Brasileirão Série A

Contra o Fortaleza, Vasco de Ramón Diaz precisará provar que há vida sem Paulinho

Uma das principais contratações do Vasco neste meio do ano e motor do time, Paulinho desfalca a equipe de Ramón Diaz, nesta quarta, contra o Fortaleza

O Vasco vai viver uma situação diferente nesta quarta-feira (18), contra o Fortaleza, pelo Campeonato Brasileiro. Um dos principais jogadores do clube nesta recente arrancada na competição, o meio-campista Paulinho está suspenso e não estará em campo em São Januário, para o duelo que começa às 21h30 (horário de Brasília). Motor do time de Ramón Diaz, o meia será um desfalque importante. E o técnico argentino vai precisar provar que há vida sem Paulinho – ao menos nesta noite.

Contratado na última janela de transferências, Paulinho, que fez praticamente toda a carreira fora do Brasil, chegou sob certa desconfiança da torcida. Cria do Fluminense, o meia passou por Portugal e Arábia Saudita sem muito brilho antes de ser comprado pelo Vasco. Mas, logo na sua coletiva de apresentação ele começou a quebrar o gelo com a torcida. Carioca, Paulinho revelou que é vascaíno desde a infância. E fez questão de levar a família ao CT Moacyr Barbosa no seu primeiro dia de trabalho no clube.

Mas o começo da passagem do meia ainda foi um pouco complicada. Na estreia, Paulinho entrou em campo no segundo tempo da derrota para o Corinthians, na Neo Química Arena. E o meia ainda cometeu um pênalti ao tentar cortar um cruzamento e a bola desviar no seu braço, que estava muito aberto.

A primeira impressão, em campo, não foi das melhores. Mas logo Paulinho mostrou que seria importante para o time. No jogo seguinte, contra o Grêmio, em São Januário, o meia foi titular e teve grande atuação. Dando dinâmica ao meio de campo, ele conduziu o time ao ataque e participou do lance do gol de Vegetti, que deu a vitória ao Vasco e iniciou uma campanha de recuperação no Brasileiro.

Paulinho foi uma das melhores contratações do Vasco neste meio de temporada (Foto: Leandro Amorim/Vasco)

Desde então, no total, foram onze partidas com Paulinho titular e atuando praticamente durante todo o tempo. O meia só foi substituído no último empate com o São Paulo, em São Januário, quando também recebeu o terceiro cartão amarelo. Depois da partida, o técnico Ramón Diaz revelou que Paulinho não estava 100%.

– Há um desgaste. Paulinho não estava em 100%. Havia alguns jogadores que não estavam em 100%. (…) Eu acho que sempre o Paulinho é um jogador importante, mas nos últimos três dias teve um incômodo e não pôde jogar 100%. Ele é tão grande jogador que realmente respondeu bem – disse Ramón Diaz sobre Paulinho.

Em onze jogos, Paulinho tem duas assistências com a camisa do Vasco. Ele chegou a balançar as redes num belo gol contra o Palmeiras, em pleno Allianz Parque. Mas o gol foi anulado em um lance polêmico por um impedimento de Vegetti em uma jogada anterior. Mesmo sem marcar, Paulinho já pode ser considerado um dos principais acertos da direção da Vasco nesta temporada. O que levante dúvidas sobre como o time vai se comportar sem o meia em campo.

As opções de Ramón Diaz para o lugar de Paulinho

Sem Paulinho, Ramón Diaz perde a sua principal engrenagem no meio de campo. Na partida contra o São Paulo, quando o meia foi substituído, o técnico colocou o volante Mateus Carvalho em campo, fechando o lado direito da defesa do Vasco. No entanto, nesta quarta-feira, contra o Fortaleza, a tendência é de que o treinador escolha uma opção mais ofensiva.

De acordo com o “ge”, Ramón Diaz deve escalar o meio-campista Payet no lugar de Paulinho. Assim, como o francês costuma atuar pela esquerda, Marlon Gomes deve ser deslocado para a direita, onde também costuma atuar. Com o francês, que ainda busca se firmar no time titular, o Vasco deve perder velocidade e dinâmica de jogo, mas ganha na qualidade do passe e nas bolas paradas.

Payet ainda tenta se firmar no time titular do Vasco (Foto: Leandro Amorim/Vasco)

Outra opção seria promover a entrada de Rossi. O atacante está recuperado de uma lesão na coxa direita, que o deixou fora dos dois últimos jogos, e será relacionado pelo treinador. No entanto, deve começar a partida no banco de reservas.

Assim, o Vasco deve entrar em campo, nesta quarta-feira, com: Léo Jardim, Paulo Henrique, Maicon, Léo, Lucas Piton, Zé Gabriel, Praxedes, Marlon Gomes, Payet, Gabriel Pec e Vegetti.

Sem Paulinho, o Vasco vai ter um importante teste para tentar sair da zona de rebaixamento. O Cruz-Maltino é o 17º colocado, com 27 pontos, um a menos que o Bahia, o primeiro time fora do Z-4. No mesmo horário em que o clube carioca enfrenta o Fortaleza, os baianos recebem o Inter, na Arena Fonte Nova.

Foto de Gabriel Rodrigues

Gabriel Rodrigues

Gabriel Rodrigues é jornalista formado pela UFF e soma passagens como repórter e editor do Lance!, Esporte News Mundo e Jogada10.
Botão Voltar ao topo