Brasil

E a base? Felipão faz promessa sobre jovens do Atlético-MG e celebra renovação de Isaac

Sempre questionado sobre oportunizar dos crias do Atlético, Felipão celebrou a renovação de Isaac e prometeu oportunidades para eles

Sempre questionado sobre a não utilização dos jogadores de base no Atlético-MG, Felipão se adiantou a qualquer pergunta na coletiva pós-jogo contra o Democrata-GV e falou sobre as oportunidades que pretende dar aos jovens do clube, incluindo o atacante Isaac, que esteve bem próximo de sair justamente pela falta de chances, mas renovou após uma reviravolta na negociação.

O Atlético teve um 2023 bem marcado por reclamações de falta de chances para os jovens da base que, somados (são seis ao todo), tiveram 200 minutos no profissional. Para 2024, o clube e o treinador prometeram mais chances para os crias atleticanos. Essas oportunidades são esperadas no Campeonato Mineiro, onde os jogos são, teoricamente, mais tranquilos.

No entanto, para o jogo deste domingo, por exemplo, Felipão só levou um jogador da base (Alisson) para o banco e, mesmo com o jogo resolvido desde os 15 minutos do primeiro tempo, não o colocou em campo. O que gerou algumas reclamações da torcida nas redes sociais.

Felipão então, antes mesmo de ser questionado sobre a base, usou uma pergunta sobre a qualidade do elenco para explicar seu pensamento sobre as oportunidades que pretender aos jovens atleticanos:

– Temos alguns meninos que queremos colocar, dar oportunidades nos jogos. Pois é nesses jogos (Mineiro) que vamos ver o que vamos ter nos campeonatos mais importantes. Esses meninos, a medida que os jogos vão se desenvolvendo, vou colocando. Igual coloquei o Alisson lá contra o Patrocinense. Agora temos o Isaac, que renovou e é nosso por mais 5 anos, e é um jogador de futuro. Estamos trabalhando, às vezes as oportunidades surgem para lançar eles, mas às vezes não dá. Aos poucos, queremos fazer o projeto do Galo, o projeto também de lançar esses meninos e jogadores que não tiveram tanta minutagem ano passado.

Sobre a questão de oportunidades, Felipão falou não só de jovens jogadores, como também de alguns já experientes que tiveram pouco tempo com ele em 2023, como o meia Patrick. Segundo o treinador, a ideia era colocar o jogador contra o Democrata, mas a lesão de Arana mudou os planos e ele teve que fazer outra alteração.

Isaac mudou sua decisão para ficar e quer oportunidades

Há uma semana, a Trivela informou que o atacante Isaac, que foi artilheiro do time Sub-20 em 2023 e tinha seu contrato se encerrando em abril, assinou um pré-contrato com o Coritiba, onde ele entendia que receberia mais chances, já que no Galo só jogou 102 minutos em três jogos, sendo o último deles ainda antes da chegada de Felipão.

No entanto, o caso teve uma reviravolta. O Atlético, que havia afirmado que só renovaria com ele dentro dos padrões do clube, decidiu sentar com o jogador e família uma última vez para tentar que ele ficasse. Utilizando a Lei Pelé, que permite o clube formador acertar uma renovação mesmo com o jogador tendo pré-contrato, o Galo conseguiu convencer Isaac e seus familiares de que o melhor era ficar no Alvinegro.

De acordo com o que apurou a Trivela, Rodrigo Caetano e Felipão foram cruciais nessa renovação, apresentando ao atacante um projeto de carreira e prometendo que ele terá sim mais minutos para mostrar seu futebol no Atlético. No fim, o jovem renovou até 2028.

Felipão, que no comentário sobre a base na coletiva citou a renovação com Isaac como algo positivo, agora precisa arrumar espaço no time para oportunizar o atacante. Mas a vida do jovem não será fácil, já que a disputa é quase impossível com a dupla Hulk e Paulinho. O artilheiro juvenil então terá que brigar por um espaço entre os reservas, com Alan Kardec e (até então) Vargas, além do também jovem Cadu.

Em 2023, o Atlético conseguiu renovações com Alisson, também citado por Felipão, que parece ser o mais pronto dentre todos para jogar, além de Paulo Vitor (volante), Vitor Gabriel (lateral-direito) e Iseppe (meia). Dos citados, só Iseppe, que é tratado como a maior joia do clube, não está integrado aos profissionais. Aos 17 anos, ele ainda será testado na equipe Sub-20 em 2024.

Oportunidades para quem já teve várias são justas?

Uma das maiores críticas da torcida do Atlético sobre a utilização da base é que ele alegam que muitos jogadores experientes já tiveram várias chances e não corresponderam, mas seguem recebendo oportunidades, enquanto os jovens pouco atuam. No ataque, por exemplo, Alan Kardec (35 anos) e Vargas (34) tiveram um péssimo 2023, mas parecem seguir a frente na hierarquia contra Isaac e Cadu.

Na lateral, a torcida se irritou bastante com a renovação de Mariano, por exemplo. O jogador, que foi crucial em 2021, não conseguiu demonstrar o mesmo futebol em 2022 e 23, sofrendo bastante fisicamente. Aos 37 anos, renovou por mais um mesmo assim com o Galo, deixando assim o garoto Vitor Gabriel, que é da Seleção Brasileira Sub-17, como terceira opção.

Felipão destacou, no entanto, que conta com um elenco de 30 jogadores e todos tem que saber que serão utilizados em algum momento e, quem não estiver satisfeito com isso, pode pedir para sair. No Galo, o treinador não desistiu de oportunizar Edenilson, e o volante terminou 2023 bem, começando 2024 da mesma forma, inclusive marcando gol.

Foto de Alecsander Heinrick

Alecsander Heinrick

Alecsander Heinrick se formou em Jornalismo na PUC Minas em 2021. Antes da Trivela, passou por Esporte News Mundo, EstrelaBet e Hoje em Dia.
Botão Voltar ao topo