão distante desde que as conversas voltaram a se intensificar, no segundo semestre. Não é que o acordo não esteja na mesa, a questão é que o Rubro-Negro não vai assiná-lo enquanto não tiver o apoio do departamento financeiro que, nesse momento, não existe. Pensando no futuro, nas finanças do clube, seria pouco interessante estender o vínculo de Gabigol por mais cinco temporadas. Os custos de salário são altos.

Nesse momento, a assinatura das partes envolve uma melhora providencial de Gabigol em 2024, especialmente no primeiro semestre, já que ele poderá assinar um pré-contrato com a equipe que desejar a partir de julho. O primeiro passo é aproveitar as oportunidades concedidas pelo técnico Tite. No momento, Gabriel é reserva de Pedro e não esconde a insatisfação por amargar o banco de reservas.

Os representantes de Gabigol seguem confiantes pela renovação, enquanto o Flamengo aguarda o desfecho da temporada seguinte a pior do centroavante pelo clube. O Rubro-Negro não poupará esforços para manter o ídolo, mas a chance de saída nunca foi tão grande.

Torcedor do Corinthians se empolga a com possibilidade do Gabigol integrar o elenco 

Se antes a preocupação do torcedor do Corinthians era o time se manter na primeira divisão do Campeonato Brasileiro em 2024, agora o sentimento é de ansiedade com o que pode ser o próximo ano. Tudo isso gira ao redor da prevista e iniciada montagem do elenco.

Sob as promessas da nova diretoria, de um time jovem e contratações para colocar o Timão na briga por títulos, o nome do Gabigol começou a ser ventilado. O próprio presente eleito, Augusto Melo, disse que o atacante seria uma boa opção para o time, e que além de tudo ele teria a “cara” do Corinthians.

Nos últimos dias, parte da Fiel começou um movimento nas redes sociais para “convencer” Gabigol a deixar o clube carioca e fechar com o Timão. A expectativa em cima dessa possibilidade foi crescendo com o passar dos dias. Na última segunda-feira (11), durante participação no podcast “PodPah”, o jogador concordou sobre ter a “cara” do clube alvinegro e exaltou a torcida corinthiana. Gabigol, porém, lembrou que seu vínculo com o rubro-negro vai até o meio de 2024.

Apesar da empolgação dos corinthianos, há também o temor de que Gabigol estaria usando indiretamente o interesse alvinegro do Corinthians para conseguir uma renovação com melhores condições contratuais com o Flamengo.

O Corinthians, de fato, precisa de reforços, ainda mais com a dificuldade que o clube apresentou no setor ofensivo durante a temporada 2023. O clube, porém, vive um dilema, já que a nova diretoria quer reduzir a folha salarial do elenco, algo que parece bastante incompatível com a contratação de um atacante da magnitude de Gabigol.

Foto de Jade Gimenez

Jade Gimenez

Jornalista, fascinada por esporte desde a infância e transformou a paixão em profissão. Além do futebol, se mantem por dentro de outras modalidades desde Fórmula 1 até NFL. Trabalhou como repórter em TV e rádio cobrindo partidas de futebol, futsal e basquete.
Foto de Guilherme Xavier

Guilherme Xavier

Jornalista formado pela PUC-Rio. Da final da Libertadores a Série A2 do Carioca. Copa do Mundo e Olimpíada na bagagem. Passou por Coluna do Fla e Lance antes de chegar à Trivela, onde apura e escreve sobre o Flamengo desde 2023.
Botão Voltar ao topo