Brasileirão Série A

Os ingressos do São Paulo ficaram mais caros? Entenda como o clube define os preços

O São Paulo registrou seu pior público do ano na derrota por 1 a 0 para o Cuiabá, na última quarta-feira (19), pelo Campeonato Brasileiro.

Ao todo, 33.586 torcedores compareceram ao MorumBIS para a partida, justamente a primeira em que o aumento no preço de ingresso proposto pelo clube passou a vigorar.

Quanto foi o aumento do preço dos ingressos no São Paulo?

A partir do duelo com o Cuiabá, os valores praticados pelo clube para entradas em jogos do Brasileirão passaram por um acréscimo de R$ 5 em todos os setores. Os preços foram mantidos para as duas partidas seguintes, contra Criciúma e Bahia (confira os valores abaixo).

Os novos valores representam um aumento de no máximo 10% nos ingressos para o setor mais popular, a Arquibancada Norte Oreo, que saltou de R$ 50 para R$ 55.

Em outras partes do estádio, o aumento foi proporcionalmente menor, de 5%. É o caso da Arquibancada Leste Lacta, que antes custava R$ 100 e agora custa R$ 105.

A medida da diretoria desagradou os torcedores. Nas redes sociais, muitos são-paulinos criticaram a decisão de aumentar o preço dos ingressos justamente em uma partida de menor apelo.

> O que aconteceu?

  • Aumento de R$ 5 no preço dos ingressos passou a vigorar no jogo contra o Cuiabá;
  • O acréscimo é para jogos no Brasileirão em todos os setores;
  • Valor representa um aumento de no máximo 10% no setor mais barato;
  • Decisão gerou críticas de torcedores nas redes sociais.

Ficou mais caro ir ao MorumBIS?

O aumento no valor das entradas, claro, significa que o torcedor terá de gastar mais dinheiro para ir ao MorumBIS.

Curiosamente, porém, o valor médio dos ingressos adquiridos pela torcida para a partida contra o Cuiabá foi menor do que o preço pago em média nas entradas para a vitória por 2 a 0 sobre o Cruzeiro — a última com os preços antigos.

Contra a Raposa, o tíquete médio foi de R$ 56,98 por pessoa — ao todo, foram 44.928 torcedores, com uma renda de R$ 2.560.112. Na partida diante do Cuiabá, o tíquete médio ficou em R$ 51,39.

> O aumento nos preços do MorumBIS no Brasileirão:

  • Arquibancada Norte Oreo (Setor Popular): de R$ 50 para R$ 55
  • Arquibancada Sul Diamante Negro: de R$ 80 para R$ 85
  • Arquibancada Leste Lacta: de R$ 100 para R$ 105
  • Arquibancada Oeste Ouro Branco: de R$ 100 para R$ 105
  • Cadeira Superior Norte Oreo: de R$ 80 para R$ 85
  • Cadeira Superior Sul Diamante Negro: de R$ 150 para R$ 155
  • Cadeira Especial Leste Lacta: de R$ 200 para R$ 205
  • Cadeira Especial Oeste Ouro Branco: de R$ 200 para R$ 205

E os preços nas demais competições?

A política de venda de ingressos do São Paulo tem preços diferentes a depender da competição e também do “tamanho” da partida — os clássicos e jogos decisivos sempre têm valores acima de duelos de menor apelo.

Públicos do MorumBIS em 2024

  • Público total: 731.651 — Média: 45.728 torcedores por partida
  • Renda total: R$ 44.857.566 — Média: R$ 2.803.597,87 por partida

Para o Campeonato Paulista e na vitória sobre o Águia pela Copa do Brasil, os ingressos para o setor popular custam R$ 30 — R$ 25 a menos do que os preços atuais no Brasileirão. Já na fase de grupos da Libertadores, as entradas para o setor popular têm um acréscimo de R$ 20 e saem por R$ 75.

> Todos os públicos do São Paulo em 2024

  1. São Paulo 3 x 1 Santo André — Paulista — Público pagante: 45.270 — Renda: R$ 2.377.411
  2. São Paulo 1 x 0 Portuguesa — Paulista — Público pagante: 45.850 — Renda: R$ 2.549.211
  3. São Paulo 3 x 0 Água Santa — Paulista — Público pagante: 36.456 — Renda: R$ 1.423.649
  4. São Paulo 0 x 1 Santos — Paulista — Público pagante: 45.722 — Renda: R$2.535.440
  5. São Paulo 2 x 2 RB Bragantino — Paulista — Público pagante: 44.756 — Renda: R$ 2.600.939
  6. São Paulo 1 x 1 Palmeiras — Paulista — Público pagante: 55.033 — Renda: R$ 3.693.222
  7. São Paulo 1 (4) x (5) 1 Novorizontino — Paulista — Público pagante: 55.197 — Renda: R$ 4.022.136
  8. São Paulo 2 x 0 Cobresal — Libertadores — Público pagante: 49.502 — Renda: R$ 3.643.692,50
  9. São Paulo 1 x 2 Fortaleza — Brasileirão — Público pagante: 35.055 — Renda: R$ 1.836.126
  10. São Paulo 0 x 0 Palmeiras — Brasileirão — Público pagante: 55.694 — Renda: R$ 3.444.111
  11. São Paulo 2 x 1 Fluminense — Brasileirão — Público pagante: 39.515 — Renda: R$ 2.103.391
  12. São Paulo 0 x 0 Barcelona-EQU — Libertadores — Público pagante: 50.516 — Renda: R$ 3966.890
  13. São Paulo 2 x 0 Águia — Copa do Brasil — Público pagante: 38.409 — Renda: R$ 1.221.893
  14. São Paulo 2 x 0 Talleres — Libertadores — Público pagante: 56.162 — Renda: R$ 5.153.140,00
  15. São Paulo 2 x 0 Cruzeiro — Brasileirão — Público pagante: 44.928 — Renda: R$ 2.560.112
  16. São Paulo 0 x 1 Cuiabá — Brasileirão — Público pagante: 33.586 — Renda: R$ 1.726.202,50

Quais são os próximos jogos do São Paulo?

O São Paulo tem uma longa sequência de jogos pelo Brasileirão até as oitavas de final da Libertadores e da Copa do Brasil.

  • Vasco x São Paulo — Brasileirão — sábado, 22 de junho, às 21h30 (horário de Brasília) — Transmissão: SporTV (TV fechada) e Premiere (TV por assinatura);
  • São Paulo x Criciúma — Brasileirão — quinta-feira, 27 de junho, às 20h (horário de Brasília) — Transmissão: Premiere (TV por assinatura)
  • São Paulo x Bahia — Brasileirão — domingo (30), às 16h (horário de Brasília) — Transmissão: TV Globo (TV aberta) e Premiere (TV por assinatura)
Foto de Eduardo Deconto

Eduardo Deconto

Jornalista pela PUCRS, é setorista de Seleção e do São Paulo na Trivela desde 2023. Antes disso, trabalhou por uma década no Grupo RBS. Foi repórter do ge.globo por seis anos e do Esporte da RBS TV, por dois. Não acredite no hype.
Botão Voltar ao topo