Brasileirão Série A

Festa da torcida do Vasco dá dimensão do peso e da esperança em Payet

Payet chegou ao Brasil e foi recebido com festa pela torcida do Vasco, que colocou mais de 5 mil pessoas no aeroporto em plena madrugada

A torcida do Vasco deu mostras, na manhã desta quarta-feira, do tamanho da contratação do meio-campista Dimitri Payet. O francês desembarcou no Rio de Janeiro por volta das 5h30 e foi recepcionado com grande festa no Aeroporto Internacional do Galeão. Nem mesmo o horário pouco convidativo afastou os cerca de 5 mil torcedores que compareceram para abraçar a chegada de um dos maiores reforços da história do clube.

Desde às 3h os torcedores do Vasco começaram a se concentrar na frente do Salão Nobre do Galeão para esperar Payet. Depois dos trâmites burocráticos pelo desembarque internacional, o francês de 36 anos, que estava sem clube depois de deixar o Olympique de Marselha, passou pelo portão por volta das 6h30, acenou para os vascaínos e vestiu a camisa do Vasco. Além disso, o meia colou um chapéu de uma organizada do clube e tirou um “selfie” com os torcedores. A torcida levou sinalizadores, fogos e balões com o rosto de Payet para festejar a chegada do tão sonhado camisa 10.

A festa da torcida do Vasco deu uma dimensão do tamanho da responsabilidade e da esperança com a chegada de Payet. O camisa 10 tem tudo para ser essencial na luta contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro. Mesmo aos 36 anos, Payet fez boas temporadas recentemente. Em 2022/23, no Marselha, foi reserva, mas atuava com frequência. Já na temporada anterior foram 16 gols e 13 assistências em 46 partidas pelo time francês.

Sem um meia de criação desde o começo de 2023, o Vasco tem sofrido no Brasileirão. Não à toa, o Cruz-Maltino tem o pior ataque da competição, com apenas 14 gols marcados em 18 partidas. Com Payet, o Vasco ganha um nome experiente e com qualidade incontestável para ser o “10” que o diretor de futebol Paulo Bracks buscava.

Payet vai passar por exames nesta quarta e assinar um contrato válido até 2025 (Foto: Daniel Ramalho/Vasco)

Ídolo do Olympique de Marselha e com passagem marcante pelo West Ham, da Inglaterra, Payet é adora por duas das torcidas mais apaixonadas da Europa. Agora no Brasil, o francês pode conduzir o Vasco em busca da permanência na Série A e conquistar o coração de mais uma torcida apaixonada, que já deu demonstrou muito carinho por Payet.

Próximos passos de Payet no Vasco

Agora, Payet, que tem um pré-contrato com o Vasco, vai passar por exames médicos ainda nesta quarta-feira e, em seguida, assinar o vínculo definitivo com o Vasco. O contrato será válido por dois anos, até o meio de 2025. Com o contrato assinado, o Vasco vai correr pra regularizar Payet no BID da CBF.

A ideia do Vasco é apresentar Payet para a torcida no próximo domingo, no Maracanã, antes da partida contra o Atlético-MG, às 11h, pelo Campeonato Brasileiro.

Payet não atua desde o meio de maio, quando acabou a temporada na França. Em julho, sem renovação com o Olympique de Marselha, o meia se despediu do clube. Na última terça, ao embarcar para o Rio de Janeiro, Payet revelou os motivos da escolha pelo Vasco. De acordo com o meia, a opção de continuar disputando um campeonato competitivo foi mais atraente do que outras propostas financeiramente mais vantajosas.

Foto de Gabriel Rodrigues

Gabriel Rodrigues

Gabriel Rodrigues é jornalista formado pela UFF e soma passagens como repórter e editor de Lance!, Esporte News Mundo e Jogada10.
Botão Voltar ao topo