Brasil

Flamengo fica sem Arrascaeta e De La Cruz ao mesmo tempo pela primeira vez desde janeiro

Dupla de uruguaios tem sido fundamental para o Rubro-Negro em 2024, mas foi convocada para a Copa América

Arrascaeta e De La Cruz são jogadores essenciais para o Flamengo de Tite. Seja com um, outro ou os dois em campo, a equipe joga melhor quando os uruguaios estão ativos e apresentando o seu melhor futebol. Por isso a convocação para a Copa América foi tão sentida internamente, já que a dupla pode desfalcar o Rubro-Negro por mais de um mês.

O Flamengo não terá nenhum dos dois à disposição em partida oficial pela terceira vez em 2024, a primeira desde janeiro. Coincidência ou não, a equipe não conseguiu vencer nenhum dos dois jogos que realizou sem Arrascaeta e De La Cruz.

Os duelos em questão

Para ter uma ideia da importância de Arrascaeta e De La Cruz, pelo menos um deles participou de 28 dos 30 jogos do Flamengo na temporada. Sobraram apenas dois, ambos pela Taça Guanabara, e com um contexto interessante. A dupla só não esteve em campo porque os jogos coincidiram com a FC Series, torneio de pré-temporada disputado pelos profissionais na Flórida.

Como enfrentaram Philadelphia Union e Orlando City nos mesmos dias, em jogos não oficiais, Arrascaeta e De La Cruz não participaram dos empates com Nova Iguaçu e Portuguesa-RJ. Os dois tropeços estiveram numa lista restrita de resultados indesejáveis na campanha praticamente perfeita do Flamengo no Carioca.

  • Nova Iguaçu 1 x 1 Flamengo – 21/01 – Taça Guanabara
  • Portuguesa-RJ 0 x 0 Flamengo – 27/01 – Taça Guanabara

É importante citar, também, que os dois estiveram à disposição nos jogos citados, mas não foram titulares juntos em três deles: nas vitórias sobre Volta Redonda, São Paulo e Corinthians.

Motor e maestro

As mínimas ausências da dupla só mostram o tamanho do valor que ela recebe no Flamengo. Arrascaeta é maestro e consagrado desde 2019, quando conquistou o Brasil e a América naquele time avassalador de Jorge Jesus, mas De La Cruz não fica para trás, mesmo com pouco tempo de casa. Para ter uma noção da moral, o camisa 18 foi liberado de um protesto da torcida no Ninho do Urubu por estar jogando bem.

Arrascaeta até apresenta números melhores do que De La Cruz em 2024, já que carrega 12 participações em gol contra cinco do companheiro, mas as contribuições do segundo volante vão muito além do que pode ser visto a olho nu.

Nico é o líder do Flamengo em distâncias percorridas, precisão nos passes longos e outras estatísticas importantes.

Por essas e outras razões, o Rubro-Negro sentirá bastante a falta dos seus uruguaios, ainda mais pela falta de um substituto. Varela tem Wesley, Viña tem Ayrton Lucas e Pulgar tem Allan, mas De La Cruz e Arrascaeta não veem nenhum jogador mais cascudo como substituto natural. Victor Hugo e Lorran são os mais cotados, porém ainda buscam seu espaço entre os profissionais.

Arrascaeta e De La Cruz farão muita falta durante a disputa da Copa América (Foto: Divulgação/Seleção Uruguaia)

Tite e companhia enfrentarão o Grêmio nesta quinta-feira (13), a partir das 20h (de Brasília), no Maracanã. É a oportunidade do Flamengo quebrar a escrita sem a dupla de uruguaios, para iniciar a caminhada do período de desfalques por conta da Copa América com o pé direito.

O aproveitamento do Flamengo

  • Sem Arrascaeta e De La Cruz juntos:
    2 jogos (2 empates)
    33% de aproveitamento
  • Com Arrascaeta e De La Cruz juntos:
    17 jogos (14 vitórias, 2 empates e 1 derrota)
    86% de aproveitamento
  • Só com Arrascaeta:
    4 jogos (2 vitórias e 2 empates)
    66% de aproveitamento
  • Só com De La Cruz:
    5 jogos (3 vitórias, 1 empate e 1 derrota)
    66% de aproveitamento
Foto de Guilherme Xavier

Guilherme Xavier

Jornalista formado pela PUC-Rio. Da final da Libertadores a Série A2 do Carioca. Copa do Mundo e Olimpíada na bagagem. Passou por Coluna do Fla e Lance antes de chegar à Trivela, onde apura e escreve sobre o Flamengo desde 2023.
Botão Voltar ao topo