Brasileirão Série A

Erros individuais custam caro, e Internacional frustra sua torcida no retorno ao Beira-Rio

Falhas de Robert Renan e Bruno Gomes foram determinantes para a vitória por 2 a 1 do Vasco da Gama

O retorno ao Beira-Rio após 70 dias não foi nem de perto como a torcida colorada esperava. Erros individuais custaram caro, e fizeram o Inter perder por 2 a 1 para o Vasco da Gama, na noite deste domingo (7), pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro. Adson e Lyncon marcaram para o cruz-maltino, e Bustos para o Colorado.

Com a derrota, o Inter estaciona na 10ª colocação, com 19 pontos. Agora, o Colorado volta suas atenções para a Copa do Brasil, em que recebe o Juventude, quarta-feira (10), às 19h, novamente no Beira-Rio, pelo jogo de ida da terceira fase.

Já o Vasco, que conquistou a primeira vitória fora de casa no Brasileirão, sobe para a 13ª colocação, com 17 pontos. O próximo jogo é na quarta-feira (10), às 19h, contra o Corinthians, em São Januário.

Erros individuais foram determinantes para os dois gols sofridos pelo Inter

Em seu primeiro jogo no Beira-Rio desde a cavadinha em cobrança de pênalti que custou a eliminação na semifinal do Campeonato Gaúcho, para o Juventude, Robert Renan voltou a falhar. Aos 15 minutos do segundo tempo, o defensor se desequilibrou, caiu, e permitiu que Adson avançasse, driblasse Fernando e chutasse no canto direito de Fabrício para abrir o placar.

Pouco mais de dez minutos depois, Bruno Gomes virou de costas para a bola em cobrança de lateral e gerou contra-ataque para o Vasco. Fernando e Fabrício conseguiram evitar o gol de Praxedes. Mas, na cobrança de escanteio, após o goleiro colorado fazer mais uma grande defesa, Lyncon cabeceou para as redes.

Torcida colorada xingou Coudet

Mesmo que os gols sofridos tenham passado diretamente por falhas individuais, a torcida colorada não poupou o técnico Eduardo Coudet. O argentino foi muito xingado após o segundo gol vascaíno.

Devido ao desgaste físico, e já de olho nas decisões contra o Juventude, pela Copa do Brasil, Coudet deixou Wesley, Wanderson e Lucas Alario no banco de reservas. Os três atacantes entraram no segundo tempo.

Internacional tentou reagir e quase conseguiu o empate

Mesmo com o abatimento pelos gols sofridos, e com a pressão da própria torcida colorada, o Inter conseguiu descontar aos 38, com Bustos. O lateral argentino recebeu lançamento de Bruno Gomes e acreditou na jogada para ganhar de Léo Pelé e tocar na saída de Léo Jardim.

No abafa final, o Inter quase chegou ao empate. Aos 48, após cruzamento de Wanderson, o muito vaiado Robert Renan teve oportunidade de se redimir, mas acertou a trave.

Internacional homenageou colaboradores que trabalharam na reconstrução do Beira-Rio

Antes do jogo, o Inter homenageou os 114 colaboradores que trabalharam na reconstrução do Beira-Rio. Em nome de todos, o auxiliar de manutenção Petterson Pedroso Santos, que perdeu a casa, em Eldorado do Sul, nas enchentes, recebeu uma placa do presidente Alessandro Barcellos.

Renê e Rojas se chocaram de cabeça

Aos 39 minutos, o reconstruído Beira-Rio presenciou uma cena feia e triste. Renê, do Inter, e Rojas, do Vasco se chocaram de cabeça em disputa aérea. Com a cabeça sangrando, o lateral esquerdo colorado precisou sair de ambulância do estádio e foi para o Hospital Mãe de Deus. Robert Renan entrou em seu lugar.

Foto de Nícolas Wagner

Nícolas WagnerSetorista

Gaúcho, formado em jornalismo pela PUC-RS e especializado em análise de desempenho e mercado pelo Futebol Interativo. Antes da Trivela, passou pela Rádio Grenal e pela RDC TV. Também é coordenador de conteúdo da Rádio Índio Capilé.
Botão Voltar ao topo