Brasil

Flamengo gabarita lista de desejos e aumenta responsabilidade de Tite em 2024

Departamento de futebol entregou os reforços pedidos a Tite, que precisará corresponder os valores investidos pelo Flamengo

A janela de transferências do Flamengo foi agitada, com alguma dose de drama, mas caminha para um excelente final. O departamento de futebol conseguiu sanar as principais carências da equipe, apontadas por Tite e pela comissão técnica ao longo dos primeiros meses. Como os reforços chegaram, a pressão em cima de Adenor e comandados aumenta.

Os primeiros dois meses de 2024 foram muito produtivos ao Flamengo. A pré-temporada nos Estados Unidos apontou os caminhos de correção para Tite, que criou um time bastante competitivo, líder do Carioca e campeão da Taça Guanabara. A partir de agora, no entanto, a jornada realmente começa, e Tite, sem dúvida, trabalhará para manter o bom início.

O gênio da lâmpada

Como no filme Alladin, o Flamengo concedeu alguns desejos a Tite, em troca da chegada antes do esperado por parte do treinador. Como esteve com o elenco por dois meses antes do início das férias, o comandante conseguiu identificar as principais carências, que necessitariam de reforços ao longo da janela. A comissão técnica apontou três: lateral esquerda, meia e zagueiro, todas entregues pelo departamento de futebol.

É importante frisar que a ponta direita também seria priorizada, mas em menor intensidade, segundo apurou à Trivela.

De La Cruz, Matias Viña e, nesta semana, Léo Ortiz, todos desembarcaram no Rio de Janeiro para vestir a camisa do Flamengo. Dois deles, o lateral e o zagueiro, chegaram como reposições diretas para as saídas de Filipe Luís e Rodrigo Caio, que não tiveram o contrato renovado. Os reforços deixam a bola no campo de Tite, para que o Rubro-Negro volte ao protagonismo.

Início de ano corresponde as expectativas

Depois de um 2023 conturbado, o 2024 chegou para acalmar mais os ânimos. Tite zelou bastante por um bastidor tranquilo e, em especial, unido. A pré-temporada, como mencionado, ajudou bastante, e o elenco aparenta estar em paz muito maior do que no ano passado. O momento de tranquilidade tem se refletido muito dentro de campo.

Os 13 jogos do Flamengo, sendo 11 oficiais e dois amistosos, deram confiança à torcida. A equipe de Tite está invicta na temporada, com aproveitamento superior a 80%, a melhor defesa do Brasil e o melhor ataque do Estadual. O Rubro-Negro também foi bem nos três clássicos, considerados os grandes testes até aqui, com duas vitórias, sobre Fluminense e Botafogo, e um empate, contra o Vasco.

O coletivo vai bem, e o individual se sobressai. Pedro, por exemplo, é um dos principais artilheiros do Brasil em 2024, enquanto Cebolinha e Luiz Araújo cresceram de produção. A defesa dispensa comentários, com boa parte em excelente fase, mas é preciso falar dos uruguaios. A adaptação de Nico e Viña foi muito mais tranquila, não apenas pelo entrosamento com Arrascaeta e Varela, mas pelo manejo da comissão técnica.

Tite comemora o título da Taça Guanabara ao lado de César Sampaio e do Urubu, mascote do Flamengo (Foto: Divulgação/CRF)

Agora é para valer

Apesar do título e da invencibilidade, os maiores desafios da temporada começam agora. A semifinal do Carioca está aí, e começa neste sábado (09), com um Fluminense que foi algoz do Flamengo nas últimas duas edições. Passando o Estadual, começam Campeonato Brasileiro, Copa do Brasil e Libertadores, de longe os principais desafios que 2024 apresenta.

O primeiro desafio começa a partir das 21h (de Brasília), no Maracanã. Como tem a vantagem do empate no agregado, o Rubro-Negro está um pouco à frente do Tricolor das Laranjeiras, mas todo cuidado é pouco. Chegou a hora de um Flamengo que impressionou em janeiro e fevereiro, começar o março como a diretoria esperou: em excelente forma.

Foto de Guilherme Xavier

Guilherme Xavier

É repórter na cobertura do Flamengo há três anos, com passagens por Lance! e Coluna do Fla. Fã de Charlie Brown Jr e enxadrista. Viver pra ser melhor também é um jeito de levar a vida!
Botão Voltar ao topo