Brasileirão Série A

Adeus rebaixamento para um, adeus título para outro: Internacional vence RB Bragantino no Beira-Rio

Com gol de Enner Valencia, em cobrança de pênalti, Internacional venceu o RB Bragantino, se afastou de vez da zona rebaixamento e deixou título praticamente impossível para o adversário

A torcida colorada pode voltar a respiar aliviada. Jogando no Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre/RS, na noite deste domingo (26), o Internacional venceu o RB Bragantino, por 1 a 0, com gol de pênalti cavado e convertido por Enner Valencia. A três rodadas do final do Campeonato Brasileiro, o Inter praticamente aniquila o risco de rebaixamento. Por outro lado, a segunda derrota consecutiva deixa muito distante o sonho do título para o Massa Bruta.

O resultado faz o Inter ultrapassar a barreira dos 45 pontos, considerado número mágico para escapar do rebaixamento. Com 46, o Colorado sobe para a 11ª colocação. Por outro lado, o RB Bragantino cai para a 6ª colocação, com 59 pontos.

Formações

Se a escolha por Bruno Henrique no lugar do suspenso Aránguiz era óbvia, o técnico Eduardo Coudet surpreendeu ao escalar o jovem atacante Lucca na vaga do também suspenso Alan Patrick. No mais, o Internacional iniciou com o tradicional 4-1-3-2, tendo o retorno de Renê, recuperado de lesão muscular, na lateral-esquerda.

Por sua vez, Pedro Caixinha colocou o RB Bragantino em campo com três zagueiros, tendo Andrés Hurtado e Capixaba como alas. Porém, os dois tinham funções diferentes. Enquanto o equatoriano abria o campo e se tornava praticamente ponta pela direita, o camisa 29 se transformava em meio-campista quando o Massa Bruta tinha a bola. O ponta Henry Mosquera era quem dava amplitude pela esquerda.

Internacional abre o placar no primeiro tempo

Com as duas equipes mordendo muito na marcação, os primeiros minutos de jogo foram de muitos erros de passe. A primeira chance de gol foi do Inter. Aos 8 minutos, Maurício chutou colocado de fora da área, e quase acertou o ângulo direito de Cleito. A resposta do Bragantino veio três minutos depois. Mosquera recebeu na esquerda e chutou rasteiro. Rochet encaixou.

Com mais posse de bola, o Bragantino buscava explorar os lados do campo. Inicialmente, o direito, em que Hurtado levava vantagem nos primeiros duelos com um Renê sem ritmo de jogo. Porém, os cruzamentos do equatoriano não surtiram muito efeito. Por outro lado, o Inter apostava nos contra-ataques. Aos 19, Johnny deu belo lançamento para Enner Valencia na esquerda. O camisa 13 trouxe para dentro e chutou rasteiro, muito perto da trave direita de Cleiton.

A partir da metade do primeiro tempo, o Bragantino passou a explorar mais o lado esquerdo, com Mosquera nas costas de Bustos. A melhor chance do Massa Bruta na primeira etapa surgiu por ali, aos 26. O atacante colombiano rolou para Juninho Capixaba, que bateu cruzado de dentro da grande área. Rochet defendeu com peito.

Quando o Bragantino parecia gostar do jogo, o Inter conseguiu pênalti indiscutível em novo contra-ataque. Wanderson acionou Valencia pelo lado esquerdo. Ao colocar na frente e invadir a grande área, o equatoriano foi derrubado por Jadson. Aos 29, ele mesmo cobrou com categoria, deslocando Cleiton, para abrir o placar no Beira-Rio.

Logo após o gol, Vitão, que apresentou desconforto durante a semana e foi preservado de alguns treinamentos, sentiu e precisou ser substituído por Igor Gomes. Os minutos que sucederam o gol colorado foram de jogo truncado. Até que, aos 43, Wanderson apareceu pela direita, cortou para dentro e bateu rasteiro de canhota, muito perto da trave de Cleiton.

Segundo tempo de ataque contra defesa

Ainda com desconforto muscular que o tirou da Data Fifa, Enner Valencia saiu no intervalo para a entrada de Luiz Adriano. Com isso, Lucca mudou para o lado esquerdo, e o camisa 9 entrou pela direita do ataque. No Bragantino, Pedro Caixinha apostou em ainda mais agressividade pelos lados com a entrada de Vitinho no lugar de Hurtado. O atacante se posicionou como ponta pela esquerda, e Mosquera passou para a direita.

Aos 6 minutos, Vitinho mostrou seu cartão de visitas no jogo. Ele recebeu na ponta esquerda, encarou a marcação de Bustos e desferiu um chute cruzado e rasante que passou muito perto da trave esquerda, assustando Rochet. Aos 14, o camisa 28 recebeu novamente, desta vez próximo ao bico esquerdo da grande área, e chutou rasteiro. Apesar da fraca conclusão, o goleiro colorado soltou no primeiro momento, dando um susto na torcida, mas se recuperou na sequência.

Com o decorrer da segunda etapa, ao desenho do jogo ficou claro: Bragantino com a bola, propondo em busca do empate, e Inter se defendendo e buscando contra-ataques. Aos 19, Coudet reforçou a marcação no meio-campo com as entradas de Rômulo e De Pena nos lugares de Bruno Henrique e Lucca, que não tiveram boas atuações. Com isso, o Inter passou a se postar no 4-1-4-1.

Mas os donos da casa recuaram demais. Ainda que não criasse chances claras de gol, o Bragantino rondava a área colorada perigosamente. Quando Maurício sentiu o desgaste e pediu para ser subtituído, Coudet até ameaçou colocar Pedro Henrique visando ter mais uma alternativa de escape para sair de trás. Porém, optou pela entrada de Nico Hernández. Com isso, Igor Gomes passou para a lateral direita e Bustos foi adiantado para a ponta.

A reta final de jogo foi de ataque contra defesa. Mesmo que muito acuado, o que incomodava e preocupava a torcida colorada no Beira-Rio, o Inter concedia poucas finalizações ao Bragantino. Aos 42, Helinho tento chute colocado de fora da área, mas Rochet, bem posicionado, encaixou. Aos 45, em cruzamento perigoso na segunda trave, o goleiro uruguaio deu soco providencial na bola, pela linha de fundo, mas o impedimento foi marcado.

Estatísticas de Internacional 1 x 0 Bragantino – Campeonato Brasileiro 2023

Posse de bola: 34% x 66%

Chutes: 8 x 13

Chutes a gol: 2 x 5

Gols: Enner Valencia, aos 29'/1T (I)

Foto de Nícolas Wagner

Nícolas Wagner

Gaúcho. Formado em Jornalismo pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Antes de escrever pela Trivela, esteve na Rádio Grenal e na RDC TV. Também é coordenador de conteúdo da Rádio Índio Capilé.
Botão Voltar ao topo