Brasileirão Série A

Cruzeiro: quais são as opções de Seabra para o lugar de Romero no clássico?

Expulso na partida contra o Fortaleza, o volante Lucas Romero será o grande desfalque do Cruzeiro para o clássico contra o Atlético-MG

O Cruzeiro se prepara para seu próximo desafio no Campeonato Brasileiro, a partida contra o rival Atlético-MG, que será disputada neste sábado (20), às 21h, na Arena MRV. Algumas dúvidas ainda permeiam a escalação de Fernando Seabra, mas a principal delas é sobre quem será o substituto do volante Lucas Romero, suspenso após ser expulso no empate contra o Fortaleza, último jogo da Raposa.

Lucas Romero, de 30 anos, é titular absoluto do Cruzeiro desde que voltou ao clube, no início da temporada, tendo disputado 14 partidas e marcado um gol até aqui. Além de ser uma liderança de vestiário e um dos capitães da equipe, o argentino é o principal homem de marcação do elenco, muitas vezes fazendo o ‘trabalho sujo’ do meio de campo celeste.

Por essas, sua ausência será sentida num jogo tão tenso como é o clássico mineiro, um tipo de partida que o argentino conhece bem, já que enfrentou o Atlético muitas vezes em suas duas passagens pelo Cruzeiro.

Quem pode substituir Lucas Romero no Cruzeiro?

A grande missão de Fernando Seabra para sábado é definir quem substituirá Lucas Romero. As características do camisa 29 são únicas no elenco e a tendência é que o time mude um pouco sua forma de jogar, independentemente de quem for o escolhido. Também é importante ressaltar que existe a possibilidade de Seabra mudar o esquema no qual vem atuando, com três volantes, podendo escalar três zagueiros, uma oportunidade mais remota, ou um time com apenas dois homens de contenção no meio, promovendo a entrada de Mateus Vital, Álvaro Barreal ou Robert.

— A gente tem algumas opções. Eu não preciso adiantar nada agora, mas, ao mesmo tempo, é uma ausência sentida — ponderou o treinador do Cruzeiro na entrevista coletiva após o jogo contra o Fortaleza.

Consideramos que Fernando Seabra optará pela manutenção da formação com três volantes, até porque o próprio treinador cruzeirense tem ressaltado que não tem conseguido treinar o time devido ao calendário apertado deste mês de abril. Vamos às opções.

Filipe Machado

Apesar de já ter jogado até como um meia de articulação com a camisa do Cruzeiro, hoje é Filipe Machado quem está mais próximo de Lucas Romero no posicionamento em campo. O camisa 23 tem atuado como um primeiro volante, responsável pela saída de bola celeste. Machado, além disso, é um jogador muito voluntarioso, que costuma crescer em jogos tensos, como são os clássicos mineiros. Além disso, o volante foi um dos cruzeirenses mais provocados pelos atletas do Atlético-MG após a conquista alvinegra do campeonato estadual, o que pode motivá-lo para o confronto.

José Cifuentes

Um dos principais reforços do Cruzeiro para a temporada, o volante equatoriano José Cifuentes ainda não conseguiu uma sequência como titular da Raposa, fato que gera muita curiosidade nos torcedores, que querem ver o que o atleta pode fazer pelo time. Apesar de ser reserva, o camisa 18 agradou na maioria das vezes em que jogou e pode ser escolhido.

O que pesa contra Cifuentes é seu posicionamento em campo. O jogador de 25 anos pode jogar como um volante mais defensivo, mas naturalmente tem vocação ofensiva, o que pode originar uma mudança do sistema de jogo celeste.

Japa

O ótimo e polivalente meio-campista do Cruzeiro poderia ocupar o espaço deixado por Lucas Romero, mas é difícil que ele comece jogando a partida. O camisa 77 voltou de lesão recentemente e ainda não tem ritmo de jogo. Ainda assim, pode ficar no banco de reservas e ser acionado durante a partida.

João Marcelo

João Marcelo é zagueiro, mas já chegou a atuar como volante em alguns momentos da reta final do Brasileirão de 2023, quando Fernando Seabra e Paulo Autuori abraçaram a missão de salvar o Cruzeiro do rebaixamento. Escalá-lo como um primeiro volante não seria de todo estranho por sua qualidade na saída de bola e para aumentar a estatura do time, que vem sofrendo nas bolas aéreas defensivas.

Foto de Maic Costa

Maic Costa

Maic Costa nasceu em Ipatinga, mas se radicou na Região dos Inconfidentes mineiros. Formado em Jornalismo na UFOP, em 2019, passou por Estado de Minas, Superesportes, Esporte News Mundo, Food Service News e Mais Minas. Atualmente, é setorista do Cruzeiro na Trivela.
Botão Voltar ao topo