Brasil

Em grande fase, Fernando reforça que chance no Cruzeiro é questão de tempo

Fernando, de 18 anos, fez quatro gols e deu quatro assistências em sete jogos na Copinha 2024, mantendo o bom momento iniciado na temporada passada

Classificado para as semifinais da Copa São Paulo de Futebol Júnior, a Copinha, o Cruzeiro tem visto muitos dos jogadores de seu time sub-20 despontarem na competição, gerando expectativa para os próximos anos da Raposa. Próximo da final, o time celeste terá o Flamengo pela frente, nesta segunda-feira (22), às 19h30, como último obstáculo para chegar na grande decisão. E a esperança de vitória no confronto passa muito pelos pés daquele que parece o garoto mais pronto para receber oportunidades no profissional do clube celeste: o atacante Fernando.

Fernando, de apenas 18 anos, é sem dúvidas o principal jogador do Cruzeiro na Copinha, tendo marcado quatro gols e quatro assistências em sete jogos na competição. E quem acompanhou a vitoriosa temporada do sub-20 da Raposa em 2023, já imaginava que o camisa 11 seria a grande arma celeste na Copa São Paulo. O atacante, que joga aberto pelos dois lados do setor ofensivo, foi o artilheiro estrelado no último ano, marcando 26 gols e dando dez assistências, ajudando sua equipe a conquistar dois títulos: o Campeonato Mineiro e a Copa do Brasil de sua categoria.

Apesar de jogar aberto, Fernando se assemelha mais a um segundo atacante do que a um ponta, com o jogador recebendo bolas pelos lados e sempre buscando invadir a área para finalizar ou criar chances para seus companheiros.

Sua participação nos jogos é algo mais que precisa ser exaltado. Apesar de efetivo, o camisa 11 não se resume às participações diretas em gol, apesar de também ser importantíssimo nisso.

Fernando é daqueles jogadores que sempre estão incomodando os adversários, seja com dribles, arrancadas, na criação de jogadas e até mesmo na marcação pressão. O camisa 11 marcou um gol e deu uma assistência na vitória contra o Santos, pelas oitavas de final da Copinha, após roubar bolas, o que evidencia sua entrega pelo time.

Fernando merece oportunidade no profissional do Cruzeiro?

Desde o ano passado, quando o ataque do Cruzeiro definhava no Campeonato Brasileiro, os torcedores da Raposa pediam mais oportunidades para Fernando, que subiu ao profissional após marcar muitos gols, sendo boa parte deles decisivos, no sub-20. O camisa 11 até foi promovido junto de mais cinco companheiros, Ruan Santos, Japa, Henrique Rodrigues, Robert e João Pedro, sendo utilizado logo no primeiro jogo após ter subido. Na ocasião, o atacante, que vestiu a camisa 26 no profissional, entrou nos minutos finais da derrota por 2 a 0 para o Flamengo, no Mineirão, pelo Campeonato Brasileiro, onde teve pouco tempo para mostrar seu futebol. Depois disso, não jogou novamente.

A Copinha de Fernando mostra que sua boa temporada em 2023 não foi por acaso e o jogador, mesmo tendo possibilidade de compor o sub-20 por mais tempo, já está num nível diferente dos seus companheiros de categoria. Cheio de personalidade, o atacante costuma ser decisivo e não sentir o peso dos jogos. Além disso, chama a atenção sua efetividade. O garoto acerta muito nas partidas e consegue ser o desafogo que o Cruzeiro precisa em jogos mais difíceis.

Hoje, na posição de Fernando, o Cruzeiro tem à disposição em seu time profissional seis nomes: Arthur Gomes, Wesley, Gabriel Veron, Robert, João Pedro e Rafael Bilu. Destes, Wesley deve deixar o clube, Veron recupera a forma física e ainda é uma incógnita, Robert e João Pedro também são jovens jogadores e João teve papel menos importante que o de Fernando no sub-20 em 2023. Já Bilu se recupera de grave lesão sofrida no primeiro semestre do ano passado e não se sabe como ele irá desempenhar em seu retorno, ainda não previsto.

Tais opções mostram que Fernando pode sim ser testado no time principal e com o Campeonato Mineiro se iniciando nesta semana, surge uma boa oportunidade para o treinador argentino Nicolás Larcamón experimentar o atacante e ver como ele se sai num nível mais exigente. Caso mantenha a personalidade e o bom rendimento que tem no sub-20, o jogador pode se tornar uma boa opção para a temporada e uma grande fonte de renda ao clube no futuro.

Foto de Maic Costa

Maic Costa

Maic Costa nasceu em Ipatinga, mas se radicou na Região dos Inconfidentes mineiros. Formado em Jornalismo na UFOP, em 2019, passou por Estado de Minas, Superesportes, Esporte News Mundo, Food Service News e Mais Minas. Atualmente, é setorista do Cruzeiro na Trivela.
Botão Voltar ao topo