Brasil

O Corinthians paga pelas trapalhadas de Augusto Melo e irá sem reforços esperados contra o Ituano

Mano Menezes contava com mais reforços no segundo compromisso do Corinthians pelo Campeonato Paulista, mas a realidade se mostrou outra

O Corinthians volta a campo nesta quarta-feira (24), às 19h30, para encarar o Ituano, no Novelli Júnior, em Itu, pela segunda rodada do Campeonato Paulista. A partida marca o reencontro entre as equipes que disputaram as quartas de final da competição no ano passado. Na ocasião, o time do interior paulista superou o alvinegro nos pênaltis.

A estreia do alvinegro no estadual, dentro do possível, aconteceu como o esperado. A vitória na Neo Química Arena, em cima do Guarani por 1 a 0, com um golaço do atacante Ángel Romero foi bastante válida para o alvinegro já que o restante do seu grupo não conseguiu vencer em suas respectivas estreias.

O confronto diante do Ituano será o primeiro desafio do ano do Corinthians fora de seus domínios. Após a vitória na estreia, Mano Menezes projetou dificuldados para o alvinegro, já que vê o Galo de Itu como um ‘time mais técnico' do que o Guarani.

— Certamente as dificuldades fora de casa são maiores, embora o Corinthians nunca jogue muito fora de casa. Pela presença do seu torcedor, do nosso torcedor, a gente sempre tem um ambiente, no mínimo igual, quase sempre superior em termos de apoio. A característica dos times são diferentes, o Guarani tem um time mais de força, já o Ituano é um time mais técnico, pela maneira dos dois treinadores ver o futebol, o Marcinho já é um meia ponta de lança que conhecemos bem, já gosta de um jogo um pouquinho diferente do Loser e eu respeito todos eles, mas se muda a característica de enfrentar sem dúvida nenhum. – disse Mano Menezes depois da vitória no último domingo.

Expectativa de Mano Menezes era já ter reforços a disposição

Na coletiva de imprensa do último domingo (21), Mano foi questionado sobre a expectativa de contar com mais estreias na segunda rodada do Paulista. Na estreia do Corinthians, Raniele e Félix Torres tiveram atuações que agradaram o treinador e a torcida presente em Itaquera.

Em sua resposta, o treinador gaúcho citou Matheus França, contratação que estava praticamente certa vinda do Flamengo, mas que foi cancelada por divergências entre os clubes nessa terça-feira (23). Mano também citou Garro, que ainda não foi liberado por falta de acerto com o Talleres da Argentina.

— Possibilidade para logo aí na quarta-feira. Temos dois jogadores dentro do grupo trabalhando, que é Matheus França, que popularmente é conhecido como Matheuzinho, e Garro, que está aí também, já protocolado. Então temos uma boa chance de ter dois jogadores que podem estar na equipe ou trabalhar durante o jogo, mantendo o nível de atuação que é importante.

Agora, novamente às vésperas de uma partida, como foi com a saída repentina de Lucas Veríssimo, Mano Menezes não poderá contar com os reforços esperados. A situação de Matheus França é ainda mais inusitada porque o jogador treinou com o elenco sem ter contratado firmado, o que obviamente atrapalha a constituição de um entrosamente entre os atletas no começo de ano.

Diferente do caso de Matheus França, o caso de Garro parece que terá um final feliz. À ESPN Brasil, Andrés Fassi, presidente do Talleres, garantiu que não há chances de o jogador argentino ser devolvido ao seu clube de origem.

Retrospecto entre Corinthians e Ituano

Além do encontro em 2023, que tirou o time da capital de uma semifinal do estadual – feito que não acontecia desde a edição de 2014 -, Corinthians e Ituano têm grande trajetória no torneio. Os clubes já se enfrentaram 34 vezes na história, sendo 29 pelo Campeonato Paulista.

A curiosidade é que o no Paulistão, mesmo tendo sido eliminado no ano passado, o Corinthians tem apenas uma derrota para o Galo de Itu. Confira, abaixo, o retrospecto.

  • 20 vitórias
  • 8 empates
  • 1 derrota
Foto de Jade Gimenez

Jade Gimenez

Jornalista, fascinada por esporte desde a infância, paixão que se tornou profissão. Além do futebol me mantenho por dentro de outras modalidades desde Fórmula 1 até NFL. Trabalhei como repórter em TV e rádio cobrindo partidas de futebol, futsal e basquete.
Botão Voltar ao topo