Brasil

A uma semana da eleição do Corinthians, Duílio dá ‘cartada final’ ao tentar quitar dívida da Arena com a Caixa

Com eleição no dia 25 de novembro, oposição política vê movimento como tentativa de mudar possível resultado das urnas no Corinthians

No dia 25 de novembro, o Corinthians conhecerá seu 32º presidente, escolhido pelos sócios do clube social. Dois candidatos estão na disputa pelo cargo: Augusto Melo, pela oposição, e André Luiz Oliveira, que faz parte do mesmo grupo politico que Duílio Monteiro Alves, atual mandatário.

As vésperas da eleição e de deixar a cadeira da presidência, Duílio vem fazendo uma autoavaliação sobre os três anos (2021-2023) em que esteve à frente de um dos maiores clubes do país. O dirigente chegou a conceder uma entrevista especial no canal do clube para seis jornalistas escolhidos previamente. Na ocasião, ele respondeu alguns questionamentos sobre as ações tomadas, e apesar da coletiva ter passado a impressão de campanha política, Duílio quis deixar claro que o principal objetivo da sua gestão foi pagar as dívidas, e chegou a dizer que quando assumiu o clube estava praticamente quebrado:

— Quando eu entrei, o Corinthians ia quebrar. Hoje, a receita é de R$ 1 bilhão. – disse o mandatário

Negociação com a Caixa é “cartada final” as vésperas de deixar cadeira da presidência 

Não é segredo que o Corinthians tem uma dívida enorme com a Caixa Econômica Federal, por conta da construção da Neo Química Arena. Só em juros o clube deve pagar cerca de R$ 100 milhões em 2023. Nesta sexta-feira (17), o presidente corintiano esteve na sede do banco, em Brasília, e entregou à Caixa uma nova proposta para pagamento da dívida do financiamento das obras do estádio. O objetivo é reduzir o máximo possível os juros que o clube paga ao banco, que somam mais de R$600 milhões a serem pagos pelo Corinthians até o fim de 2025.

Em nota, o Corinthians informou que as negociações continuam em andamento:

— O Sport Club Corinthians Paulista informa a todos os seus associados e torcedores que apresentou na manhã desta sexta-feira (17) uma proposta à Caixa Econômica Federal para a realização de um dos nossos objetivos mais desejados: a quitação do saldo devedor do contrato de financiamento para a construção da Neo Química Arena. A proposta foi recebida pela Caixa e, agora, aguardaremos a obtenção dos documentos necessários à sua formalização. Informamos que, tão logo seja superada essa etapa, mais detalhes serão divulgados. Atenciosamente, Duilio Monteiro Alves, Presidente do Sport Club Corinthians Paulista”

Os valores da proposta são mantidos em sigilo, e a renegociação entre o Corinthians e a Caixa existe há alguns meses. O banco se pronunciou e disse que a proposta passará por uma avaliação:

– A Caixa Econômica Federal (“CAIXA”) comunica à sociedade brasileira, aos seus clientes e empregados, e ao mercado em geral que, na manhã desta sexta-feira, representantes da Caixa e do Corinthians se reuniram, tendo o Clube apresentado proposta formal para a quitação do saldo devedor da dívida do Contrato de Financiamento firmado para a construção da Arena Corinthians. A proposta será encaminhada internamente para avaliações técnicas.

Oposição politica justifica que tentativa de negociação só aconteceu depois da pesquisa de votos 

O ambiente político dentro do Corinthians consegue ser pior que temporada do time dentro do campo, com os dois candidatos se atacando, e demonstrando em alguns momentos um despreparo para um cargo tão importante. Augusto Melo e André Negão dirigem a palavra aos torcedores que em sua maioria não tem direito ao voto, já que somente cerca de três mil eleitores devem comparecer às urnas no Parque São Jorge.

Em nota, Augusto Melo, candidato da oposição, disse que a tentativa da negociação da dívida da Neo Química Arena acontece depois de uma pesquisa feito dentro do clube social, sobre as intenções de votos dos sócios:

— Em um dia quer vender parte da arena para a presidente do principal rival. No outro propõe quitação. A resposta está na pesquisa conduzida pela empresa independente Orbis, cujo resultado chegou ao mercado na quarta-feira (15). Nela, o candidato da Frente Ampla de Oposição (Augusto Melo) lidera com 69,98% dos votos, contra 30,02% do representante do Renovação & Transparência. Ou seja, o grupo de situação resolveu atirar para todo lado.

Foto de Jade Gimenez

Jade Gimenez

Jornalista, fascinada por esporte desde a infância e transformou a paixão em profissão. Além do futebol, se mantem por dentro de outras modalidades desde Fórmula 1 até NFL. Trabalhou como repórter em TV e rádio cobrindo partidas de futebol, futsal e basquete.
Botão Voltar ao topo