Brasil

Com Damián Suárez, Botafogo volta a ter nove estrangeiros; veja quantos podem atuar em cada competição

Lateral-direito uruguaio é o nono estrangeiro no elenco do Botafogo. Competições da CBF e Campeonato Carioca tem limites menores de jogadores de fora do Brasil

O Botafogo voltou a aumentar o seu número de estrangeiros no elenco. Depois de recentes saídas, o Glorioso voltou a ter nove jogadores que nasceram fora do Brasil com a chegada do lateral-direito uruguaio Damián Suárez. Assim, o Glorioso pode ter problemas para as competições nacionais e estaduais. No entanto, a questão não preocupa o clube.

No começo da temporada, o Botafogo chegou a ter nove estrangeiros no elenco e quase ficou com dez com o anúncio da contratação do lateral-direito Wilson Manafá. No entanto, o negócio melou e o português acabou não desembarcando no Brasil, mesmo depois do anúncio do Glorioso.

Nas últimas semanas, o Botafogo também concluiu os empréstimos de Valentín Adamo e Matías Segovia. O atacante uruguaio foi cedido ao Unión Española, do Chile, enquanto o ponta paraguaio foi para o RWD Molenbeek, da Bélgica, clube que também pertence a John Textor, dono sa SAF alvinegra.

Dessa forma, agora com Damián Suárez e com o retorno de Luis Segovia, que estava no mesmo RWD Molenbeek, o Botafogo volta a ter nove jogadores estrangeiros no elenco.

Veja a lista dos estrangeiros do Botafogo

  • Gatito Fernández (goleiro, Paraguai)
  • Luís Segovia (zagueiro, Equador)
  • Bastos (zagueiro, Angola)
  • Alexander Barboza (zagueiro, Argentina)
  • Mateo Ponte (lateral-direito, Uruguai)
  • Damián Suárez (lateral-direito, Uruguai)
  • Jacob Montes (meia, Nicarágua)
  • Diego Hernández (atacante, Uruguai)
  • Savarino (atacante, Venezuela)

Quantos estrangeiros podem atuar em cada competição?

Como nove estrangeiros no elenco, o Botafogo não vai poder utilizar todos estes jogadores. Nas competições da CBF, como o Campeonato Brasileiro e a Copa do Brasil, os clubes podem relacionar no máximo sete atletas de fora do país. O limite, que era de cinco, foi ampliado em 20223 por perdido dos clubes.

No Campeonato Carioca, o limite também passou para sete neste ano, a dois dias do começo da competição. O Botafogo e Vasco foram os clubes beneficiados com a alteração no regulamento. Assim como o Glorioso, o Cruz-Maltino também tem nove estrangeiros no elenco.

Já na Copa Libertadores, por ser uma competição internacional, não há limite de estrangeiros entre os inscritos e relacionados para cada partida. O Glorioso estreia na competição na próxima semana, na segunda fase prévia, contra o vencedor do confronto entre Melgar, do Peru, e Aurora, da Bolívia.

Limite de estrangeiros não preocupa o Botafogo

Apesar do limite de sete estrangeiros no Carioca e nas competições da CBF, a questão não é um grande problema para o Boafogo neste momento. O equatoriano Luis Segovia se recupera de uma lesão no joelho e ainda deve demorar para ter condições de jogo. Já Jacob Montes, apesar de ter atuado neste Campeonato Carioca, não é muito utilizado pelo clube.

Foto de Gabriel Rodrigues

Gabriel Rodrigues

Gabriel Rodrigues é jornalista formado pela UFF e soma passagens como repórter e editor do Lance!, Esporte News Mundo e Jogada10.
Botão Voltar ao topo