Brasileirão Série A

Agustín Giay afirma que calendário brasileiro pesou na escolha entre Palmeiras e Atlético de Madrid

Apresentado, Agustín Giay explica por que escolheu o time brasileiro ao invés dos espanhóis

Agustín Giay podia se transferir ao Atlético de Madrid, mas preferiu o Palmeiras. A decisão de atuar no futebol brasileiro em vez vestir a camisa de um grande clube na Europa chama atenção, especialmente por vir de um argentino de 20 anos.

E o motivo para isso é ainda mais, digamos, peculiar. Apresentado oficialmente como reforço palmeirense nesta terça-feira (9), o lateral-direito revelado pelo San Lorenzo explicou por que escolheu o Palmeiras como novo clube.

Acredite se quiser: o calendário insano do futebol brasileiro, alvo quase unânime de reclamações, pesou positivamente na decisão.

Na entrevista coletiva, Giay afirmou que escolheu o Palmeiras porque precisa evoluir antes de rumar à Europa. O Brasil é o lugar perfeito para melhorar, porque, segundo o atleta, aqui “se joga de três a quatro dias”. E ele gosta muito disso.

— Necessito me formar mais, porque sou jovem. Então vir a um clube assim, crescer e jogar muitas partidas. No futebol brasileiro se joga de três a quatro dias e isso pode me fazer crescer muito. Quero jogar muito tempo no Palmeiras, ganhar muitos títulos, é para isso que venho — Agustin Giay.

Lateral-direito é “perfeito” para Abel Ferreira

Giay chega ao Palmeiras com o aval de Abel Ferreira, claro. Mas serve apenas como resumo da ópera. A verdade é que o lateral é “perfeito” para o treinador, por ser polivalente e poder executar diversas funções no campo.

— Eu comecei a jogar de volante, de lateral-direito. Depois que fui crescendo fui jogando com linha de cinco, com linha de quatro, sou lateral, jogo assim na seleção (argentina). Estou acostumado a jogar em distintos lugares. Importante também fazer no meio, com linha de quatro, cinco. Isso é importante e me ajuda no jogo no esquema que for. Referente à minha posição, não tenho uma pontual, só miro o jogo — explica Giay.

Giay sabe que terá de superar uma concorrência pesada na posição para ganhar chances na equipe. Na entrevista, o garoto mostrou saber bem a importância de Mayke e Marcos Rocha para Abel Ferreira.

— Na minha posição há jogadores muito importantes para o clube, sei o que significam Mayke e Marcos Rocha, são jogadores com experiência. Óbvio que sei os jogadores que são, me receberam muito bem, então isso te deixa contente. Jogadores de sua posição que te aconselham, é muito importante — ressalta.

O argentino só poderá estrear pelo Palmeiras a partir do dia 17 de julho, mesmo que a janela de transferências abra ainda antes, nesta quarta-feira (10). Isso, porque os clubes entraram em acordo com a CBF para que os atletas contratados no meio do ano só estejam aptos a atuar depois da quinta-feira (11).

Foto de Eduardo Deconto

Eduardo DecontoSetorista

Jornalista pela PUCRS, é setorista de Seleção e do São Paulo na Trivela desde 2023. Antes disso, trabalhou por uma década no Grupo RBS. Foi repórter do ge.globo por seis anos e do Esporte da RBS TV, por dois. Não acredite no hype.
Botão Voltar ao topo