Brasileirão Série A

Cruzeiro inicia segundo turno após primeira metade de surpresas e oscilação

O Cruzeiro abre o segundo turno contra o Corinthians, neste sábado (19), às 21h, no Mineirão; No primeiro turno, vitória do Timão por 2 a 1 na Neo Química Arena

Metade do Campeonato Brasileiro já passou e boa parte dos times da competição entenderam quais serão suas brigas na competição. O Cruzeiro não está entre essas equipes. Em uma colocação de “meio de tabela”, o time celeste está sete pontos abaixo do G6 — grupo que se classifica para a Copa Libertadores — e seis acima da zona de rebaixamento para a Série B.

A colocação reflete o primeiro turno celeste, encerrado na segunda-feira (14), contra o Palmeiras, em partida que terminou com vitória dos paulistas por 1 a 0, com um gol no apagar das luzes, marcado pelo atacante argentino Flaco López. Durante a metade inicial do Brasileirão, o Cruzeiro surpreendeu, mas oscilou, não conseguindo transformar alguns bons desempenhos em resultados, o que ocasionou a dificuldade da equipe em se aproximar da briga pelas colocações mais nobres na tabela.

O segundo turno do Cruzeiro começa neste sábado (19), às 21h, no Mineirão. O adversário é o Corinthians, que venceu o time celeste por 2 a 1, na abertura do Campeonato Brasileiro, no último dia 16 de abril. Matheus Araújo e Róger Guedes fizeram os gols corintianos na ocasião, enquanto o zagueiro Lucas Oliveira descontou para a Raposa.

Buscando afirmação na competição, o Cruzeiro sabe que precisa melhorar seus resultados — o time celeste venceu apenas dois dos seus últimos 13 jogos no Brasileirão —, principalmente jogando em casa. As equipes chegam em momentos bem diferentes daquele vivido em abril. O Corinthians passou por diversos turbilhões, troca de treinadores e perdeu seu principal jogador, Róger Guedes, vendido ao futebol do Catar. A equipe de Pepa vive momento ruim, mas já possui um trabalho estabelecido, diferentemente do outro confronto, quando Pepa fazia somente seu segundo jogo no futebol brasileiro.

Hoje as equipes ocupam posições próximas na tabela, o Cruzeiro é o 12º, com 24 pontos em 12 jogos, e o Corinthians o 14º, com 23 pontos e uma partida a menos. Por todos esses cenários, a expectativa é de uma partida equilibrada.

Cruzeiro precisa de um segundo turno mais eficiente

Após fazer campanha ruim no Campeonato Mineiro, ainda sob o comando de Paulo Pezzolano, e trocar de técnico já com o Brasileirão à vista, o Cruzeiro iniciou o campeonato com a desconfiança de sua torcida. Mas após uma estreia com derrota, mesmo que o futebol apresentado naquela partida contra o Corinthians não tenha sido ruim, a equipe de Pepa surpreendeu e engatou uma boa sequência de vitórias, cinco em seis partidas.

Isso fez com que o Cruzeiro figurasse nas primeiras colocações e fizesse uma “gordura”, que possibilitou que o time não despencasse na tabela mesmo com a longa sequência de poucas vitórias.

Além dos resultados, o futebol praticado pela equipe de investimento modesto em comparação com alguns adversários também agradou. Desde o início do Brasileirão o Cruzeiro de Pepa entregou boas partidas, com ideias definidas e boa execução em diversos estágios do jogo. Em determinado momento, pareceu que a equipe celeste poderia brigar por algo a mais do que o meio de tabela projetado pela direção no início do ano.

Oscilação e falta de resultados

Apesar das expectativas crescentes, o Cruzeiro passou a ter dificuldades para vencer seus jogos. Quando enfrentou equipes fechadas, sofreu para criar e jogou mal. Em jogos mais abertos, propícios para o estilo de jogo implementado por Pepa, o time celeste atuou bem, mas pecou naquele que tem sido o grande problema da temporada: a finalização.

Com dificuldades em marcar gols — o time celeste desperdiçou 22 das 26 grandes chances criadas no Brasileirão — os bons jogos acabaram se tornando tropeços frustrantes que impediram o time celeste de acumular pontos.

Para o segundo turno, reforçado por bons jogadores, e com um trabalho já consolidado e problemas identificados, a ideia é subir mais alguns degraus no futebol apresentado e se consolidar na primeira metade da tabela, para alcançar o grande objetivo da diretoria, comissão técnica e elenco na temporada: o retorno a uma competição internacional.

Números do Cruzeiro no primeiro turno do Brasileirão

  • 19 jogos
  • 19 gols marcados
  • 16 gols sofridos
  • 7% de taxa de conversão de oportunidades em gol
  • 1.8 grandes chances criadas por jogo
  • 1.2 grandes chances perdidas por jogo
  • 14.2 finalizações por jogo
  • 4.4 chutes certos por jogo
  • 4.2 chutes errados por jogo
  • 3.6 finalizações bloqueadas por jogo
  • 4 finalizações na trave
  • 53,4% de posse de bola por jogo
  • 371 passes certos por jogo (81,5% de eficácia)
  • 5.4 cruzamentos precisos por jogo (23,5% de eficácia)
  • 8 jogos sem sofrer gol
  • 0.8 gols sofridos por jogo
  • 16.8 desarmes por jogo
  • 3.4 defesas por jogo
  • 2 impedimentos por jogo
  • 15.5 faltas por jogo
  • 2.8 cartões amarelos por jogo
  • 2 cartões vermelhos
Foto de Maic Costa

Maic Costa

Maic Costa nasceu em Ipatinga, mas se radicou na Região dos Inconfidentes mineiros. Formado em Jornalismo na UFOP, em 2019, passou por Estado de Minas, Superesportes, Esporte News Mundo, Food Service News e Mais Minas. Atualmente, é setorista do Cruzeiro na Trivela.
Botão Voltar ao topo