Brasil

777 alfineta Pedrinho por atraso no pagamento dos direitos de imagem no Vasco

Em meio a briga judicial entre 777 e Associativo pelo controle da SAF, o Vasco atrasou o pagamento dos direitos de imagem aos jogadores

A conturbada relação entre a 777 Partners e o Vasco associativo já começou a afetar diretamente o elenco do clube. Em meio ao imbróglio judicial pelo controle da SAF, o Cruz-Maltino atrasou o pagamento dos direitos de imagem dos jogadores. Por um acordo entre a diretoria da SAF e os atletas, esta parte dos vencimentos é, normalmente, paga no dia 20 de cada mês. Mas isso não aconteceu na última segunda-feira, o que gerou uma alfinetada da 777 ao clube associativo.

A SAF contava com o adiantamento de parte do aporte que a 777 Partners deveria fazer em setembro para manter o fluxo de caixa do clube. Em 2023, a empresa americana também adiantou parte do aporte em maio e junho, meses em que os parte dos clubes brasileiro costumam ter dificuldades entre o fim dos Estaduais, que rendem pouco dinheiro, e os primeiros pagamentos referentes aos direitos de TV pelo Campeonato Brasileiro.

No entanto, com a liminar concedida na última semana que tirou a 777 Partners do comando da SAF e passou o controle da empresa para o Associativo, presidido por Pedrinho, a empresa americana não efetivou o adiantamento de parte do aporte. Por isso, Pedrinho encontrou o caixa da SAF quase vazio. E, assim, a SAF não conseguiu fazer o pagamento dos direito de imagem na última segunda-feira. A informação sobre o atraso foi dada inicialmente pelo canal Atenção, Vascaínos.

A Vasco SAF, que tem como CEO Lúcio Barbosa, colocado no posto pela 777 Partners, chegou a solicitar à associação um empréstimo para manter o fluxo de caixa. Mas, até esta terça-feira (21), o dinheiro não entrou no caixa da SAF, que segue devendo aos jogadores. Os salários (CLT) dos jogadores e dos funcionários estão regularizados. Foi a primeira vez em que alguma parte dos vencimentos dos jogadores atrasou desde a transformação em SAF, em setembro de 2022.

777 Partners alfineta Pedrinho e a Associação

Após o atrasado no pagamento dos direitos de imagem dos jogadores, a 777 Partners divulgou, nesta terça-feira, uma nota em que lamenta o fato e aproveita para criticar a decisão que os afastou da SAF, além de, indiretamente, também alfinetar Pedrinho e o Vasco associativo.

Confira a nota da 777 Partners

A 777 Partners lamenta que o Vasco SAF, sob o comando do clube associativo, não tenha quitado no prazo os direitos de imagem dos atletas, pagamento que deveria ter sido feito na última segunda-feira (20). Foi o primeiro atraso de salários ou imagem com o elenco desde que assumimos a companhia, há 18 meses.

A decisão liminar que temporariamente nos afastou do comando do Vasco SAF impediu que fizéssemos um aporte ponte, como feito no ano passado nesse mesmo período do ano, quando as receitas do futebol são mais baixas.

Aproveitamos para tranquilizar os vascaínos, jogadores e funcionários, garantindo que tão logo a presente aberração jurídica seja revertida regularizaremos de imediato essa triste situação.

777 recorre da decisão que a afastou da SAF

Depois da própria SAF recorrer, na última segunda-feira, a 777 Partners também entrou com um agravo de instrumento contra a decisão da Justiça que tirou a empresa americana do controle do futebol do clube. Tanto a Vasco SAF como a 777 são rés na ação feita pelo Vasco associativo, que conseguiu, de maneira liminar, afastar a empresa americana da SAF.

A SAF tenta “equilibrar os poderes” e proteger a governança e os funcionários da empresa. Além disso, também se propõem a construir um Conselho de Administração mais equilibrado. Atualmente, este conselho é formado por cinco representes da 777 Partners e dois da Associação. Caso a liminar seja mantida pela Justiça, a Vasco SAF pediu para que os poderes do clube associativo, agora sócio majoritário da empresa, sejam delimitados.

Foto de Gabriel Rodrigues

Gabriel Rodrigues

Gabriel Rodrigues é jornalista formado pela UFF e soma passagens como repórter e editor de Lance!, Esporte News Mundo e Jogada10.
Botão Voltar ao topo