Brasileirão Série A

Palmeiras vive situação além do limite, e Abel descobre respostas inesperadas

Técnico do alviverde testou garotos e não se arrependeu, mas vai ter que dobrar aposta contra o Grêmio

O Palmeiras que venceu o Corinthians por 2 a 0, pelo Campeonato Brasileiro teve uma dupla de zaga de 40 anos — só que somando as idades de Naves (22) e Vitor Reis (18).

Na cabeça-de-área, embora já esteja com os profissionais desde 2022, Fabinho, 22, fez seu primeiro jogo como titular — acabaria fazendo também seu primeiro gol. Quase deitado, ele desviou, de cabeça, a falta cobrada por Raphael Veiga no 1 a 0.

Por conta de suspensões, lesões e convocações, o técnico do Palmeiras teve de inovar para escalar o time no jogo que, via de regra, costuma ser um dos mais importantes da equipe em qualquer campeonato.

E contra o Grêmio, na quinta-feira (4), em Caxias do Sul, a série de inovações não só continua, como talvez até piore. Isso porque, a despeito das voltas de Aníbal Moreno e Rony, Abel perdeu jogadores que, no momento, não tem peças de reposição.

Sem meias

O principal caso é o de Raphael Veiga, expulso na última segunda-feira (1º). Com as lesões de Rômulo e Lázaro, além da suspensão de Gabriel Menino, o time tem apenas Jhon Jhon para a função.

Quando entrou contra o Corinthians, para jogar na ponta, ainda na primeira etapa, Jhon somava apenas 9 minutos jogados no Campeonato Brasileiro, contra o Red Bull Bragantino.

Antes disso, tinha ficado quatro meses sem entrar em campo. Seu último jogo havia sido justamente contra o Corinthians, em fevereiro, pelo Campeonato Paulista.

Mais um garoto

O Paraguai já está eliminado da Copa América, e Gustavo Gómez deve voltar ao Brasil ainda nesta quarta-feira (3). Contudo, o capitão deve seguir fora da equipe, que possivelmente terá de novo a dupla Naves-Reis na zaga.

A questão é que, hoje, eles são os únicos dois zagueiros com condições de jogo, pois Murilo segue fora e Gómez, no máximo, vai para o banco. Assim, Benedetti, o zagueiro canhoto de 1,98 m do Sub-20, tem boas chances de ir para o jogo contra o Grêmio.

No ataque, a função de dublê de Lázaro, que vinha sendo de Gabriel Menino, deve ser herdada por Rony — o que muda, mais uma vez, a configuração tática do ataque, já que o camisa 10 não é um jogador de ligação de meio com o ataque.

No meio, Zé Rafael, lesionado e suspenso, abre caminho para Fabinho e Aníbal formarem dupla de volantes. Uma tentativa de Palmeiras para esse jogo, portanto, pode ser:

Weverton, Marcos Rocha, Naves, Reis e Piquerez; Fabinho, Aníbal Moreno e Jhon Jhon; Estêvão, Flaco López e Rony.

Dudu, na visão de Abel, ainda não está pronto para começar um jogo.

Do inferno ao céu

Para felicidade de Abel, a escassez enorme de jogadores tem hora para acabar. A Copa América tem mais 11 dias, o que significa a volta de Richard Ríos a partir do dia 15, caso a Colômbia vá até a final.

As lesões de Murilo e Zé Rafael também não devem se estender por muito tempo. Lázaro também se aproxima do retorno. E Dudu, a cada dia, ganha mais ritmo de jogo.

E, por fim, a cereja do bolo será no dia 17, quando Maurício, Giay e Felipe Ânderson já poderão estrear pelo clube alviverde contra o Botafogo.

Foto de Diego Iwata Lima

Diego Iwata LimaSetorista

Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero, Diego cursou também psicologia, além de extensões em cinema, economia e marketing. Iniciou sua carreira na Gazeta Mercantil, em 2000, depois passou a comandar parte do departamento de comunicação da Warner Bros, no Brasil, em 2003. Passou por Diário de S. Paulo, Folha de S. Paulo, ESPN, UOL e agências de comunicação. Cobriu as Copas de 2010, 2014 e 2018, além do Super Bowl 50. Está na Trivela desde 2023.
Botão Voltar ao topo