Brasil

Dupla artilheira volta a brilhar e Cruzeiro vence Democrata em Governador Valadares

Juan Dinenno e Zé Ivaldo voltam a marcar, Papagaio faz o dele, e Cruzeiro garante vitória sobre o Democrata, em Governador Valadares

O Cruzeiro voltou a vencer no Campeonato Mineiro ao bater o Democrata GV, na noite deste domingo (18), por 3 a 1, no Mamudão, em Governador Valadares. Os gols da partida foram marcados por Juan Dinenno, Zé Ivaldo e Rafael Elias Papagaio, para a Raposa, enquanto Pedro Oliveira descontou para a Pantera.

Com a vitória, o Cruzeiro chegou aos 13 pontos em seis jogos no estadual, liderando o grupo A. O time celeste tem a segunda melhor campanha do estadual. Já o Democrata GV se afundou na lanterna do grupo C, com quatro pontos em seis partidas.

Nico Larcamón escala time modificado e Democrata usa força total

Sem poder contar com os suspensos Marlon, Lucas Romero e Matheus Pereira, e nem com Robert e Lucas Silva, com problemas físicos, o treinador argentino Nicolás Larcamón escalou um Cruzeiro diferente para enfrentar o Democrata de Governador Valadares. O time celeste entrou em campo num esquema com três zagueiros, da seguinte forma: Rafael Cabral; Zé Ivaldo, Neris e João Marcelo; William, Filipe Machado, Ian Luccas e Japa; João Pedro, Arthur e Juan Dinenno.

Além das ausências, a proximidade da estreia do Cruzeiro na Copa do Brasil — o time celeste viaja até a Paraíba para enfrentar o Sousa na quarta-feira (21), pela primeira fase da competição — seria outro motivo para Larcamón rodar a equipe neste fim de semana.

O Democrata GV, por sua vez, foi escalado pelo treinador Gian Rodrigues com: Luís Augusto; Weslen, Donato, Lula e Wender; Jorge Pedra e Alemão; Richard Cossoniche, Bruninho e Pedro Oliveira; João Sala.

Dinenno marca para o Cruzeiro nos primeiro minutos

Mesmo jogando fora de casa, o Cruzeiro tinha o apoio da maioria das arquibancadas do Mamudão e, empurrado por sua torcida, não demorou a abrir o placar. E foi um gol típico de centroavante. Logo aos seis minutos, o lateral-direito William, que ganhou muita liberdade com o esquema de três zagueiros, dominou na ala ofensiva e fez um cruzamento perfeito para Juan Dinenno, que subiu bonito para cabecear no cantinho do goleiro Luís Augusto. A bola ainda bateu na trave antes de balançar a rede do Democrata.

Democrata empata logo depois

Apesar do gol sofrido, o Democrata GV não se abalou e aos 14 minutos conseguiu chegar ao empate. Jorge Pedra recebeu a bola e deu um lindo passe em profundidade para Pedro Oliveira. Japa não conseguiu cortar e o camisa 11 saiu em boas condições de finalizar, cara a cara com Rafael Cabral. O meia bateu cruzado e o goleiro da Raposa não conseguiu defender. Um a um e um início de jogo muito movimentado.

As duas equipes seguiram atacando. O Cruzeiro tentou com Arthur, aos 18, mas Luís Augusto pegou sem dar rebote. Aos 20, Weslen arriscou de fora, mas isolou.

O Cruzeiro se mantinha no campo de ataque, mas sem conseguir finalizar muitas vezes. Somente aos 29, o time celeste voltou a assustar Luís Augusto. Arthur ficou com sobra de escanteio e bateu forte, obrigando o goleiro a espalmar. No minuto seguinte, João Pedro finalizou após a defesa do Democrata cortar cruzamento de William, mas o arqueiro da Pantera defendeu novamente.

