Brasil

Após início de ano caótico, Corinthians demite Mano Menezes e já tem possível substituto

Menos de 24 horas depois de garantir Mano Menezes no cargo, Augusto Melo optou por trocar o comando técnico do Corinthians

Um dia depois da derrota para o Novorizontino por 3 a 1, neste domingo (04), pelo Campeonato Paulista, o Corinthians decidiu por fim ao trabalho de Mano Menezes a frente do clube. A informação inicial foi do GE e posteriormente confirmada pelo clube na tarde desta segunda-feira (05).

Depois da derrota em casa, Augusto Melo, presidente do clube, chegou a dar entrevista na zona mista e garantiu a permanência do treinador. Contudo, ao que parece, a decisão foi reavaliada dentro da diretoria.

— Ninguém está preocupado com multa, estamos preocupados com o trabalho. O Mano é o treinador do Corinthians até 2025, contrato feito. Vou estar estruturando para ele ter uma melhor condição de trabalho. Tenho minha responsabilidade como presidente – disse Augusto Melo

Ainda conforme a apuração do GE, o Corinthians já tem um substituto para ocupar o lugar: o nome seria Márcio Zanardi, hoje comandando o São Bernardo.

Segundo a nota do clube, o auxiliar Thiago Kosloski assumirá os próximos treinos, até a chegada de um novo treinador:

O Sport Club Corinthians Paulista informa que Mano Menezes não é mais o treinador da equipe principal masculina de futebol. Além dele, o auxiliar técnico Sidnei Lobo e o preparador físico Diogo Linhares deixam seus cargos. O clube agradece aos profissionais pelos serviços prestados ao Corinthians e deseja sucesso nas sequências de suas carreiras. O auxiliar Thiago Kosloski comandará o treinamento do dia.

Mano Menezes tinha contrato até dezembro de 2025 e com uma série de garantias, com uma multa alta e cláusula de pagamentos de salário restantes. O treinador deixa o Corinthians após 20 jogos, somando seis vitórias, cinco empates e nove derrotas

Momentos após o clube confirmar a saída do treinador, Mano Menezes usou as redes sociais para se manifestar. Em mensagem curta, ele deixou claro que a opção pela demissão foi da gestão Augusto Melo e frisou que foram apenas 33 dias de trabalho no ano.

Mano deixa Corinthians na zona de rebaixamento do paulista

As quatro derrotas sofridas pelo Corinthians neste um mês, dão ao clube o pior início de temporada dos últimos 25 anos, a última vez foi em 1999 que apesar do péssimo começo o time conseguiu se recuperar e ainda faturar o Campeonato Brasileiro daquele ano, mas o fato é que Mano Menezes deixa o Corinthians praticamente onde ele pegou: na zona de rebaixamento.

Quando assinou com o Timão, o treinador precisou correr atrás do prejuízo e salvar o time de um segundo rebaixando para a Série B do Brasileirão, e foi o que acontece mesmo com as dificuldades de um elenco que por mais que apertasse não renderia mais.

Agora, no Paulistão 2024, o treinador sai de cena depois do Corinthians entrar em quatro partidas seguidas sem demonstrar um pingo de estabilidade tanto tática quanto emocional, perdeu para o Ituano por 1 a 0, para o São Bernardo por 1 a 0, com um jogador a mais desde o primeiro tempo, por 3 a 1 para o Novorizontino, sem contar o Majestoso com o São Paulo, que terminou o tabu de mais dez anos sem o Tricolor Paulista vencer o Timão em Itaquera.

Com tudo isso, o alvinegro agora vai precisar dar um jeito de se erguer no Campeonato Paulista, com apenas três pontos somando o Timão é o lanterna do Grupo C, já na campanha geral foi ultrapassada pelo Ituano, que empatou com o Botafogo-SP na noite deste domingo (04). Segundo o regulamento da Federação Paulista de Futebol, são rebaixadas para a Série A-2 as duas piores campanhas, já definidas no fim das rodadas da primeira fase.

O Timão está a frente apenas do Santo André, com apenas dois pontos em cinco jogos. O alvinegro está empatado com a Portuguesa, com três pontos somados, mas perde no saldo de gols: menos quatro do Timão contra menos três da Lusa, que ainda tem um jogo a menos.

Foto de Jade Gimenez

Jade Gimenez

Jornalista, fascinada por esporte desde a infância e transformou a paixão em profissão. Além do futebol, se mantem por dentro de outras modalidades desde Fórmula 1 até NFL. Trabalhou como repórter em TV e rádio cobrindo partidas de futebol, futsal e basquete.
Botão Voltar ao topo