Brasileirão Série A

Goleada para o Bahia traz à tona crise óbvia no Corinthians, e pressão por permanência na Série A só aumenta

Corinthians tem três jogos complicados pela frente, dois dele fora de casa no Brasileirão; partida com o Vasco será confronto direto

A derrota do Corinthians para o Bahia por 5 a 1, nesta sexta-feira (24), foi um balde de água fria em cima do torcedor corintiano que estava confiante na conquista dos três pontos que poderiam colocar a equipe na zona da Sul-Americana, posição que não foi alcançada durante todo o Campeonato Brasileiro. Mas o que aconteceu em Itaquera foi mais que uma surpresa: voltou a colocar sob o time a pressão pelos resultados favoráveis para continuar a Série A da competição.

Apesar dos jogadores do Corinthians terem feito uma partida mais do que apática, e apresentado um desempenho vergonhoso, Mano Menezes preferiu assumir a culpa pelo resultado vexatório dentro de casa, depois de mais de dez dias livres para treinos.

— Nunca passei por isso, uma goleada dentro de casa como treinador. Foi muito doloroso para a gente, mas nunca tivemos condição de entregar algo melhor no jogo. Quando acontece isso e termina do jeito que foi, a maior responsabilidade é do treinador, sem dúvida. O futebol não é matemático. Cada um vai assumir seu papel. Estou aqui falando, assumindo minha parte. É isso que devo fazer, com transparência. A ideia não foi boa, não funcionou, a ponto de ser goleado por 5 a 1. – disse o treinador

Pressão sob o elenco e diretoria era esperada, mas goleada foi o estopim para os protestos 

Há muito tempo o elenco do Corinthians e a diretoria alvinegra escapam dos protestos mais enfáticos do torcedor corintiano. Isso porque, apesar das dificuldades apresentadas pelo time, era possível notar alguma mudança desde a chegada de Mano Menezes. Mas tudo mudou. A goleada para o Bahia, uma equipe que passou a maior parte do Brasileirão entrando e saindo da zona de rebaixamento, foi o estopim para quem estava nas arquibancadas, que desta vez não esperou o jogo acabar para cobrar uma postura diferenciada do time.

Minutos antes do árbitro da partida, Marcelo de Lima Henrique, apitar o final da partida, no setor norte do estádio onde ficam as organizadas, alguns torcedores já se aproximavam do vidro de contenção das arquibancadas. Enquanto isso, no setor sul, duas invasões aconteceram, mas foram interceptadas antes que os torcedores chegassem perto dos jogadores. Minutos depois do fim do jogo, os torcedores ainda continuavam na arquibancada entoando cânticos com palavras de ordem.

Alvo principal das reclamações do torcedor, o presidente Duílio Monteiro Alves, que deixará o cargo no final do ano, deu uma rápida declaração, além dele, apenas o goleiro Cássio passou na zona de entrevistas da Neo Química Arena:

— Não tem o que justificar, não tem o que responder. O Mano já colocou na entrevista que nada deu certo. A gente tem que se desculpar com a torcida, entender a derrota, os protestos, eles têm razão. Não tem o que falar, além disso, por isso não quero responder perguntas, mas fiz questão de passar aqui para falar com vocês e com o nosso torcedor. É pedir desculpa, não adianta, agora já foi esse jogo, e agora temos três jogos para mudar essa imagem que ficou de hoje, que foi horrorosa

Últimas rodadas do Campeonato serão finais para um Corinthians caótico em todos os sentidos 

Faltam apenas três rodadas para o fim do Campeonato Brasileirão, e nelas, o Corinthians enfrenta o Vasco, em São Januário, o Internacional, na Neo Química Arena e o Coritiba, no Couto Pereira. A melhor opção para o Timão é vencer pelo menos uma das partidas e empatar a outra.

Hoje a equipe ocupa a 12ª colocação, e isso pode mudar, já que as equipes que brigam para sair do z4 entram em campo no sábado (25) e domingo (26), dependendo de como a roda terminar, o Corinthians pode voltar a beirar o perigo.

12° – Corinthians: 44 pontos
13° – Inter: 43 pontos
14° – Santos: 42 pontos
15° – Bahia: 41 pontos
16° – Vasco: 41 pontos
17° – Cruzeiro: 41 pontos
18° – Goiás: 35 pontos

Brasileiro Serie A
# Seleção J V E D +/- Pontos
1 Flamengo

Flamengo

2 2 0 0 2 6
2 Internacional

Internacional

2 2 0 0 2 6
3 EC Juventude

EC Juventude

2 1 1 0 2 4
4 Cruzeiro

Cruzeiro

2 1 1 0 1 4
4 Bragantino

Bragantino

2 1 1 0 1 4
6 Fortaleza EC

Fortaleza EC

2 1 1 0 1 4
7 Athletico Paranaense

Athletico Paranaense

2 1 0 1 2 3
8 Gremio

Gremio

2 1 0 1 1 3
9 Vasco da Gama

Vasco da Gama

2 1 0 1 0 3
9 EC Bahia

EC Bahia

2 1 0 1 0 3
11 Palmeiras

Palmeiras

2 1 0 1 0 3
12 Criciuma

Criciuma

2 0 2 0 0 2
13 Atletico Mineiro

Atletico Mineiro

2 0 2 0 0 2
14 Fluminense

Fluminense

2 0 1 1 -1 1
15 Corinthians

Corinthians

2 0 1 1 -2 1
16 Botafogo

Botafogo

1 0 0 1 -1 0
17 Atletico GO

Atletico GO

1 0 0 1 -1 0
18 Vitoria

Vitoria

1 0 0 1 -1 0
19 Sao Paulo

Sao Paulo

2 0 0 2 -2 0
20 Cuiaba

Cuiaba

1 0 0 1 -4 0
Foto de Jade Gimenez

Jade Gimenez

Jornalista, fascinada por esporte desde a infância e transformou a paixão em profissão. Além do futebol, se mantem por dentro de outras modalidades desde Fórmula 1 até NFL. Trabalhou como repórter em TV e rádio cobrindo partidas de futebol, futsal e basquete.
Botão Voltar ao topo