Brasileirão Série A

Cuiabá e Cruzeiro não saem do zero em empate que não ajuda ninguém no Brasileirão

Em jogo que fechou a 26ª rodada do Brasileirão, Cuiabá e Cruzeiro ficaram em empate que não distanciou ninguém da zona de rebaixamento

Aqueles que estavam com saudade de um jogo entre clubes nesta Data Fifa foram agraciados com um empate em 0 a 0 entre Cuiabá e Cruzeiro na noite deste sábado (14), na Arena Pantanal, em compromisso adiado válido pela 26ª rodada do Brasileirão. O resultado não foi bom para nenhum dos clubes, que seguem próximos da zona de rebaixamento.

A Raposa foi melhor nos minutos iniciais do primeiro tempo, finalizando com perigo já nos primeiros segundos, mas criou poucas chances. Aos poucos, o Dourado equilibrou o jogo e teve boas oportunidades até o intervalo. Já a segunda etapa foi pouco movimentada, mas os donos da casa ficaram mais próximos de abrir o placar.

O técnico Zé Ricardo chegou a sua terceira partida sem vencer desde que estreou no comando do Cruzeiro, no triunfo por 3 a 0 sobre o Santos. São dois empates, uma derrota, dois gols sofridos e um marcado no período. O Cuiabá, por sua vez, chegou a três jogos seguidos de invencibilidade como mandante, com duas vitórias e um empate.

Cuiabá tem mais chances em primeiro tempo picotado

Cuiabá e Cruzeiro fizeram um primeiro tempo de muitas interrupções na Arena Pantanal. Seja por falta, confusão, apresentação de cartão, atendimento médico ou substituição, as muitas pausas prejudicaram o jogo. Mesmo assim, a Raposa conseguiu ser superior nos primeiros 20 minutos, criando uma grande chance logo na saída da partida com um corta-luz de Nikão para finalização de primeira de Arthur Gomes dentro da área, mas defendida por Walter.

Por algum tempo, o Cruzeiro teve o controle do jogo, com alta posse de bola e tranquilidade para trocar passes na defesa, mas faltava a agressividade que sobrou nos primeiros segundos. Já o Cuiabá conseguiu equilibrar o confronto, assustando pela primeira vez em finalização para fora de Marllon na segunda trave após escanteio fechado batido por Clayson e desvio de Derik Lacerda.

A resposta cruzeirense veio no contra-ataque, mas Wesley não chutou depois de receber lançamento de William e sair de frente com Walter, preferindo tocar para o lado. O zagueiro Marllon impediu que Arthur Gomes completasse para o gol.

Aos 27, a paralisação mais preocupante. William e Uendel se chocaram de cabeça e imediatamente foram ao chão. O lateral do Cuiabá começou a sangrar muito na região da sobrancelha e precisou deixar o campo de maca, posteriormente sendo levado ao hospital. O jogador do Cruzeiro, por sua vez, foi só substituído, mas também precisou fazer exames no hospital.

Uendel (Cuiabá) e William (Cruzeiro) tiveram um choque feio de cabeça durante o primeiro tempo e foram substituídos. (Foto: Icon sport)

Depois de cinco minutos para atendimento médico até o intervalo, os donos da casa foram melhores. Mais erros técnicos do lado cruzeirense surgiram, e o Cuiabá empilhou oportunidades. Derik Lacerda foi travado pela marcação após boa jogada individual, e Allyson acertou a trave em cabeçada após escanteio pela direita cobrado por Clayson. O centroavante Deyverson também apareceu, chutando para fora em chute cruzado e tentativa de bicicleta.

Segundo tempo

O Cruzeiro voltou do intervalo com Mateus Vital no lugar de Lucas Silva, mas a substituição pouco mudou no panorama da partida. O Cuiabá chegou com Deyverson rapidamente aos quatro minutos, mas o camisa 9 errou a finalização após receber lançamento longo do meio-campo até a área, mandado de canhota para fora. E foi só nos 40 minutos seguintes.

Com chute de Machado de fora da área desviado para escanteio e um pedido de pênalti de Wesley depois de uma tentativa de corte mal-sucedida, o time mineiro até tentou abrir o placar, mas não levou real perigo. Arthur Gomes também poderia ter balançado a rede, mas tomou a decisão errada após receber bom passe de Vital e foi desarmado.

O Cruzeiro até tinha mais posse de bola e rondava a área do Cuiabá, mas os cortes e travadas da defesa mandante acabaram com os princípios de chance de gol. Já os erros técnicos minaram as possibilidades dos dois times. A única chegada de mais qualidade do Dourado foi em chute de primeira de Rikelme após desvio de cabeça de Deyverson, que subiu demais.

Mas tudo que faltou no segundo tempo aconteceu nos minutos finais — com excessão, claro, do gol. Deyverson ficou cara cara com o goleiro Rafael aos 44, mas não finalizou e errou o passe. Na sequência, o atacante pediu desculpas para a torcida. Por fim, Fernando Sobral exigiu uma grande defesa do goleiro Rafael em cobrança de falta com muita força, mas também não conseguiu impedir o 0 a 0.

Classificação

Com o empate, o Cuiabá segue na 11ª colocação na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro. O Dourado chegou a 33 pontos, seis a mais que o Vasco, que abre a zona de rebaixamento.

Com 31 pontos, o Cruzeiro agora está em 13º lugar e também não consegue se distanciar da zona da degola. Com a realização da partida deste sábado, todas as equipes da Série A do Brasileirão disputaram 26 jogos.

Os próximos jogos de Cuiabá e Cruzeiro

O Cuiabá volta a campo na quarta-feira (18) para enfrentar o Coritiba, às 20h (de Brasília), pela 27ª rodada do Brasileirão, no Couto Pereira.

Já o Cruzeiro recebe o Flamengo no Mineirão na quinta-feira (19), às 19h (de Brasília), também pela 27ª rodada da competição. A Raposa ainda não venceu no tradicional estádio mineiro em 2023, somando quatro empates e duas derrotas em jogos válidos pelo Brasileiro.

Estatísticas de Cuiabá 0 x 0 Cruzeiro – 26ª rodada do Brasileirão

Posse de bola: Cuiabá 49% x 51% Cruzeiro
Finalizações (a gol): Cuiabá 10 (2) x 8 (2) Cruzeiro
Grandes chances: Cuiabá 2 x 1 Cruzeiro
Passes certos: Cuiabá 340 (84%) x 374 (85%) Cruzeiro

Foto de Felipe Novis

Felipe Novis

Felipe Novis nasceu em São Paulo (SP) e cursa jornalismo na Faculdade Cásper Líbero. Antes de escrever para a Trivela, passou pela Gazeta Esportiva.
Botão Voltar ao topo