Brasil

Matheus Pereira desfila no Mineirão e Cruzeiro amassa Patrocinense no estadual

Cruzeiro não teve dificuldades para bater a Patrocinense pela quarta rodada do Campeonato Mineiro

O Mineirão não estava tão lotado para o jogo desta sexta-feira (9), mas os torcedores do Cruzeiro presentes viram uma gigante atuação do time da casa. O Patrocinense não foi páreo e perdeu por 3 a 0 pela quarta rodada do Campeonato Mineiro. Matheus Pereira foi o destaque do jogo com duas assistências perfeitas a partir de lançamentos, sorte de Marlon e Arthur Gomes que marcaram. Juan Dinenno fez o outro gol, o segundo do argentino com a camisa celeste.

A Raposa segue na liderança do Grupo A com 10 pontos, dois a mais que a Tombense. No grupo do América-MG, o Patrocinense caiu para o terceiro lugar pelos três gols sofridos e tem chance remota de classificar em primeiro, visto que o Coelho já soma 10 contra quatro dos três últimos na chave C.

Cruzeiro fura retranca do Patrocinense com lançamento perfeito de Matheus Pereira

O Cruzeiro adotou uma postura bem ofensiva nos primeiros minutos, em busca de sufocar o adversário. No momento ofensivo, a equipe colocava muita gente no campo de ataque. Os volantes Lucas Romero e Lucas Silva apoiavam a saída de bola bem próximos dos zagueiros e davam total liberdade para Marlon e William, os laterais, jogarem quase como atacantes. O meia Matheus Pereira tinha liberdade para flutuar e tinha o apoio dos pontas Marlon Gomes e Robert, além do centroavante Juan Dinenno.

O Patrocinense utilizava referência individuais na marcação e, com a presença de muitos cruzeirenses, chegou a montar a última linha com cinco defensores. Praticamente não foi ao ataque em 25 minutos, a não ser quando apostou na ligação direta.

A Raposa iniciou de forma que parecia que ia marcar logo. Com um minuto no relógio, Arthur Gomes partiu na ponta esquerda e só foi parado com falta. Na cobrança, Lucas Silva tentou mandar direto e a bola desviou para escanteio. Essa finalização foi algo atípico para o time da casa, que rodava a bola, buscava o espaço e não encontrava. Eles voltaram a chutar com Robert, com quase meia hora, que recebeu bom passe na área e mandou em cima da marcação. Depois, foi a vez de Zé Ivaldo assustar ao cabecear próximo do gol de Cairo.

Na dificuldade de infiltrar pelo chão, o Cabuloso passou a utilizar lançamentos e deu muito certo com 38minutos. Quase no grande círculo, Matheus Pereira deu um lançamento perfeito para Marlon que estava invadindo a área. O lateral dominou e fuzilou as redes de Cairo. Atrás no placar, o Patrocinense respondeu logo na sequência e com muito perigo. Rafael Cabral, que nem havia trabalhado na partida, saiu no pé de Caíque Lemes e parou a finalização com o pé. O Cruzeiro seguiu melhor, agora encontrando mais espaços, mas não ampliou a vantagem na etapa inicial.

Cruzeiro é melhor e abre o placar contra Patrocinense (Foto: Icon Sport)

Cabuloso mantém intensidade e amplia ótima vitória

Aconteceram duas trocas no intervalo. Zé Ivaldo, que sentiu uma lesão nas costas depois de um choque na etapa inicial e estava amarelado, foi substituído por João Marcelo, enquanto no visitante entrou Marcílio na vaga de Caiuby. O Cruzeiro iniciou bem e com menos de um minuto Dinenno já estava finalizando da meia-lua. O chute cruzado do argentino passou pertinho da trave. O gol dele estava guardado para os 2′. Em escanteio cobrado curto, William recebeu na direita e cruzou na medida para o camisa nove, de cabeça, cravar mais um.

O Patrocinense estava nas cordas, sem atacar e sofrendo cada vez que o time celeste subia ao ataque. Arthur Gomes por pouco não fez o terceiro ao mandar uma bomba e o Cairo defender. Mas o goleiro não conseguiria parar o atacante aos 18 minutos. Em roteiro igual ao primeiro, Matheus Pereira, sem marcação no grande círculo, deu novo lançamento perfeito para Arthur atacar as costas da defesa adversária e marcar.

Larcamon já tinha colocado o jovem João Pedro pouco antes do terceiro e, depois de confirmar a vitória, mandou mais duas. Wesley Gasolina e Machado entraram nas vagas de William e Neris, respectivamente.

Naturalmente, o Cabuloso diminuiu o ritmo e mesmo assim quase marcou com Dinneno. Ao término de quatro minutos de acréscimos, se confirmou a ótima vitória por 3 a 0.

Foto de Carlos Vinicius Amorim

Carlos Vinicius Amorim

Carlos Vinicius é nascido e criado em São Paulo e jornalista formado pela Universidade Paulista (UNIP). Escreveu sobre futebol nacional e internacional no Yahoo e na Premier League Brasil, além de esports no The Clutch. Como assessor de imprensa, atuou no setor público e privado.
Botão Voltar ao topo