Brasil

Palmeiras anuncia permanência de Abel Ferreira no clube em 2024

Como antecipado por Trivela, Abel Ferreira fica no Palmeiras em 2024, apesar de proposta milionária do Catar

Em postagens nas suas redes sociais, o Palmeiras anunciou que o técnico Abel Ferreira ficará no clube em 2024.  O treinador se reuniu com a diretoria do clube nesta sexta-feira (8) para fazer o balanço de seu trabalho. No encontro, o técnico anunciou que vai cumprir seu contrato até o fim de 2024.

“Em reunião com a presidente Leila Pereira, nesta sexta-feira (08), na Academia de Futebol, o técnico Abel Ferreira reforçou ter contrato vigente com o Palmeiras até dezembro de 2024. Leila e Abel avaliaram os objetivos alcançados pelo clube em 2023, com a conquista de três títulos em cinco competições disputadas, e deram continuidade ao planejamento para a próxima temporada, que tem sido desenvolvido há meses pela comissão técnica em conjunto com o Departamento de Futebol”, diz a nota do clube.

A Trivela já havia publicado mais cedo que essa era mesmo a tendência. O Palmeiras tinha interesse em conversar sobre uma possível extensão do vínculo do seu treinador por um período mais longo. Mas, ao menos por enquanto, a conversa não chegou a bom  termo sobre tal possibilidade.

Quarto ano

Desse modo, Abel vai iniciar, em janeiro, sua quarta temporada à frente do Alviverde, já que chegou ao clube em novembro de 2020 com a maior parte dos torneios ainda longe do fim, devido a paradas por conta da pandemia de covid-19.

Desde então, conquistou nove títulos, firmando-se como segundo técnico mais vencedor em toda a história do Palmeiras. Dentre os quais, estão duas Libertadores, dois Brasileiros, dois Paulistas, uma Copa do Brasil, uma Supercopa do Brasil e uma Recopa Sul-Americana.

A dúvida quanto ao prosseguimento de Abel no Palmeiras se deu depois de o técnico dizer que estava de “saco cheio”, na coletiva concedida após Palmeiras 3 x 0 Internacional.

Logo depois, a Trivela apurou que o treinador recebera uma aproximação do Al Sadd, do Catar, com uma proposta astronômica. Proposta que, vale frisar, jamais chegou ao Palmeiras.

Dicas

Embora tenha demorado para cravar sua permanência no Verdão, Abel Ferreira vinha dando reiteradas dicas de que iria seguir no Palmeiras.

Depois da vitória sobre o Fluminense, no último dia 3, ele disse “não sou ingrato”, quando indagado sobre o tema.

Já na quinta-feira, durante sua chegada na cerimônia de entrega dos prêmios da Bola de Prata, da ESPN, o treinador disse “eu acho que sim”, sobre a mesma questão.

— Há uma forte probabilidade de eu ficar, há um contrato. Gosto de cumprir o contrato. Mas eu preciso sair. Ao contrário do que alguns pensam, ganhar de forma consecutiva da muito trabalho. Desgaste muito grande, é preciso ter muita energia. A minha função é cuidar e motivar dos outros. E a mim, quem faz isso comigo? – disse ainda.

— São três anos muito intensos, prazerosos. Muitas conquistas, algumas derrotas. O mais importante é desfrutar. Um dia o treinador do Palmeiras vai embora e o Palmeiras vai continuar. Já era grande e vai continuar quando eu sair, seja agora ou daqui a dois ou três anos — disse Abel.

Na entrevista coletiva, já com o prêmio Telê Santana, de melhor técnico, em mãos, Abel disse que iria pensar no melhor para sua família ao decidir se permanecerá no campeão brasileiro.

Tanto sua esposa quanto suas filhas se adaptaram muito bem a São Paulo e não gostariam de se mudar para o Catar neste momento. A reportagem soube que as filhas de Abel já estão rematriculadas na escola para o próximo ano letivo.

E, na hora de ir embora, passou até meio despercebido, mas Abel se despediu dos jornalistas dizendo “agora só vejo vocês no ano que vem”.

 

Foto de Diego Iwata Lima

Diego Iwata Lima

Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero, Diego cursou também psicologia, além de extensões em cinema, economia e marketing. Iniciou sua carreira na Gazeta Mercantil, em 2000, depois passou a comandar parte do departamento de comunicação da Warner Bros, no Brasil, em 2003. Passou por Diário de S. Paulo, Folha de S. Paulo, ESPN, UOL e agências de comunicação. Cobriu as Copas de 2010, 2014 e 2018, além do Super Bowl 50. Está na Trivela desde 2023.
Botão Voltar ao topo