Brasileirão Série A

Tite tem maior número de baixas desde que chegou ao Flamengo e segue sem repetir escalação

Treinador não poderá contar com sete jogadores, envolvidos na disputa da Copa América ou entregues ao departamento médico

O Flamengo vai enfrentar o Grêmio nesta quinta-feira (13), em jogo válido pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro. Buscando retomar a liderança da liga nacional, o Rubro-Negro viverá seu primeiro desafio já com as baixas relacionadas à Copa América. É o maior número de desfalques desde a chegada de Tite, que segue sem conseguir repetir uma escalação.

Esse será o 14º jogo consecutivo que Tite muda a formação, ou nomes, do Flamengo, seja por opção técnica ou por baixa. O momento é crucial para a equipe, que precisará muito da alta performance dos Garotos do Ninho durante o período de Data Fifa.

Motivos diferentes

São sete, número que empata com o jogo em que Tite teve mais desfalques na temporada. A questão é que, contra o Bolívar, na temida altitude de La Paz, o comandante optou por deixar cinco titulares no Rio de Janeiro, a fim de preservas a parte física destes atletas, que eram: Arrascaeta, Pedro, Varela, Ayrton Lucas e Erick Pulgar. Léo Pereira e Allan estavam no departamento médico.

Contra o Grêmio, a divisão é bem diferente. São cinco baixas por convocação, de Arrascaeta, De La Cruz, Varela e Viña para o Uruguai, e Pulgar ao Chile, além de outras duas por lesão. Curiosamente, Allan está novamente no departamento médico, acompanhado por Ayrton Lucas.

Os uruguaios do Flamengo já estão entregues à Bielsa para a disputa da Copa América (Foto: Gilvan de Souza/CRF)

Sem conseguir repetir

A última vez que o Flamengo repetiu uma escalação foi no jogo contra o Nova Iguaçu, de volta da final do Carioca. Tite utilizou os mesmos nomes nas duas partidas daquela finalíssima, mas, de lá para cá, não teve a mesma sorte.

O provável time que vai a campo nesta quinta-feira (13) ainda conta com duas improvisações, de Léo Pereira na esquerda e o xará Ortiz como volante.

Rossi, Wesley, David Luiz, Fabrício Bruno e Léo Pereira; Léo Ortiz, Igor Jesus e Lorran; Gerson, Cebolinha e Pedro.

A série sem repetir escalação vem desde a vitória sobre o Palestino, ainda na fase de grupos da Libertadores. Entre vitórias, empates e algumas derrotas doídas, como diante do Botafogo, Tite sempre precisou mudar alguma coisa no Flamengo. Dos 30 jogos na temporada, o comandante só conseguiu manter o mesmo time em cinco oportunidades, a vasta maioria no Carioca.

