Ásia/Oceania

[Vídeo] O herói do Taiti em 2013 conseguiu uma proeza bizarra: marcar um gol contra espírita

Mikaël Roche se tornou um ícone do futebol alternativo em 2013. O taitiano foi um dos goleiros convocados à Copa das Confederações. E teve a missão mais difícil: no rodízio organizado pelo técnico Eddy Etaeta, teria que enfrentar justamente a Espanha. O arqueiro tomou 10 gols, mas saiu ovacionado do Maracanã. Quando o placar já estava em 8 a 0, o estádio estremeceu quando Fernando Torres chutou um pênalti no travessão diante do camisa 1. O professor de educação física na pequena ilha da Oceania se tornava uma celebridade mundial. Quase três anos depois, Roche segue a vida pacata no Taiti. Defende a meta do Tefana, um dos principais clubes do país. Mas viveu uma estreia terrível na Liga dos Campeões da Oceania.

O Tefana até goleou o Nadi, de Fiji, por 6 a 1. Contudo, o gol dos adversários foi vergonhoso. A partir de um lateral, Roche tentou isolar a bola. Mas o taco espirrou e ele marcou um gol contra quase sem ângulo. Um lance pra lá de bizarro, que ao menos não comprometeu o resultado de sua equipe. Embora o heptacampeão Auckland City seja favorito, o Tefana também desponta como candidato às fases finais. O clube taitiano chegou a ser vice-campeão continental em 2011/12, perdendo a decisão justamente para os neozelandeses.

Vimos o gol inacreditável nos amigos do Non Sense Football:

Vale relembrar também a ótima entrevista que Roche concedeu em 2014 ao ótimo Impedimento.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo