Brasil

Sempre constante, William desponta como destaque do Cruzeiro em mais um ano

O lateral-direito William, de 28 anos, inicia a temporada 2024 como foi em 2023 e segue consolidado como um dos pilares do Cruzeiro

É comum ouvirmos que bons laterais estão cada vez mais escassos no futebol e que se trata de uma das posições mais difíceis de se reforçar. Sendo assim, o Cruzeiro pode se sentir privilegiado por contar com excelentes nomes na função, como Marlon e Kaiki, que atuam do lado esquerdo, e William, de 28 anos, que é o dono da direita do clube desde que entrou no time, no primeiro semestre de 2023.

Na temporada passada, William foi um dos grandes destaques do Cruzeiro, mostrando consistência ofensiva e defensiva, além de qualidades técnica e tática acima da média. Recuperado de uma série de lesões que o deixaram quase dois anos sem jogar, o lateral-direito abraçou a oportunidade recebida e fez da chegada à Raposa um recomeço de sua carreira, que começou muito promissora e que rendeu uma transferência do Internacional, clube que o revelou, para o futebol alemão. Além disso, o camisa 12 foi campeão olímpico com a Seleção Brasileira em 2016, título até então inédito para o país.

Em 2023, William disputou 40 jogos pelo Cruzeiro, marcando um gol e dando uma assistência. Inicialmente, o lateral havia assinado um contrato de produtividade, que foi renovado após seu grande desempenho. Agora, o jogador tem vínculo com a Raposa até o fim de 2026, garantindo sua continuidade na equipe pela qual o atleta demonstra muita gratidão e carinho. Sentimento compartilhado pela torcida cruzeirense, que também o tem em alta estima.

William segue como pilar do Cruzeiro em 2024

William já foi comandado por cinco treinadores no Cruzeiro: Paulo Pezzolano, Pepa, Zé Ricardo, Paulo Autuori (apoiado por Fernando Seabra) e agora Nicolás Larcamón. Com quase todos eles, o lateral-direito se destacou. Somente com Pezzolano que o lateral teve menos tempo de trabalho, atuando em três jogos já na reta final da passagem do uruguaio. E para 2024, nada parece ter mudado.

Antes uma incógnita por seus graves problemas físicos que minaram sua carreira europeia, William segue voando fisicamente e foi titular em todos os seis jogos do Cruzeiro em 2024, sendo substituído em três deles — Nico Larcamón tem dado oportunidades a Wesley Gasolina, que vive retorno após grave lesão sofrida em fevereiro do ano passado —, e jogando os 90 minutos em outros três.

Até o momento, o jogador deu duas assistências, ambas em cruzamentos perfeitos para o atacante Juan Dinenno, que guardou de cabeça nas vitórias contra o Patrocinense e o Democrata de Governador Valadares, iniciando, assim, uma parceria que promete ser de muito sucesso em 2024.

William e Dinenno começaram a temporada 2024 com uma parceria fatal no Cruzeiro
William e Dinenno começaram a temporada 2024 com uma parceria fatal no Cruzeiro – Foto: Staff Images/Cruzeiro

Além dos números, o jogador entrega, ainda, um perfil de liderança dentro do grupo. William é um jogador muito querido e que tem voz ativa no vestiário, empregando sua experiência e vivências no grupo jovem como o da Raposa.

Números de William em 2024

William foi titular nos seis jogos do Cruzeiro na temporada e tem bons números atacando e defendendo. Até o momento, o camisa 12 tem média de uma finalização por jogo, 0,3 delas em direção ao gol. O jogador dá 1,3 passes decisivos por partida e tem um percentual de 78% de acerto em qualquer tipo de passes. Além disso, acerta 1,7 bolas longas e 1,7 cruzamentos a cada partida, tendo 56% e 32% de aproveitamento, respectivamente. O camisa 12 ainda tem sucesso em 62% dos dribles que tenta, com uma média de 1,3 certos por jogo.

William ainda tem média, por jogo, de 5,7 interceptações, 5,8 bolas recuperadas, 1,8 cortes e 2,2 dribles sofridos. Ainda não cometeu erros que resultaram em chutes adversários. O lateral-direito ainda vence 5,7 disputadas de bola por partida e um duelo aéreo a cada confronto. Tudo isso sem ter recebido um único cartão em 2024.

Foto de Maic Costa

Maic Costa

Maic Costa nasceu em Ipatinga, mas se radicou na Região dos Inconfidentes mineiros. Formado em Jornalismo na UFOP, em 2019, passou por Estado de Minas, Superesportes, Esporte News Mundo, Food Service News e Mais Minas. Atualmente, é setorista do Cruzeiro na Trivela.
Botão Voltar ao topo