Brasileirão Série A

Mesmo afastado, Gabigol é o principal tema no Flamengo após a vitória sobre o Cruzeiro

Marcos Braz, Tite e outras figuras do clube falaram sobre a situação do jogador, que deve deixar o Rubro-Negro nesta janela de transferências

A vitória sobre o Cruzeiro acabou ficando em segundo plano no Maracanã. O assunto foi o atacante Gabigol, que está em vias de deixar o Flamengo após imbróglios no processo de renovação. Marcos Braz, César Sampaio, Tite e até Rossi falaram sobre o centroavante.

Braz na zona mista

O vice-presidente de futebol, sem dúvida, foi quem mais falou sobre o assunto. Como representante direto do Flamengo, ele tentou explicar a situação do atleta, que incomoda nos bastidores. O clube adota cautela, mas está ciente de que deve perder o atacante nesta janela.

— O Flamengo preferiu afastar o Gabriel depois, mas também numa conversa que eu tive junto com o empresário dele. A gente teve uma longa conversa após a entrevista que ele deu, e entendemos que o Gabriel conta com cinco jogos já feitos aqui. Se ele jogasse hoje, já não poderia mais sequer viajar com o clube caso quisesse ou tivesse alguma proposta do futebol brasileiro. A gente fez a opção de chegar nesse momento agora, já que o empresário também disse que queria ouvir e procurar alguns caminhos novos. Vamos aguardar para que não inviabilize isso aqui — disse o dirigente.

O que Tite disse durante a coletiva?

  • Pediu calma com Lorran, vaiado pela torcida após atuação ruim no primeiro tempo de Flamengo x Cruzeiro;
  • Passou a responsabilidade para Bruno Spindel ao falar sobre a situação de Gabigol.

Hora de ter paciência

— Acho que o Zico estreou com 17, 16 anos. Pergunta para ele como era. Tenham um acolhimento maior com ele [Lorran]. A grandeza do Flamengo é muita e ele é um talento enorme. Se vier a vaia, vai afundar, não vai produzir. Se vier o carinho ele vai se sentir fortalecido. O manto sagrado é muito forte, pesado. É pesado para um técnico de 63 anos, com toda a experiência que eu tenho. Coloquem ele no colo, vai ajudar.

Acompanhado por César Sampaio, Tite foi perguntado sobre Gabigol e, ao contrário de outros momentos, não chamou a responsabilidade. Pelo contrário, passou a palavra para Bruno Spindel, executivo de futebol presente na sala de coletiva. Ele não respondeu.

— Está em uma alçada superior, na diretoria. O empresário do atleta manifestou publicamente que existe possibilidade de transferência. Trabalhamos com os atletas que estão à disposição. O Bruno [Spindel] pode te passar mais detalhes. A gente trabalha com quem está disponível — explicou.

Tite, técnico do Flamengo
Tite falou sobre Gabigol após a vitória sobre o Cruzeiro, no Maracanã (Foto: Icon Sport

Fabrício Bruno celebra lei do ex

Autor do gol da vitória no Maracanã, Fabrício Bruno comemorou demais o resultado. Segundo ele, jogar contra o Cruzeiro é sempre especial, por se tratar do clube que o projetou pela primeira vez ao futebol brasileiro.

— Me perguntaram qual seria um jogo especial pra mim. Eu falei que seria contra o Cruzeiro aqui no Maracanã. É meu ex-clube, então a lei do ex tá sempre marcando presença. Acima de tudo, feliz pelo jogo coletivo da nossa equipe, que soube sofrer nos momentos difíceis. Fico feliz de fazer o meu primeiro gol na temporada. No jogo passado, sofremos muito na bola parada e hoje pude decidir assim. Feliz, três pontos importantes, que nos mantêm na liderança do campeonato — analisou.

O próximo desafio do Flamengo será pelo Campeonato Brasileiro, na quarta-feira (03), quando Tite e companhia enfrentarão o Atlético Mineiro, pela 14ª rodada. A bola rola a partir das 21h30 (de Brasília), na Arena MRV, em Belo Horizonte.

Veja outros pontos abordados por Braz

Negociações por Gabigol

— Lógico que isso tem tempo. A gente pensa que isso aí vai ser feito aí nos 10 dias, deixar claro que o Gabriel treina com o grupo, treina no mesmo horário, não tem nenhum tipo de problema em relação ao dia a dia do Gabriel. Está sendo tratado com o maior respeito do mundo. A gente apenas fez a opção de uma maneira mais direta e reta, de ele chegar a não completar o sexto ou o sétimo jogo, para não inviabilizar qualquer situação aqui no Brasil. Hoje ainda não tem nada, só para deixar claro.

Vai sair mesmo?

— É importante para o clube, mas deixar claro, o Gabriel só sai agora se tiver uma compensação financeira para o Flamengo. Se não tiver uma compensação financeira para o Flamengo, que a gente entenda ser plausível, que seja dentro das nossas análises um bom negócio para o Flamengo, ele vai ficar até o final. Fica aqui, vai exercer o direito dele de ficar até o final, a gente também. Mais uma vez, ele não está afastado de absolutamente nada no dia a dia, vai treinar nos mesmos horários, vai fazer as mesmas atividades, somente nesse período curto, a gente deu uma segurada para ver se a gente ajuda o empresário, a decisão do empresário dele de procurar o novos ares.

O Flamengo abriu mão de Gabigol?

— O Flamengo não está abrindo mão do Gabriel. O Flamengo ainda tem contrato com o Gabriel até 31/12. Caso não seja viável nessa próxima semana ou na outra a saída dele, ele continuará aqui no Flamengo fazendo e exercendo o contrato até o final. Não quer dizer que a gente vai abrir mão. A renovação continua muito difícil.

Um ano de contrato

— Vamos voltar na cronologia dos fatos. O Gabriel teve o problema do doping em abril do ano passado. Posteriormente, tratamos de alguns assuntos em relação à renovação. A renovação não foi assinada. E tiveram vários pontos, que nos colocaram em alerta. Mas isso em nada tem relação com essa última proposta. Tentamos equacionar. A gente entende a posição do empresário dizendo que não é uma proposta ideal. Entendemos que não foram rosas. Foi uma proposta para tentar equacionar uma questão que temos com um atleta importante da envergadura dele. Mas também entendemos a posição do staff. A partir do momento que eles se posicionam dizendo que querem buscar novos ares para o atleta, estamos contribuindo com o empresário para que ele não complete o sétimo jogo. O Flamengo tem que ser remunerado para que ele saia agora.

Foto de Guilherme Xavier

Guilherme XavierSetorista

Jornalista formado pela PUC-Rio. Da final da Libertadores a Série A2 do Carioca. Copa do Mundo e Olimpíada na bagagem. Passou por Coluna do Fla e Lance antes de chegar à Trivela, onde apura e escreve sobre o Flamengo desde 2023.
Botão Voltar ao topo