Brasileirão Série A

Botafogo: Diego Costa cita ambição por títulos e rechaça ser ‘desagregador’

Experiente, Diego Costa foi apresentado pelo Botafogo e mostrou humildade ao falar sobre Tiquinho Soares

Com uma carreira consolidada e muito vitoriosa na última década, Diego Costa chegou ao Botafogo com sede de mais títulos. Apresentado na tarde desta quarta-feira no Nilton Santos, o atacante repetiu por diversas vezes a sua ambição de seguir colocando troféus na sua galeria. Não à toa, ele abraçou a oportunidade de jogar pelo Glorioso, líder disparado do Campeonato Brasileiro e nas quartas de final da Copa Sul-Americana.

— O momento que eu tomei a decisão não foi difícil pelo momento que o Botafogo vem vivendo no campeonato. É uma família. Esses três dias que estou aqui dá para perceber isso – afirmou Diego Costa em entrevista coletiva, antes de completar em outra resposta sobre a motivação de chegar ao Botafogo neste momento.

— A ambição. Sempre pedi a Deus que pudesse me mostrar algo que pudesse me mostrar algo que tivesse sentido. E não tem nada melhor que o Botafogo agora, disputando títulos. Isso foi um fator que pesou. Quero ter essa motivação de disputar algo.

Na última década, Diego Costa conquistou títulos importante na Europa por Atlético de Madrid e Chelsea. Foram dois Campeonatos Espanhóis e dois Ingleses, além de uma Liga Europa, três Supercopas da UEFA e outras copas nacionais. No Atlético-MG, em uma curta passagem, ele ajudou o clube a garantir o Campeonato Brasileiro e a Copa do Brasil de 2021.

Diego Costa fala sobre jogar com Tiquinho Soares

Diego Costa estava sem clube desde o fim da última temporada europeia, quando deixou o Wolverhampton, da Inglaterra. O atacante vinha treinando por contra própria em Madrid, na Espanha. Assim, nesta quarta-feira ele fez o primeiro trabalho com bola junto com o elenco do Botafogo. Dessa forma, ele deixou em aberto a questão sobre quando pode estrear pelo clube.

— Estava treinando em Madrid, fazendo academia, correndo bastante. Mas não tem nada a ver o trabalho de campo e bola com o seu pessoal. Me encontro bem, fisicamente estou bem, tem isso de campo. Hoje fiz o primeiro treino com bola, uma transição, amanhã, esses dias, vamos decidir o melhor. Não para mim, para o Botafogo – disse Diego Costa.

— Se virem que realmente posso ajudar, sou o primeiro a dar o passo, de falar que estou confortável e bem. Se for ao contrário, sou o primeiro a falar que não é o momento. O Botafogo vive momento maravilhoso, não podemos mudar nada do que está vivendo – completou o atacante.

Diego foi contratado após a lesão de Tiquinho Soares, que deve ficar mais um mês afastado dos jogos do Botafogo. Visto como um substituto para o artilheiro do Brasileirão, o hispânico ressaltou a possibilidade de poder atuar junto com o Tiquinho.

— Em relação a jogar com Tiquinho ou não, meu objetivo é me entregar aos treinamentos. Quando jogar, vou dar meu máximo, seja começando ou não. Todo jogador tem que ter respeito. Tiquinho é o artilheiro do time, está com uma lesão, mas é curta, graças a Deus. Se puder jogar os dois, perfeito – afirmou Diego Costa.

Sem racha no elenco do Botafogo

Com uma certa fama de ser “desagregador” e “ruim de vestiário”, o novo camisa 19 do Botafogo rechaçou esses boatos. Muito pelo contrário. De acordo com o próprio, ele vai ajudar a melhorar ainda mais o ambiente do clube.

— O ambiente comigo é bem melhor. Sou uma pessoa muito simples, zero ego. Tudo que conquistei foi com trabalho e humildade. Comigo é primeiro Botafogo, segundo Botafogo e terceiro Botafogo. Se eu jogar a prioridade vai ser ajudar e se não jogar vou tentar ajudar de outra forma. Todos os times que joguei foi algo que sempre deixei, esse companheirismo. Essa esperança dos torcedores adversários não me importa, nem me questiono – finalizou Diego.

Foto de Gabriel Rodrigues

Gabriel Rodrigues

Gabriel Rodrigues é jornalista formado pela UFF e soma passagens como repórter e editor do Lance!, Esporte News Mundo e Jogada10.
Botão Voltar ao topo