Relembre todas as escalações em questão

  • Flamengo 2 x 0 Palestino – Escalação: Rossi, Varela, Ortiz, Léo Pereira e Ayrton Lucas; Pulgar, De la Cruz e Arrascaeta; Luiz Araújo, Cebolinha e Pedro. // Baixas:Gabigol (suspenso), Wesley (lesão na coxa direita) e Gerson (cirurgia no rim);
  • Atlético-GO 1 x 2 Flamengo – Escalação: Rossi, Ayrton Lucas, Fabrício Bruno, Léo Pereira e Viña; Pulgar, De la Cruz e Arrascaeta; Luiz Araújo, Cebolinha e Pedro // Baixas: Varela (quadro viral);
  • Flamengo 2 x 1 São Paulo – – Escalação: Rossi, Varela, Fabrício Bruno, Léo Pereira e Ayrton Lucas; Pulgar, Allan e De la Cruz; Bruno Henrique, Cebolinha e Pedro // Baixas: Arrascaeta e Luiz Araújo (poupados);
  • Palmeiras 0 x 0 Flamengo – Escalação: Rossi, Varela, Fabrício Bruno, Léo Pereira e Ayrton Lucas; Pulgar, Allan e Arrascaeta; Luiz Araújo, Bruno Henrique e Carlinhos // Baixas: De La Cruz e Pedro (poupados);
  • Bolívar 2 x 1 Flamengo – Escalação: Rossi, Wesley, Fabrício Bruno, David Luiz, Ortiz e Viña; Igor Jesus, De la Cruz, Gerson e Victor Hugo; Bruno Henrique // Baixas: Allan e Léo Pereira (departamento médico), Varela, Ayrton Lucas, Pulgar, Arrascaeta e Pedro (poupados);
  • Flamengo 0 x 2 Botafogo – Escalação: Rossi, Varela, Fabrício Bruno, Léo Pereira e Ayrton Lucas; Pulgar, De la Cruz e Arrascaeta, Luiz Araújo, Bruno Henrique e Pedro // Baixas: Cebolinha (departamento médico);
  • Flamengo 1 x 0 Amazonas – Escalação: Matheus Cunha, Fabrício Bruno, Léo Pereira e Viña; Allan, Gerson e De la Cruz; Lorran, Bruno Henrique e Pedro // Baixas: Cebolinha, Arrascaeta e Pulgar (departamento médico);
  • Red Bull Bragantino 1 x 1 Flamengo – Escalação: Rossi, Wesley, Ortiz, Léo Pereira e Ayrton Lucas; Allan, Igor Jesus, De la Cruz e Gerson; Bruno Henrique e Pedro // Baixas: Cebolinha, Arrascaeta e Pulgar (departamento médico), Fabrício Bruno e Varela (poupados);
  • Palestino 1 x 0 Flamengo – Escalação: Rossi, Wesley, Fabrício Bruno, Léo Pereira e Viña; Allan, Gerson e De la Cruz; Bruno Henrique, Cebolinha e Pedro // Baixas: Arrascaeta, Pulgar e Varela (departamento médico);
  • Flamengo 2 x 0 Corinthians – Escalação: Rossi, Varela, Fabrício Bruno, Léo Pereira e Ayrton Lucas; Allan, De la Cruz, Lorran e Gerson; Cebolinha e Pedro // Baixas: Pulgar e Bruno Henrique (departamento médico);
  • Flamengo 4 x 0 Bolívar – Escalação: Rossi, Varela, Fabrício Bruno, Léo Pereira e Ayrton Lucas; Allan, De la Cruz, Arrascaeta e Gerson; Cebolinha e Pedro // Baixas: Pulgar e Bruno Henrique (departamento médico);
  • Amazonas 0 x 1 Flamengo – Escalação: Matheus Cunha, Varela, Fabrício Bruno, Léo Ortiz e Ayrton Lucas; Allan, De la Cruz, Arrascaeta e Gerson; Everton Cebolinha e Pedro // Baixas: Pulgar, Bruno Henrique e Léo Pereira (departamento médico), e Carlinhos (já tinha atuado na Copa do Brasil);
  • Flamengo 3 x 0 Millonarios – Escalação: Rossi, Varela, Fabrício Bruno, David Luiz e Ayrton Lucas; Allan, De la Cruz, Arrascaeta e Gerson; Cebolinha e Pedro // Baixas: Léo Pereira (departamento médico);
  • Vasco 1 x 6 Flamengo – Escalação: Rossi, Varela, Fabrício Bruno, David Luiz e Viña; Allan, De la Cruz, Arrascaeta e Gerson; Everton Cebolinha e Pedro // Baixas: Léo Pereira e Ayrton Lucas (departamento médico); 

Vale a liderança para o Flamengo

Como joga no último dia da rodada, era natural que o Flamengo perdesse a liderança de maneira momentânea. O Botafogo venceu o Fluminense e ultrapassou o Rubro-Negro, que caiu para a segunda posição.

Uma vitória recoloca Tite e companhia na ponta da tabela de maneira isolada.

  1. Botafogo – 16 pontos (8 jogos)
  2. Flamengo – 14 pontos (+7 de saldo e 7 jogos)
  3. Bahia – 14 pontos (+3 de saldo e 7 jogos)
  4. São Paulo – 13 pontos (7 jogos)

A bola rola para Flamengo e Grêmio a partir das 20h (de Brasília), no Maracanã. A Trivela apurou que mais de 45 mil torcedores devem se fazer presentes no estádio mais famoso do Brasil.

Foto de Guilherme Xavier

Guilherme Xavier

Jornalista formado pela PUC-Rio. Da final da Libertadores a Série A2 do Carioca. Copa do Mundo e Olimpíada na bagagem. Passou por Coluna do Fla e Lance antes de chegar à Trivela, onde apura e escreve sobre o Flamengo desde 2023.
Botão Voltar ao topo