Brasileirão Série A

Internacional quer coroar bom início no Brasileirão quebrando mais um tabu

Internacional nunca venceu o Athletico-PR na Ligga Arena desde a implementação do gramado sintético, do qual Eduardo Coudet é um crítico contumaz

O Internacional tem oportunidade de quebrar mais um tabu neste início de Campeonato Brasileiro. Após virar sobre o Bahia e voltar a vencer na estreia na competição, o que não acontecia desde 2020, e de superar o Palmeiras fora de casa depois de dez anos, o Colorado tenta sua primeira vitória sobre o Athletico-PR no gramado sintético da Ligga Arena, em Curitiba, às 16h (horário de Brasília), deste domingo (21).

Em oito confrontos desde a mudança do piso na popular Arena da Baixada, o Inter perdeu cinco e empatou três. O duelo mais importante foi pelo jogo de ida da final da Copa do Brasil de 2019, em que o Athletico-PR venceu por 1 a 0, com gol de Bruno Guimarães. A última partida foi pelo Campeonato Brasileiro do ano passado, com vitória do Furacão por 2 a 1. Na ocasião, o Colorado, já comandado por Eduardo Coudet, utilizou time alternativo de olho na semifinal da Libertadores, contra o Fluminense.

Jogos no gramado sintético da Arena da Baixada

  • Athletico 2 x 1 Internacional – 11/09/2016 (Campeonato Brasileiro – 24ª rodada)
  • Athletico 2 x 2 Internacional – 19/07/2018 (Campeonato Brasileiro – 13ª rodada)
  • Athletico 1 x 0 Internacional – 14/07/2019 (Campeonato Brasileiro – 10ª rodada)
  • Athletico 1 x 0 Internacional – 11/09/2019 (Copa do Brasil – ida da final)
  • Athletico 0 x 0 Internacional – 04/02/2021 (Campeonato Brasileiro – 34ª rodada)
  • Athletico 2 x 1 Internacional – 25/07/2021 (Campeonato Brasileiro – 13ª rodada)
  • Athletico 0 x 0 Internacional – 16/07/2022 (Campeonato Brasileiro – 17ª rodada)
  • Athletico 2 x 1 Internacional – 21/09/2023 (Campeonato Brasileiro – 24ª rodada)

Por mais que, neste ano, o discurso do Inter seja de foco total no Brasileirão, em que busca o título que não vem há 45 anos, é possível que Coudet preserve alguns jogadores no gramado sintético da Ligga Arena. Até porque, na próxima quinta-feira (25), o Colorado busca recuperação na Copa Sul-Americana, já que empatou seus dois primeiros jogos, contra o Delfín, no Equador.

Coudet é um grande crítico dos gramados sintéticos

O treinador do Inter, que cobra muito a qualidade dos gramados, é um crítico contumaz do sintético. Menos mal, para ele, que o jogo contra o Palmeiras, na última quarta-feira (17), não foi no Allianz Parque, e sim na grama natural da Arena Barueri, em que o Colorado venceu por 1 a 0.

— A dificuldade maior do gramado é que a bola quica diferente, e sobretudo ao terminar o jogo as pernas dos jogadores estão diferentes. Até o treinador do Palmeiras falou que prefere não jogar no sintético. É uma coisa diferente, tem que se adaptar à situação. Nos favoreceu não jogar no sintético, mas não por como se deu o jogo. Imagina se três dias depois voltamos ao sintético? Ia nos castigar muito o calendário dessa maneira — comentou Coudet após a vitória sobre o Palmeiras.

Alario será preservado, e Internacional segue com desfalques importantes

Uma preservação já confirmada para o jogo contra o Athletico-PR é a de Lucas Alario. O centroavante, que passou por cirurgia no joelho no ano passado, quando estava no Eintracht Frankfurt, da Alemanha, voltou a sentir dores na região recentemente. Embora já esteja recuperado, por precaução, ele sequer foi relacionado para a partida em Curitiba.

O Inter conta, também, com vários desfalques do departamento médico. São os casos de peças importantes como Fernando, Alan Patrick e Enner Valencia. Ao menos, a direção colorada reforçou bastante o elenco visando justamente situações como a atual. Diante do Palmeiras, a equipe escalada por Coudet teve Rochet; Bustos, Vitão, Mercado e Renê; Thiago Maia e Bruno Henrique; Wesley, Maurício e Wanderson; Borré.

Internacional no Campeonato Brasileiro 2024

  • 2 jogos, com 2 vitórias
  • 100% de aproveitamento
  • 3 gols feitos e 1 gol sofrido
Foto de Nícolas Wagner

Nícolas Wagner

Gaúcho e formado em Jornalismo pela PUC-RS, já passou pela Rádio Grenal e pela RDC TV. É, também, coordenador de conteúdo da Rádio Índio Capilé.
Botão Voltar ao topo