Brasil

Brasil bate Argentina e já está na Copa

O Brasil não precisa se preocupar: com três rodadas de antecipação, já garantiu a vaga para a Copa do Mundo de 2010. Líder na América do Sul, a Seleção Brasileira assegurou a classificação com vitória no clássico deste sábado contra a Argentina, por 3 a 1.

Não só o resultado do jogo no Gigante de Arroyito, em Rosário, coloca o time comandado por Dunga no Mundial da África do Sul, como complica a situação da equipe de Maradona no continente. Os argentinos continuam com 22 pontos, contra 30 do Brasil, na quarta posição.

O jogo foi equilibrado e disputado. O time da casa não conseguiu criar boas jogadas e nem chegar com muito perigo. Já os canarinhos seguraram os albicelestes com boa defesa, aproveitando lances de bola de parada e lances de contra-ataque para ameaçar a meta dos rivais.

No primeiro lance de perigo do Brasil no jogo, aos 23 minutos, a Seleção abriu o placar da partida. Em jogada ensaiada, Elano cobrou falta e lançou a bola na área, que encontrou Luisão, sozinho, para desviar para as redes, de cabeça, sem chances para o goleiro argentino.

Mais um lance de bola parada, e mais um gol. Aos 30 minutos, André Santos cobrou falta na área. Após desvio na barreira da bola que ia pela linha de fundo, Kaká evitou sua saída e tocou para trás, quando Maicon chutou. O goleiro rebateu, mas Luis Fabiano, aproveitou o rebote para balançar as redes. A partida do lance, a torcida argentina se calou nas arquibancadas.

Aos 37 minutos, a Argentina teve boa chance de diminuir. Carlos Tévez chegou pela direita e tocou para trás, para Maxi Rodríguez, que chutou na cara do gol, mas Júlio César fez boa defesa e tirou a bola.

Em outro lance de bola parada, aos 41 minutos, Elano cobrou falta na esquerda, e Luisão cabeceou, mas Andújar defendeu outra vez, e a zaga afastou.

No segundo tempo, mais dois gols

Aos seis minutos, os argentinos ameaçaram a meta brasileira, com cruzamento perigoso pela direita, mas Júlio César interceptou a bola com tranquilidade. Na segunda etapa, os donos da casa arriscaram mais, enquanto os brasileiros continuaram apostando nas bolas paradas e velocidade no contra-ataque.

A Argentina tanto pressionou, que o gol saiu, aos 20 minutos do segundo tempo. Sem conseguir superar a defesa brasileira, Dátolo arriscou de longe, de fora da área, e o goleiro brasileiro não alcançou a bomba.

A alegria no Gigante durou pouco. Logo depois do tento argentino, Kaká puxou a bola da área brasileira e, olhando para Luis Fabiano, tocou o meio-campo para o atacante, que avançou pela direita e, aproveitando a saída de Andújar, chutou por cobertura, para dentro do gol, tornando-se o artilheiro das Eliminatórias, com nove gols.

Os argentinos continuaram pressionando, mas o goleiro brasileiro não teve problemas em parar as bolas que alcançavam a meta do Brasil.

Nesta quarta-feira, a Seleção enfrenta o Chile em Salvador, enquanto a Argentina encara o Paraguai, e precisa vencer para se manter na zona de classificação para uma vaga na Copa.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo