Brasileirão Série A

Bruno Rodrigues, Wesley ou Arthur Gomes: quem deve ser titular no Cruzeiro?

De características parecidas e longe de estarem vivendo grande momento, Bruno Rodrigues, Wesley e Arthur Gomes devem brigar por vagas no ataque do Cruzeiro

O Cruzeiro tem apresentado graves problemas ofensivos em 2023. Foram 39 gols marcados em 40 partidas disputadas entre Campeonato Mineiro, Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro, o que representa uma média de menos de uma bola na rede por jogo. O fraco desempenho no ataque, consequentemente, tem resultado em poucas vitórias — são 11 na temporada, o menor número entre todos os times da Série A do Brasileirão —, o que fez com que a equipe tenha sido eliminada de forma precoce nos mata-matas e brigue para não cair na liga nacional. Bruno Rodrigues, Wesley, Arthur Gomes e Rafael Elias foram os únicos atacantes da Raposa a marcar nos últimos 60 dias, somando um total de cinco gols no período.

Com o desempenho ruim, diversas formações e jogadores foram testados no ataque do Cruzeiro pelos três treinadores que comandaram o time de 2023, até o momento — Paulo Pezzolano, Pepa e Zé Ricardo. Atualmente, um trio de jogadores, de posições e características semelhantes, têm aparecido com mais frequência nos jogos do Cruzeiro, seja começando de titular ou vindo do banco de reservas: os atacantes Bruno Rodrigues, Wesley e Arthur Gomes.

Os três atletas são, originalmente, pontas pela esquerda, com a característica principal de cortar para o meio para finalizar, já que são destros. Apesar disso, Wesley se adaptou a jogar pelo lado direito do Cruzeiro, enquanto Bruno Rodrigues atuou centralizado, como um falso 9, em certos momentos.

Agora, com a recuperação de Matheus Pereira, que estava lesionado, a tendência é que pelo menos um destes jogadores perca espaço no time titular da Raposa, já que Pereira deve ser titular absoluto da equipe.

Num primeiro momento, é possível que se forme um quarteto de ataque, mas com o eventual retorno do atacante Rafael Elias ou a necessidade da utilização de um esquema com três volantes, com Lucas Silva jogando mais adiantado, o trio de pontas terá que brigar por um lugar ao sol. Mas entre Bruno Rodrigues, Wesley e Arthur Gomes, quem deve ser titular no Cruzeiro?

Números pelo Cruzeiro na temporada

Bruno Rodrigues, Wesley e Arthur Gomes chegaram ao Cruzeiro em momentos distintos. O camisa 9 foi contratado durante a vitoriosa campanha da Raposa na Série B. Suas boas atuações o transformaram em xodó da torcida, status que perdura, em partes até hoje, mesmo sendo ele quem mais tem sido sacado do time titular nos últimos meses.

Wesley foi contratado no início da temporada, junto ao Palmeiras, por cerca de R$ 16 milhões, sendo o maior investimento da gestão de Ronaldo para 2023. Arthur Gomes, por sua vez, foi comprado do Sporting (Portugal), também por aproximadamente R$ 16 milhões, durante a janela de transferências do meio do ano, se tornando a maior contratação do Cruzeiro no período.

Bruno Rodrigues

Em 2023, Bruno Rodrigues disputou 37 jogos pelo Cruzeiro, marcando nove gols e dando seis assistências, liderando os dois quesitos no elenco da Raposa. Os 15 gols criados conferem média de 0,4 participações diretas em gol por partida. Em diversos momentos da temporada, o jogador de 26 anos foi a principal válvula de escape do time celeste, além de ser o último do trio a marcar um gol no ano, tendo assinalado o segundo gol estrelado na vitória por 3 a 0 sobre o Santos, no último dia 14 de setembro.

Bruno Rodrigues ajudou o Cruzeiro a bater o Santos na Vila Belmiro
SBruno Rodrigues ajudou o Cruzeiro a bater o Santos na Vila Belmiro – Foto: Icon Sport

Wesley

Wesley, de 24 anos, recebe muitas críticas de parte da torcida celeste pelo seu desempenho inconstante e por problemas na definição de jogadas. Apesar de ter vivido bom momento durante o Brasileirão, sendo um dos homens mais criativos do ataque celeste — o que não tem sido tarefa muito árdua, convenhamos —, o camisa 11 caiu de rendimento e não tem feito boas partidas. Para piorar, se envolveu num atrito com um torcedor após o empate em 0 a 0 com o Cuiabá, válido pela 26ª rodada da Série A.

Na temporada, Wesley disputou 36 jogos com a camisa do Cruzeiro, marcando quatro gols e dando duas assistências, números baixos para um atacante. A média de participação direta em gols por partida do jogador fica em 0,17. O atacante não balança a rede desde o dia 29 de julho, quando o Cruzeiro empatou em 3 a 3 com o Athletico-PR.

Arthur Gomes

Arthur Gomes chegou ao Cruzeiro tendo impacto imediato e marcando dois gols logo em sua estreia. Mas ficou por aí. As atuações do jogador, que começaram mais participativas e efetivas, pioraram cada vez mais e hoje, quase três meses após seu primeiro jogo com a camisa da Raposa, ele possui os mesmos números.

São 10 jogos com a camisa do Cruzeiro, dois gols marcados e nenhuma assistência dada. Isso faz com que sua média de participação direta em gols seja de 0,2 por partida.

Números desde a chegada de Arthur Gomes

Se levarmos em conta o desempenho do trio desde que Arthur Gomes chegou, para que não haja um falsa simetria, já que o camisa 19 não jogou o Campeonato Mineiro e Copa do Brasil, os números do trio ficam assim:

  • Bruno Rodrigues: Sete jogos, um gol, uma assistência – 0,28 de média de participações diretas em gol por jogo
  • Wesley: Nove jogos, um gol – 0,11 de média de participações diretas em gol por jogo
  • Arthur Gomes: Dez jogos, dois gols – 0,2 de média de participações diretas em gol por jogo

Desempenho

Pensando no desempenho do trio desde a chegada de Arthur Gomes, é possível notar que nenhum dos três tem feito grandes apresentações, tampouco acumulado números expressivos. Apesar disso, é Bruno Rodrigues que tem a melhor média de participações diretas em gol, mesmo tendo começado como reserva em cinco das sete partidas jogadas.

Wesley foi reserva em um dos nove jogos disputados e Arthur Gomes ficou no banco apenas uma vez desde que chegou ao Cruzeiro.

Pensando na produção ofensiva, Wesley até consegue criar chances de gols, mas tem dificuldades em finalizar as jogadas com qualidade, seja batendo ou tocando a bola, o que deixa uma última impressão ruim de sua contribuição. Já Arthur Gomes tem participado pouco dos jogos, além de atuar distante do gol nas partidas.

Bruno Rodrigues parece um pouco à frente nesse quesito e se mostra um jogador mais participativo quando entra em campo. Apesar disso, por ter perdido a titularidade, costuma ter menos minutos em campo e muitos destes são atuando fora de posição, centralizado, onde ele se sente menos confortável. Além disso, mesmo com um desempenho pior que o de Rodrigues, Arthur Gomes parece ter ganhado a ponta esquerda do ataque do Cruzeiro, atuando sempre ali, em detrimento aos camisa 9 e 11 do time.

Wesley é dúvida contra o Flamengo, enquanto Bruno Rodrigues volta de suspensão. A tendência é que Bruno e Arthur Gomes atuem na partida. Resta saber se, caso escolhido, o camisa 9 será deslocado para o centro do ataque ou para a ponta direita. A tendência é que Arthur continue sendo mantido em sua posição preferencial. Nikão e Matheus Pereira são outros dois que podem compor o ataque, mas ainda não há a certeza se a dupla entrará como titular. O camisa 10 por opção e o 96 por ainda estar adquirindo ritmo de jogo.

Foto de Maic Costa

Maic Costa

Maic Costa nasceu em Ipatinga, mas se radicou na Região dos Inconfidentes mineiros. Formado em Jornalismo na UFOP, em 2019, passou por Estado de Minas, Superesportes, Esporte News Mundo, Food Service News e Mais Minas. Atualmente, é setorista do Cruzeiro na Trivela.
Botão Voltar ao topo