Zé Ivaldo põe o Cruzeiro na frente

Se mantendo no campo de ataque, o Cruzeiro passou a incomodar mais o Democrata e chegou ao empate quando eram decorridos 37 minutos. Após Arthur evitar a saída de bola pela linha de fundo e segurar a marcação pela ponta esquerda, o camisa 19 tocou para trás, encontrando Zé Ivaldo, que chegou como elemento surpresa. O camisa 5, que gosta de arriscar de longe, mandou uma bomba que o goleiro Luís Augusto aceitou: 2 a 1 para o time celeste.

Aos 45, nova chance do Cruzeiro. Após a defesa da Pantera cortar parcialmente um cruzamento de Japa, Ian Luccas apareceu batendo de primeira na entrada da área, mas, desta vez, Luís Augusto fez grande defesa, mandando para escanteio. Dois minutos depois, William fez novo cruzamento perfeito encontrando Ian, que se infiltrava. Mesmo de muito perto, o camisa 20 finalizou fraco, e Luís segurou.

O Democrata ainda assustaria aos 50, quando Cabral fez uma bela defesa depois de cabeceamento que já ia o encobrindo.

Cruzeiro segue em cima no segundo tempo

O Democrata GV voltou do vestiário com uma mudança. Gutinho entrou no lugar do atacante João Sala. Apesar da alteração na Pantera, foi o Cruzeiro quem chegou primeiro na segunda etapa. Aos dois minutos, João Pedro fez cruzamento venenoso que passou com perigo na frente do gol, com Japa pegando na linha de fundo e cruzando para o Dinenno, que desviou, mas o zagueiro Donato salvou em cima da linha.

Depois disso, uma preocupação e uma boa notícia. Zé Ivaldo sentiu a posterior da coxa e foi substituído por Ramiro, que voltou a atuar depois de ficar fora por nove meses, após grave lesão.

O time celeste seguiu em cima e voltou a assustar aos 17, após grande jogada de Japa, que tocou para William bater da entrada da área, mais Luís Augusto pegou.

Precisando do resultado, o treinador Gian Rodrigues mexeu na equipe, tirando Alemão e Pedro Oliveira, para as entradas de Paulo Victor e Luann. Larcamón respondeu sacando João Pedro e colocando Rafael Elias Papagaio.

E aos 27, Papagaio esteve muito próximo de marcar. O camisa 40 recebeu lindo cruzamento de Arthur e finalizou, livre, no meio do gol. Mas o goleiro do Democrata fez bela defesa utilizando a perna direita.

A Pantera voltou a mexer e colocou John Lennon, ex-Cruzeiro, e Jair, nas vagas de Weslen e Richard Cossoniche.

O Cruzeiro voltou a criar uma chance de gol aos 43, quando Arthur Gomes bateu falta frontal com força, no meio do gol, mas Luís Augusto espalmou. Aos 44, Larcamón mexeu novamente, colocando Luis Fernando e Wesley Gasolina nas vagas de Arthur e Dinenno.

Entregue no jogo, o Democrata GV ainda tentou aos 47, com Paulo Victor, que finalizou de fora da área, mas a bola desviou e foi pra fora.

Rafael Elias Papagaio fecha o placar

No apagar das luzes, aos 50, o Cruzeiro fechou o placar em 3 a 1 em belo contra-ataque. Após Fernando ganhar uma bola no meio de campo, Ramiro, com lindo passe, lançou Rafael Elias em velocidade, ganhou da marcação e bateu firme, de esquerda. A bola desviou e entrou no cantinho de Luís Augusto, que não conseguiu alcançar. Depois disso, não houve mais tempo para nada e o time celeste pode celebrar mais uma vitória no Campeonato Mineiro.

Foto de Maic Costa

Maic Costa

Maic Costa nasceu em Ipatinga, mas se radicou na Região dos Inconfidentes mineiros. Formado em Jornalismo na UFOP, em 2019, passou por Estado de Minas, Superesportes, Esporte News Mundo, Food Service News e Mais Minas. Atualmente, é setorista do Cruzeiro na Trivela.
Botão Voltar ao topo