Brasileirão Série A

Como o Botafogo se prepara para série de shows no Nilton Santos e jogos decisivos no Brasileiro

Em meio a reta final do Campeonato Brasileiro, o Botafogo vai precisar lidar com uma série de shows internacionais no Nilton Santos, que começam nesta semana

Em meio a reta final do Campeonato Brasileiro, o Botafogo precisou lidar com um problema extracampo com os seus jogos como mandante. Com uma série de shows internacionais marcados para o Nilton Santos, o clube programou uma operação especial para não precisar tirar todos os jogos da sua casa. Ainda assim, um deles será realizado longe, mas nem tanto, do Engenho de Dentro.

A maratona de jogos e show que vai movimentar o Nilton Santos entre o fim de outubro e o mês de novembro começa já neste fim de semana. No sábado (28), o ex-Pink Floyd Roger Waters se apresenta no estádio. No dia seguinte, o Glorioso recebe o Cuiabá no mesmo local. No último jogo contra o Athletico-PR já foi possível ver parte da estrutura do palco sendo montada em frente ao setor Norte do estádio.

Foi o Botafogo, inclusive, quem solicitou à CBF que a partida fosse realizada às 20h (horário de Brasília) de domingo, para que houvesse tempo hábil para a desmontar a estrutura da pista e liberar o gramado. No entanto, pelo tempo apertado, o setor Norte, que fica atrás do palco, não será aberto.

Estrutura para o show de Roger Waters começou a ser montada antes do jogo entre Botafogo e Athletico-PR (Foto: Gabriel Rodrigues/Trivela)

O mesmo deve acontecer na partida contra o Palmeiras, na próxima quarta-feira (1), às 21h30. Mas, dessa vez, a logística é ainda mais complicada. Isso porque é necessário muito mais tempo para montar um pouco do que para desmontar. E, no sábado (4), o Nilton Santos recebe o show da banda americana Red Hot Chilli Peppers. Assim que o palco do Roger Water for desmontado, o palco do próximo show deve começar a ser montado. E, de novo, o Botafogo deverá interditar o setor Norte.

Logo após o jogo com o Palmeiras, os funcionários que trabalham na organização do show do Red Hot Chilli Peppers já devem entrar em ação para seguir trabalhando na montagem do palco. De acordo com o “Fogão Net”, entre as partidas contra Cuiabá e Palmeiras, a o duelo com os paulistas foi que mais correu risco de sair do Nilton Santos.

Essa “pressa” para a montagem dos palcos foi vista, por exemplo, no último domingo. Com os apagões durante a partida contra o Athletico-PR, na noite de sábado, o complemento da partida passou para a tarde do dia seguinte. E, assim que o jogo acabou, o Nilton Santos precisou ser evacuado para os funcionários darem sequência a montagem na estrutura do show de Roger Waters.

Contra o Goiás, Botafogo jogou com palco montado na frente do setor Norte do Nilton Santos (Foto: Vitor Silva/Botafogo)

Botafogo vai mandar jogo em São Januário

Apesar do esforço do Botafogo, uma partida terá que ser realizada fora do Nilton Santos. O duelo contra o Grêmio, no dia 9 de novembro, será em São Januário. Isso porquê nesse mesmo dia 9 e no dia seguinte, o estádio do Glorioso recebe os shows da banda mexicana Rebelde. Mesmo que o jogo contra o Grêmio fosse, por exemplo, na quarta-feira, dia 8 de novembro, o Botafogo dificilmente poderia mandar a partida em casa, por toda estrutura que é necessária ser montada antes dos shows.

Mas, dentro do cenário que vinha se desenhando, mandar apenas o jogo contra o Grêmio fora do Nilton Santos foi considerado positivo pelo Botafogo. O clube conseguiu manter outros dois importantes jogos nesta reta final decisiva do Campeonato Brasileiro no “tapetinho” do Nilton Santos.

Para isso, o Botafogo contou com a boa relação que já criou com os produtores de shows internacionais e grandes shows nacionais. No começo de julho, por exemplo, o Botafogo enfrentou o Vasco, no Nilton Santos, no dia 2, enquanto o palco do show da cantora Ludmilla, que aconteceria no dia 8, já era montado em frente ao setor Norte. Assim, apenas esta parte do estádio ficou fechada para o público no dia do clássico. O mesmo aconteceu no começo de outubro. Enquanto o Botafogo recebia o Goiás, no dia 2, parte da estrutura do show do cantos The Weeknd, que se apresentaria no dia 7, já estava montada no estádio.

Nilton Santos virou um dos principais locais para grandes shows no Rio de Janeiro (Foto: Arthur Barreto/Botafogo)

Nilton Santos tem mais um show na agenda

Ainda em novembro, o Nilton Santos recebe mais uma grande show internacional. Mas que não deve atrapalhar tanto o Botafogo. No dia 18, a cantora pop americana Taylow Swift se apresenta no estádio. O show vai acontecer durante a última Data Fifa do ano. Poucos dias depois, o Botafogo recebe o Santos em casa. Este jogo, no entanto, ainda não teve a data marcada pela CBF. Mas só poderá acontecer após o dia 21, quando a seleção brasileira joga contra a Argentina, no Maracanã, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo.

Nilton Santos virou um dos principais palcos Rio de Janeiro

Com a instalação da grama sintética no Nilton Santos no começo desta temporada, o estádio do Botafogo virou um dos principais locais de grandes shows na cidade – senão, o principal. O clube não revela os valores exatos, mas a expectativa da diretoria alvinegra, de acordo com a Placar, era lucrar cerca de R$ 12 milhões com o Nilton Santos em 2023. Não à toa, a escolha pelo gramado artificial, que pode suportar melhor toda a estrutura para os shows. Para o próximo ano, a ideia é dobrar este lucro.

– Hoje, por exemplo, só com shows a gente vai conseguir fazer em torno de 20 a 25 milhões reais por ano de lucro do Nilton Santos, o que vai colocar o Botafogo em outra prateleira de clube com potencial gerador de receita que os nossos concorrentes não têm – afirmou o CEO da SAF do Botafogo, Thairo Arruda, em entrevista à “Placar”, em junho.

O Nilton Santos, inclusive, já tem shows agendados para 2024. Em março, quando o Botafogo estará disputando o Campeonato Carioca, o estádio vai receber o “I Wanna Be Tour”, festival com bandas de rock internacionais e nacionais.

Agenda de shows e jogos com mando do Botafogo

  • 28/10 – Roger Waters
  • 29/10 – Botafogo x Cuiabá
  • 1/11 – Botafogo x Palmeiras
  • 4/11 – Red Hot Chilli Peppers
  • 9/10 – Botafogo x Grêmio (São Januário)
  • 9 e 10/11 – Rebelde
  • 18/11 – Taylor Swift
  • ?/11 – Botafogo x Santos
Foto de Gabriel Rodrigues

Gabriel Rodrigues

Jornalista formado pela UFF e com passagens, como repórter e editor, pelo LANCE!, Esporte News Mundo e Jogada10. Já trabalhou na cobertura de duas finais de Libertadores in loco. Na Trivela, é setorista do Vasco e do Botafogo.
Botão Voltar ao topo