Brasil

Início como atacante e imenso potencial: conheça Jonathan Jesus, reforço do Cruzeiro

Conversamos com um jornalista que acompanhou crescimento do jogador e as credenciais animam

Aguardado no Cruzeiro para realizar exames médicos e assinar contrato, o zagueiro Jonathan Jesus, de 20 anos, é uma aposta ousada e inteligente da diretoria de futebol celeste.

O Cruzeiro aceitou pagar R$ 8,25 milhões pelo promissor jogador, valor considerado baixo pelo seu potencial, e fruto de uma cláusula de rescisão nacional pouco valorizada.

O Ceará até tentava uma renovação com o jogador, para que ele passasse a custar um preço mais realista, mas não obteve sucesso na empreitada.

O pagamento dos valores acontecerá de forma parcelada e Jonathan assinará por cinco anos com o Cruzeiro.

A cláusula, inclusive, era de R$ 6 milhões, algo bem aquém do que o Ceará esperava receber em uma eventual venda do atleta. A equipe alvinegra, que detinha 90% dos direitos econômicos do jogador, ficará com 10% deste percentual.

Apesar do valor, o time mineiro, por ordens de Pedro Lourenço, decidiu que pagaria um valor superior — R$ 2,25 milhões a mais —, negociando, assim, diretamente com o Vozão e prezando por manter uma boa relação com o clube cearense.

Jonathan Jesus foi ótima aposta do Cruzeiro

A Trivela conversou com o jornalista esportivo Tércio Brilhante, que acompanhou o crescimento de Jonathan Jesus no Ceará, para saber mais sobre a nova contratação celeste.

— É um zagueiro com capacidade e potencial bem acima da média em sua geração — definiu Tércio.

Jonathan foi revelado pelo Ceará, onde chegou em 2021, para o time sub-17, tendo estreado no time principal do Vozão em 2023, aos 19 anos, tendo feito duas partidas na Série B, inclusive sendo titular em uma delas.

Antes disso, era destaque absoluto na base do Ceará, tendo conquistado títulos e premiações individuais.

Na temporada atual, o zagueiro começou a ter mais oportunidades, tornando-se titular da equipe de Vagner Mancini no início da Série B de 2024, mesmo com o Ceará possuindo opções mais experientes em seu elenco.

— Nos últimos meses, depois do estadual, quando o Ceará teve oscilações na zaga, ele ganhou oportunidades e se consolidou como o melhor zagueiro do time com certa vantagem para os outros — conta Tércio.

São 13 jogos na temporada, nove como titular. Ele vinha de uma sequência de cinco partidas no time principal quando teve sua transferência para Belo Horizonte acertada.

— O que foi pago por ele é um valor bem baixo em relação ao potencial que ele tem — explica o jornalista, que fez um paralelo com a forma com que o Athletico-PR tirou Vitor Roque do Cruzeiro.

Zagueiro era atacante

Tércio Brilhante conta que Jonathan Jesus chegou ao Ceará como atacante, mas que João Marcos, seu treinador na base, percebeu que o jogador tinha bom chute, mas não passava de um jogador de frente razoável.

Por outro lado, João notou que o jogador tinha boa capacidade de desarme e o transformou em zagueiro.

— O Jonathan virou zagueiro e se transformou em destaque e um dos maiores ativos da base do Ceará. Era absoluto no sub-20 — contou.

Características de Jonathan Jesus

Segundo Tércio Brilhante, Jesus se destaca pela boa saída de bola e distribuição de jogo, errando pouco nesse tipo de situação.

— Ele tem um bote preciso e raramente comete faltas feias. É bem disciplinado e maduro nesse sentido. Também sabe subir ao ataque quando é possível e quando faz isso leva perigo — avalia o jornalista.

Tércio acredita que o bom trato com a bola do jogador, que possui habilidade e bom domínio, se deve ao seu passado como homem de frente.

— Isso é benéfico para o time em questão de contra-ataques, porque ele consegue fazer essa transição — explica.

Em quê o zagueiro pode melhorar?

Tércio explica que Jonathan Jesus tem a crescer em maturidade, o que se explica por sua pouca idade, o que pode provocar erros.

— Ele tem alguns momentos que dá pra ver que, apesar de ter muito talento, ele ainda vai oscilar ocasionalmente. Tem que ter paciência em relação a isso.

Nos últimos tempos, com o Vágner Mancini, podemos dizer que a nível de Série B é um jogador pronto. A nível de Série A vamos ver. Ele não chega como titular, mas será uma opção respeitável — projeta Brilhante.

— Jonathan Jesus, junto a Erik Pulga, era o principal homem do Vovô na Série B — afirma Tércio.

Cruzeiro acerta em buscar esse tipo de negócio

O Cruzeiro fez um ótimo negócio ao tirar Jonathan Jesus do Ceará. Alexandre Mattos, conhecido pelas grandes contratações, tem feito um trabalho importante de reforçar o time celeste com jovens promessas.

Além de Jesus, Kaio Jorge, de 22 anos, e Fabrizio Peralta, de 21, chegarão ao clube celeste nesta janela.

A ideia é mesclar experiência e juventude, garantindo um Cruzeiro forte não só agora, mas também nos próximos anos.

Ainda que tenha bons valores jovens em seu elenco, a compra de Jonathan Jesus traz ao clube um jovem de potencial acima da média.

Hoje, como o clube não se preocupa tanto com dinheiro, apostas como as três citadas são importantes, ainda que deem errado.

Isso porque apostar somente em atletas consagrados gera um custo grande a curto prazo, o que acaba criando a necessidade de novos grandes investimentos em pouco tempo.

Mesmo que parte das jovens apostas não vinguem, assim como os próprios jovens da base do Cruzeiro podem não vingar, em caso de sucesso de parte delas, a tendência é de um lucro acima da média.

E Jonathan Jesus não chega somente como uma possibilidade de futuro, mas como um jogador que pode compor elenco e ser uma opção melhor àquelas que o Cruzeiro tem hoje em seu banco de reservas.

Foto de Maic Costa

Maic CostaSetorista

Maic Costa é mineiro, formado em Jornalismo na UFOP, em 2019. Passou por Estado de Minas, Superesportes, Esporte News Mundo, Food Service News e Mais Minas, antes de se tornar setorista do Cruzeiro na Trivela.
Botão Voltar ao topo