Brasil

O que Augusto Melo prometeu para membros de organizada do Corinthians durante protesto

A semana do Corinthians será marcada por protestos das suas principais torcidas organizadas. Nesta quinta-feira (20), um grupo com cerca de 30 membros da Camisa 12 invadiu o Parque São Jorge e fez duras cobranças por conta da má fase do clube alvinegro.

Esses torcedores conversaram diretamente com o presidente Augusto Melo, que pediu paciência a eles e fez algumas promessas. As duas principais foram:

  • Reforços na janela do meio do ano com atletas com condições de serem titulares;
  • Contratação de um CEO para auxiliar na administração do clube.

Como foi a invasão dos torcedores ao Parque São Jorge?

A movimentação dos integrantes da Camisa 12 começou por volta das 16h. Primeiramente, eles tentaram acesso ao hall de entrada da sede social do Timão, mas foram barrados. Com o impedimento, o grupo decidiu pular as catracas.

No momento da entrada não autorizada, haviam poucos funcionários de segurança no Parque São Jorge. Posteriormente, foi pedido reforço policial, com a chegada de algumas viaturas da Polícia Militar minutos depois.

Além de Augusto Melo, outros diretores corintianos estavam na sede do Corinthians, entre eles Marcelo Mariano. Responsável pela diretoria administrativa do clube alvinegro, ele foi o mais cobrado pelos torcedores até a chegada do presidente.

A conversa foi em tom rígido e acalorado, principalmente através de dois porta-vozes eleitos pelo grupo.

Mariano é um dos investigados na suposta participação de uma empresa laranja no repasse da intermediação pela comissão no acordo do Timão com a “Vai de Bet”, empresa de apostas esportivas online que foi patrocinadora máster da equipe alvinegra entre janeiro e o início de junho.

Ele teria solicitado o repasse prioritário os valores de R$ 700 mil para a Rede Social Media Design Ltda nos dias 18 e 21 de março.

A empresa em questão é apontada em contrato como intermediária do negócio e, por isso, condicionada a receber 7% dos valores em relação ao acordo.

O problema é que entre os dias 25 e 26 de março, parte da quantia paga pelo Timão foi enviada para uma suposta empresa de fachada, a Neoway Soluções Integradas, sediada em um coworking na Avenida Paulista em que não regista movimentação de funcionários e tem como proprietária registada Edna Oliveira dos Santos, cidadã de Peruíbe, cidade no litoral sul de São Paulo, que vive em condições precárias.

Após as denúncias explodirem através da imprensa, a “Vai de Bet” acionou uma cláusula anticorrupção e rompeu unilateralmente o contrato com o Corinthians. O clube alvinegro, por sua vez, contesta a decisão da casa de apostas e a notificou com algumas alegações de irregularidade na condução da ruptura.

Ainda há cobrança de R$ 6,3 milhões por resíduos contratuais, que vão além da multa rescisória de 10% do tempo restante do contrato, e um estudo interno para abertura de processo caso a resposta da empresa não seja considerada satisfatória.

Além de Augusto Melo e Marcelo Mariano, estavam presentes no Parque São Jorge o secretário-geral Vinícius Cascone, o diretor das categorias de base Claudinei Alves, o diretor adjunto das categorias de base Valmir Costa, e Romeu Tuma Júnior, presidente do Conselho Deliberativo.

Cascone e Tuma acompanharam Melo durante o papo com os torcedores.

Sérgio Moura, superintendente de marketing do Corinthians (à esquerda); Gustavo Lima, cantor (centro); e Marcelo Mariano, diretor administrativo (à direita).

Outro protesto marcado para esta semana

Nesta quinta-feira (21), a Gaviões da Fiel também protestará no Parque São Jorge. A ideia da organizada é demonstrar a insatisfação com administração corintiana, principalmente pelo que consideram ausência de qualidade técnica do elenco e erros da diretoria.

A tendência é que o grupo rompa oficialmente com o presidente Augusto Melo, a quem demonstrou apoio público no período eleitoral no fim de 2023.

Confira a nota oficial da Camisa 12 sobre a invasão e protesto desta quarta-feira (20)

— Após uma péssima atuação do elenco, voltamos de Florianópolis/SC, diretamente para o Parque São Jorge. Onde pontuamos todas nossas insatisfações e buscamos entender quais os próximos passos da diretoria para melhorias da atual situação do clube/elenco. O presidente nos prometeu que sua diretoria está sendo reformulada e que, além da contratação de um CEO para o cargo de diretor de futebol, o time será reforçado com mais de um jogador para a titularidade do elenco. Informamos que a paciência acabou, queremos resultado, cansamos de promessas e queremos o nosso clube o devido lugar. Nosso papel é apoiar, mas a nossa obrigação é fiscalizar. E assim será feito.

Foto de Fábio Lázaro

Fábio LázaroSetorista

Nascido em Santos, criado em São Vicente e entregue à São Paulo. Na Trivela desde junho de 2024, como setorista do Corinthians. Passagem pelo Lance! entre fevereiro de 2020 e maio de 2024, onde cobriu Santos e Corinthians. Por lá, também coordenou pautas e estratégias digitais. Atualmente, também é repórter na rádio 9 de Julho, comentarista no programa Esporte por Esporte, da TV Santa Cecília, e narrador freelancer.
Botão Voltar ao topo