Brasil

SAF do Vasco recorre de liminar que tirou 777 em mais um dia agitado nos bastidores

Segunda-feira ainda teve perito barrado no escritório da SAF do Vasco e 777 Partners acionando a embaixada dos EUA

O imbróglio entre o Vasco associativo e a 777 Partners pela SAF do clube teve mais dia agitado. Nesta segunda-feira (20), a Vasco SAF entrou com agravo de instrumento contra a decisão que tirou a 777 do controle da empresa. Além de tentar derrubar a liminar, a SAF também apresenta opções para o caso da liminar ser mantida pela Justiça. A informação foi dada inicialmente pelo Lance.

A Vasco SAF, assim como a 777 Partners, também é ré na ação que foi movida pela Associação, presidida por Pedrinho, e que conseguiu afastar a 777 do controle da SAF, que comanda o futebol do clube. Na última quarta-feira, o juiz Paulo Assed Estefan, da 4ª Vara Empresarial do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, concedeu a liminar favorável ao clube associativo.

De acordo com o Lance, a SAF tenta “equilibrar os poderes” e proteger a governança e os funcionários da empresa. Além disso, também se propõem a construir um Conselho de Administração mais equilibrado. Atualmente, este conselho é formado por cinco representes da 777 Partners e dois da Associação.

Caso a liminar seja mantida pela Justiça, a Vasco SAF pediu para que os poderes do clube associativo, agora sócio majoritário da empresa, sejam delimitados. A SAF também pede que a 777 perca o direito em relação aos aportes não realizados — pelo contrato, a empresa americana ainda teria mais dois aportes para realizar, um em 2024 e outro em 2025.

777 Partners aciona Embaixada dos EUA

Em paralelo à movimentação da SAF na Justiça, a 777 Partners, que também vai entrar com recurso contra liminar concedida na última semana, também já teria conversado com a embaixada dos Estados Unidos no Brasil para solicitar auxílio na defesa da empresa. A informação foi dada pelo jornal O Globo.

Ainda de acordo com o ge, a embaixada vai investigar o caso e procurar possíveis irregularidades na decisão que afastou a 777 do controle da Vasco SAF. Caso seja provado algum problema, o caso pode ser considerado um ataque ao capital americano no país.

Perito é barrado no escritório da SAF

Ainda nesta segunda-feira, outro episódio chamou a atenção. Durante a tarde, um perito indicado pela Justiça foi até o prédio onde fica o escritório da Vasco SAF, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro. No entanto, uma advogada da empresa barrou a entrada do perito, que iria analisar documentos da SAF e da 777 Partners.

A advogada da Vasco SAF teria argumentado que o perito não teria autorização oficializada para entrar no escritório. O caso gerou um desentendimento e o perito, de fato, não conseguiu entrar no escritório.

Foto de Gabriel Rodrigues

Gabriel Rodrigues

Gabriel Rodrigues é jornalista formado pela UFF e soma passagens como repórter e editor de Lance!, Esporte News Mundo e Jogada10.
Botão Voltar ao topo