Copa do Brasil

Copa do Brasil: Athletico toma virada do Ypiranga e RB Bragantino empata com o Sousa

Melhor no jogo, Ypiranga buscou virada nos acréscimos, e Athletico precisará reverter na Ligga Arena; golaço de falta iguala em Sousa e Bragantino

O Colosso da Lagoa foi palco de um dos resultados mais impressionantes da história do Ypiranga de Erechim. Em dois minutos, entre o quinto e o sétimo minuto de acréscimo do segundo tempo, Mateus Anderson e Fabricio construíram a virada por 2 a 1 contra o Athletico Paranaense. Incrivelmente, o resultado foi merecido: a equipe da Série C foi superior e criou mais que o adversário. O Furacão fugiu de uma derrota maior na ida da 3ª fase da Copa do Brasil 2024.

Ao mesmo tempo, o simpático Sousa, da Paraíba, conhecido por eliminar o Cruzeiro ainda na primeira rodada, também aprontou contra o Red Bull Bragantino. Com um a menos, a equipe foi atrás do empate contra o Massa Bruta aos 37 da etapa final com uma falta perfeita de Júnior Batata.

Os dois clubes da Série A do Campeonato Brasileiro jogam a volta em casa no dia 22 de maio. Um empate classifica o Ypiranga contra o Athetico, enquanto quem vence entre Bragantino e Sousa avança e, caso termine empatado novamente, será decidido nos pênaltis.

Mais cedo, o Atlético-GO, outra equipe do Brasileirão visitante nesta quarta, superou o Brusque por 1 a 0, gol construído pelos pés de Luiz Fernando, artilheiro do Dragão em 2023 com 13 tentos.

Confira como foram as três vitórias por 1 a 0 do trio do Brasileirão.

Athletico-PR sentou no resultado e virada parecia inevitável

O primeiro tempo na partida de gaúchos e paranaenses foi bem equilibrado. Enquanto o Athletico-PR abriu o placar com Augustin Canobbio e antes quase tinha marcado com Pablo, o mandante chegou perto de fazer com William Gomes, Jonathan Ribeiro e Edson Cariús.

Na etapa final, tudo mudou. Com a desvantagem no placar, o Canarinho dominou completamente as ações da partida e tentou de todas as maneiras o gol. Teve duas finalizações na trave, bola passando pertinho do gol, tirada em cima da linha, chance cara a cara com Bento e muito mais. Até que finalmente o empate veio em linda jogada de pé em pé até que Amarildo inverteu o jogo com lindo lançamento. Na ponta direita, Mateus Alexandre cortou para canhota e mandou uma bomba. A virada veio quase na saída de bola. Após levantamento na área, Madson afastou mal e Fabrício pegou a sobra para igualar com outro bonito chute de fora da área.

Golaço de falta dá ao Sousa empate com Bragantino

O Red Bull Bragantino dominou quase que todos os 90 minutos, teve um a mais desde os 40 do primeiro e, mesmo assim, permitiu o empate do Sousa. A partida até iniciou com bom equilíbrio e os donos da casa tiveram grande chance com Diego Ceará, que ficou na cara do gol, mas chutou para fora. O Braga, melhor, converteu com Luan Cândido o pênalti sofrido por Nacho Laquintana.

Após a expulsão de Jackson, tudo ficou mais natural, e o clube paraibano parecia não ter forças. Só parecia porque, após trocas do treinador Paulo Schardong, o estreante Júnior Batata bateu uma falta perfeita e deixou tudo igual. Mesmo com uma pressão no fim, os paulistas não retomaram a vantagem no placar.

Atlético-GO conta com artilheiro da temporada para superar adversário

Não foi uma partida simples para o Dragão. Jogando na Arena Joinville, o Brusque teve algumas chances para marcar, principalmente em finalizações que passaram pertinho da trave de Ronaldo, que também teve que trabalhar com uma linda defesa em batida colocada de Rodolfo Potiguar. No entanto, os erros na conclusão cobraram um preço alto demais e a volta, também em 22 de maio, será complexa para os catarinenses buscarem a virada.

Apesar do mandante ter ido bem, não quer dizer que o resultado foi injusto. O Atlético jogou bem e também mereceu ter feito mais do que um gol, que só saiu porque Luiz Fernando brilhou. O tento aconteceu aos 30 do segundo tempo, quando Gabriel Barros acionou o artilheiro na esquerda do ataque, onde puxou para direita e bateu direto às redes no canto do goleiro.

Vale citar o gol inacreditável perdido por Emiliano Rodriguez, no finalzinho do jogo, momento que o goleiro adversário estava fora da meta e o atacante conseguiu isolar a bola.

 

Foto de Carlos Vinicius Amorim

Carlos Vinicius Amorim

Carlos Vinicius é nascido e criado em São Paulo e jornalista formado pela Universidade Paulista (UNIP). Escreveu sobre futebol nacional e internacional no Yahoo e na Premier League Brasil, além de eSports no The Clutch. Além disso, atuou como assessor de imprensa no setor público e privado.
Botão Voltar ao topo