Brasileirão Série A

10 anos de Atlético-MG e há mais de três sem perder: Matheus Mendes ganha nova chance

Matheus Mendes será o substituo de Everson, suspenso, ganhando mais uma chance no Atlético

O Atlético-MG terá um goleiro diferente no jogo de segunda-feira (17), contra o Palmeiras. Com Everson suspenso, quem assume a meta atleticana é Matheus Mendes, cria do Galo, com mais de 10 anos de casa. O que chama atenção é que ele nunca perdeu atuando no Alvinegro, e não é derrotado há mais de três anos somando todos os clubes.

Com Everson suspenso por conta do acúmulo de cartões, Matheus Mendes vai ganhar uma nova chance na meta do Atlético. O goleiro de 25 anos fará só seu 6º jogo com a camisa do Galo no profissional, mesmo estando no clube há 10 anos.

Matheus Mendes chegou ao Atlético em 2014 para atuar no Sub-15. Sempre se destacando conforme avançou as categorias, chegou a ser convocado para a Seleção Brasileira Sub-20. Em 2020, passou a integrar o time principal do Galo como quarto goleiro — atrás de Victor, Everson e Rafael.

Quando Victor se aposentou, em 2021, ele se tornou a terceira opção para o gol. Com a saída de Rafael em 2023, virou o reserva imediato de Everson.

Matheus Mendes na despedida de Victor, também ao lado de Rafael (Pedro Souza/Atlético)

Mendes não sabe o que é derrota há mais de três anos

Nas cinco vezes que entrou em campo para defender o Galo, Matheus Mendes não perdeu. Somou quatro vitórias e um empate.

Mas Mendes está invicto há mais tempo ainda. Em 2020, ele foi emprestado ao CSA para a disputa da Série B. Titular desde quando chegou, atuou por 28 jogos na ótima campanha do clube alagoano, que só não subiu por dois pontos.

Nessa campanha, o CSA só perdeu cinco vezes com o goleiro atleticano em campo. A última derrota foi no dia 12 de janeiro. Desde então, Mendes não perdeu mais quando entrou em campo.

Matheus Mendes pelo CSA em 2020
  • 28 jogos
  • 14 vitórias
  • 9 empates
  • 5 derrotas
  • 9 jogos sem sofrer gol
  • 23 gols sofridos
  • 82 defesas

Defesa de pênalti e primeiro jogo como titular no Galo

Depois do CSA, Matheus Mendes voltou ao Galo em 2021. A estreia no clube foi em abril daquele ano, quando Rafael (hoje no São Paulo) se lesionou nos minutos finais do duelo contra o Athletic, pelo Mineiro.

Uma semana depois, ele já foi colocado em teste de novo. Na ocasião, o titular era Everson, que acabou expulso ao cometer um pênalti na semifinal do Mineiro contra o Tombense. Como Rafael estava lesionado, Mendes foi o reserva imediato que entrou em campo.

Mesmo frio no jogo, o ainda jovem goleiro atleticano defendeu o pênalti no seu primeiro toque na bola, e também segurou firme o rebote, garantindo assim a vitória atleticana por 3 a 0.

Como Everson foi expulso, Matheus Mendes recebeu a primeira chance como titular do Atlético no segundo jogo da semifinal. O Tombense não assustou muito e, como a grande vantagem atleticana no primeiro jogo, o Galo tirou o pé e o jogo terminou em 1 a 1.

Atuação espetacular após dois anos sem jogar

Vida de goleiro não é fácil, principalmente em clube grande. Paciência é a maior virtude que se pode ter nos primeiros anos de carreira. Mendes, por exemplo, após atuar três vezes em 2021, passou todo o 2022 sem jogar, já que Everson não “deu brecha”.

Mas, as oportunidades voltaram a aparecer em 2023, novamente por suspensão do titular da meta atleticana.

Na pior sequência do Atlético há décadas, com 10 jogos sem vencer, Matheus Mendes teve a missão de encarar o Morumbi em duelo contra o São Paulo, fazendo sua estreia no Brasileirão. O goleiro fez uma partida espetacular e fechou o gol atleticano, garantindo assim o 2 a 0 para o Galo e o fim da sequência negativa.

Apesar da grande atuação, Matheus Mendes voltou ao banco com Everson retornando da suspensão. Mas ele ainda jogou mais uma vez (pelo mesmo motivo), já nas rodadas finais do Brasileiro, na vitória do Atlético contra o Goiás, na Arena MRV.

Foto de Alecsander Heinrick

Alecsander HeinrickSetorista

Jornalista pela PUC-MG, passou por Esporte News Mundo e Hoje em Dia, antes de chegar a Trivela. Cobriu Copa do Mundo e está na cobertura do Atlético-MG desde 2020.
Botão Voltar ao topo