Brasil

Fluminense deixa Inter e Grêmio para trás na lista dos maiores patrocínios masters do país

Acordo com a Superbet faz Fluminense igualar São Paulo e virar quarto clube que mais arrecada com patrocínio master no Brasil

A boa fase do Fluminense dentro de campo também interfere fora dele. Nos bastidores, o Tricolor aproveitou para fazer o maior acordo de patrocínio de sua história. O clube fechou uma nova parceria para seu patrocínio master e agora será o 4º mais bem pago do Brasil pela propriedade principal de seu uniforme.

Depois de quase três anos de parceria, o Flu não terá mais a Betano estampada em sua camisa. O Tricolor deu tempo para que a casa de apostas cobrisse os valores oferecidos por concorrentes, mas isso não aconteceu. Assim, o Fluminense agora terá a Superbet como patrocinadora master.

A informação do acordo fechado foi publicada primeiro pelo ge e confirmada pela Trivela.

Em termos de valores fixos, o que será pago pelo novo patrocinador é ainda maior do que o esperado pelo mercado. As conversas começaram com R$ 35 milhões, mas com outras empresas no páreo, a Superbet pode pagar até R$ 52 milhões ao todo pela mais nobre da camisa do Flu pelos próximos três anos.

Fluminense receberá R$ 42 milhões fixos da Superbet

A Trivela apurou ainda que o acordo do Fluminense com a Superbet renderá R$ 42 milhões fixos ao clube por ano em um contrato de três temporadas. Além disso, a previsão é de receber até R$ 10 milhões em valores variáveis, totalizando R$ 52 milhões anuais em um contrato de três anos.

Fluminense trocará a Betano pela Superbet em maior acordo de patrocínio master de sua história - Foto: MARCELO GONÇALVES /FLUMINENSE FC
Fluminense trocará Betano pela Superbet por maior patrocínio master de sua história – Foto: MARCELO GONÇALVES/FLUMINENSE FC

As cifras são iguais ao que a Superbet paga para o outro clube que patrocina, o São Paulo. Por questões contratuais, entretanto, os acordos são diferentes. Os R$ 52 milhões pagos ao time paulista envolvem outras propriedades comerciais no uniforme da equipe e no Morumbis. No Fluminense, os R$ 52 milhões serão pagos apenas pelo patrocínio master.

A parte variável tem duas subdivisões: bônus por performance esportiva, que totaliza R$ 8 milhões em premiações por metas alcançadas e títulos conquistados, e mais R$ 2 milhões pagos em ativações de marca. Dessa forma, o acordo fechado será o maior da história do Fluminense.

Fluminense é 4º mais bem pago do Brasil em patrocínio master

O novo acordo faz o Fluminense mudar de patamar em termos de valores recebidos pelo patrocínio master.

O Tricolor considerava as cifras defasadas no contrato com a Betano, mas agora será o 4º clube mais bem pago do Brasil pela propriedade comercial. A estreia da Superbet na camisa do Flu deve ser no jogo contra o Colo-Colo, no Maracanã, pela Libertadores, em 9 de abril.

Fluminense de Renato Augusto passa a ser 4º clube que mais arrecada com o patrocínio master no Brasil - Foto: Icon sport
Fluminense de Renato Augusto passa a ser 4º clube que mais arrecada com o patrocínio master no Brasil – Foto: Icon sport

Quando fechou contrato com a empresa do grupo europeu Kaizen Gaming, uma das maiores empresas do segmento no mundo, o Tricolor tinha sua camisa um pouco desvalorizada pelo tempo sem patrocínio master. As casas de apostas também ainda davam seus primeiros passos, e mudanças na legislação brasileira ao longo dos anos modificaram o panorama.

Após o título da Libertadores e a participação no Mundial de Clubes — também garantido em 2025 —, a diretoria considerava que o Flu precisava de uma valorização no espaço. Dessa maneira, o Tricolor passou a negociar com um valor mais alto como parâmetro.

Veja o top 5 de patrocínios masters do Brasil em 2024

  1. Corinthians — Vaidebet — R$ 120 milhões por ano;
  2. Flamengo — Pixbet — R$ 85 milhões por ano;
  3. Palmeiras — Crefisa — R$ 81 milhões por ano;
  4. Fluminense e São Paulo — Superbet — R$ 52 milhões por ano;
  5. Grêmio e Internacional — Banrisul — R$ 30 milhões por ano;

Nova parceira do Fluminense tem mesmos executivos da antiga

A Superbet chegou com força ao mercado brasileiro. E para isso, uma explicação é a forma de entrada. A empresa contratou executivos que já operavam no segmento, e no Rio de Janeiro, tirou representantes da Betano, atual parceira do Fluminense. A mudança corporativa pavimentou a aproximação na negociação.

São Paulo fechou acordo de R$ 52 milhões com a Superbet, que chegou forte ao mercado de apostas do Brasil (Miguel Schincariol/sãopaulofc.net)
Superbet chegou forte ao mercado de apostas do Brasil e também patrocina o São Paulo (Miguel Schincariol/sãopaulofc.net)

Desde o início das tratativas, a melhor proposta na mesa era da Superbet. A empresa contratou executivos da própria Betano para sua operação no Brasil, o que facilitou a negociação e a confiança do clube na empresa.

Fontes ouvidas pela Trivela até brincaram em dado momento das conversas, afirmando que “a reunião até parecia com a Betano”, já que boa parte das pessoas envolvidas eram as mesmas.

Foto de Caio Blois

Caio Blois

Caio Blois nasceu no Rio de Janeiro (RJ) e se formou em Jornalismo na UFRJ em 2017. É pós-graduado em Comunicação e cursa mestrado em Gestão do Desporto na Universidade de Lisboa. Antes de escrever para Trivela, passou por O Globo, UOL, O Estado de S. Paulo, GE, ESPN Brasil e TNT Sports.
Botão Voltar ao topo